Arrow (1×03) – Lone Gunmen


The men and women I’ve targeted are dangerous, corrupt, a virulent cancer. But cancers can be fought and conquered. All it takes is a surgeon… and the right instrument.

Quero começar por agradecer ao Dinis por ter assegurado a estreia desta série que se revelou à altura das nossas expectativas e continuamos neste terceiro episódio a conhecer o que se passou na ilha, agora que sabemos que ele não estava sozinho, e continua também a perseguição de Arrow aos corruptos da sua lista. Mais uma vez Oliver começa por explicar a sua missão agora que regressou à sua cidade e para junto da sua família, desta vez comparando-se com um cirurgião que tem como objectivo remover um cancro com a ajuda do seu instrumento.

Quando Oliver vai em busca do seu alvo da semana, James Holder, surge um inimigo inesperado, alguém que começa a fazer concorrência mas por motivos errados e diferentes de Arrow. Arrow queria dar-lhe uma oportunidade de emendar os seus erros, mas isso deixa de ser possível pois alguém o mata. No meio disto Arrow acaba também por ser atingido percebendo mais tarde que a bala que tinha acabdo de retirar estava envenenada levando-nos a uma das memórias da ilha, quando também lá foi atingido por uma seta envenenada e que segundo a própria pessoa que o atingiu disse, foi apenas para o proteger… Surge então mais uma pergunta: proteger do quê, que seja necessário forma tão estranha de protecção?

Diggle: So how was your evening, sir?
Oliver: You mean after I said I had to go to the bathroom at dinner and never came back?
Diggle: I guess from now on I’ll be watching you pee.

Depois de ter percebido o perigo que o seu concorrente representa decide fazer um desvio à sua lista e começar então a procurar este assassíno. No entanto começa a ser cada vez mais complicado esconder aquilo que faz e acredito que também seja chato estar sempre a pensar em novas maneiras de conseguir enganar o seu guarda-costas. Então, seguindo na ideia de manter a imagem de homem da festa, decide abrir um clube noturno no armazém onde tem a sua base não precisando assim de mais desculpas sobre onde passa as suas noites. Nesta parte vemos Diggle a dar a entender que consegue perceber qual a verdadeira intenção de Oliver com a abertura do bar, que é apenas uma forma de lhe escapar, só ainda não percebeu para quê. As interacções entre estes dois são das que mais gosto na série, a forma irónica com que cada um deles fala com o outro, andando sempre à volta do assunto mas dando a entender que percebem bem o que se está a passar realmente, e também a forma como se vão aproximando cada vez mais um do outro, deixando-me curiosa pelo desenvolvimento dessa amizade.

Oliver: Dig, you got your eyes open?
Diggle: That’s what I’m here for, sir. That and answering patronizing questions.

Enquanto o tempo passa o assassíno faz mais vitimas, todas elas ligadas pelo interesse que têm na Unidac Industries, levando a que o detective Lance suspeite no novo marido de Moira que também partilha deste interesse podendo assim beneficiar da eliminação da concorrência. No entanto, enquanto Lance continua na sua perseguição à família de Oliver, devido ao desgosto que teve pela morte da sua filha cinco anos atrás, Oliver continua na sua busca pelo assassíno, recorrendo à ajuda da mafia russa para o encontrar. Não conseguindo apanhá-lo desta vez fica apenas com o seu portátil e descobre que realmente alguém está a eliminar a concorrência pela Unidac Industries, não sendo o seu padastro, mas um homem chamado Warren Patel. Descobre também que o ataque vai ser feito no edíficio onde irá decorrer o leilão mas, não podendo cobrir todos os locais possíveis de ataque, pede uma ajuda forçada ao detective Lance que acaba por compreender que Arrow tem razão nas suas suspeitas dando-lhe a ajuda que precisa. Mesmo assim não se consegue evitar o tiroteio antes do leilão, apenas se consegue evitar, devido a uma luzinha bastante discreta, que Steele seja atingido. Oliver corre então em busca do assassíno contratado, seguido do seu protector que acaba por ser atingido por uma das balas envenenadas. Devo dizer que fiquei surpreendida por já no terceiro episódio desmascararem Oliver a alguém, neste caso a Dig no final do episódio quando é levado por Arrow para ser curado do veneno. Mas fiquei curiosa para saber o rumo que irão dar a esta descoberta ou se simplesmente arranjam forma de ele não se lembrar de nada quando ficar mesmo bom, como acontece na maior parte das vezes.

This place is too dangerous for any one man to be alone. They’ll kill you.

Também no final ficamos a saber que a ilha afinal estava bastante povoada e que havia razões para Oliver ser protegido pois vemos alguns homens bem armados e fardados a mexer numa rede onde Oliver tinha estado momentos antes. Se forem homens a mando de Moira para eliminar o único sobrevivente do acidente que ela própria tinha provocado, deixa-me a pensar que então já se sabia que ele estava vivo durante todo o tempo e me pergunto como aquele estranho habitante da ilha sabia tão bem que ele necessitava de ser protegido daqueles homens.

Em paralelo tivemos os dramas secundários da série, sendo um deles o de Thea que continua no seu percurso rebelde e semelhante ao do irmão de há uns anos atrás, no entanto percebemos que por motivações diferentes, ou seja, devido a tudo o que sofreu nos últimos cinco anos com a morte do seu pai e irmão e também indiferença da sua mãe. No final Moira percebe que precisa de fazer algumas mudanças na sua relação com a filha para que ela também volto a respeitá-la, mudanças como voltar a falar sobre o seu pai. Embora no fundo continue ainda com um pouco de receio que esta trama se torne aborrecida, para já não me queixo pois têm conseguido desenvolver o personagem de uma forma interessante, em que as suas acções saem sempre no final com alguma justificação e gosto da sua interacção especial com o irmão.

Já quanto a Laurel não fiquei especialmente contente com o seu rumo neste episódio. Para mim o seu único momento positivo foi quando esta surge para defender Oliver e Tommy revelando-se uma mulher “de armas”. De resto, isso não condiz muito com a ingenuidade que revela ao cair na cantiga de Tommy, aquele que para mim já se tornou numa personagem a abater. Mas ainda reservo a esperança de que nesta entrega a Tommy esteja escondido algum plano, algum outro interesse, algo que acho que lhe ficaria muito melhor.

Arrow traz-nos neste episódio mais alguns pormenores sobre a sua vida na ilha, que mesmo não esclarecendo nada de especial, deixa-nos mais curiosos ainda pelo que virá a seguir e mais perguntas para serem respondidas. Também nos deixa à espera de decobrir o que acontecerá agora que Dig sabe do que o seu protegido anda a fazer quando desaparece. E, embora nem tudo tenha sido positivo neste episódio, estes desenvolvimentos somados a fantásticas cenas de acção, como a subida de Oliver pelo prédio acima ou as suas lutas com o assassíno, e que já se tornaram uma marca desta série, fizeram deste um bom episódio e continuam a prometer uma série que seja duradoura.

5 thoughts on “Arrow (1×03) – Lone Gunmen

    • Pois é, como disse também achei muito estranho. Daí a minha desconfiança de que no próximo episódio a coisa não seja bem assim e ele afinal depois fique tão abananado que não se lembre de nada. Mas isto porque ainda n vi o desta semana, posso tar a dizer disparate… Bjs**

  1. muito bom episódio, mas podiam esperar um bocado mais para o Dig descobrir +1

    Não gostei de ser tão rápido assim!
    Não é uma série de 12, 13 eps u.u

    Quero saber mais sobre a ilha, me despertou muita curiosidade!!!!
    E espero que a série se desenvolva mais ainda. =D

    • Pois, como disse também acho muito estranho e daí desconfiar que não seja bem assim. Foi mesmo inesperado. E penso que vai desenvolver muito mais ainda sim, tem bastante espaço para isso e até agora vao aproveitando bem.
      Bjs***

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s