Homeland (2×05) – Q&A


Caso houvesse a possibilidade de criar uma única legenda para este episódio, esta diria o seguinte: The Carrie and Brody’s Show. Caso pudéssemos complementar esta primeira legenda, dando a esta um tom mais pretensioso, não só a classificando para este episódio em si, mas para a série em geral, colocaríamos a seguinte frase: The Danes and Lewis Show.

Não, não estou exagerando, ambos os atores dominam a série com seus enigmáticos e profundos personagens e ambos os atores dominaram este episódio, tornando este complexo, psicológico e dramático, mostrando a razão pela qual a série é uma das mais elogiadas da atualidade e mostrando a razão pela qual a série mereceu cada uma das estatuetas que recebeu na cerimônia do Emmy. Q&A peca em alguns detalhes, mas estes são imperceptíveis se comparados ao show que os protagonistas nos apresentam.

Q&A mostra as conseqüências da prisão de Brody, dos eventos que irão suceder a grande descoberta que fora feita. Confesso que o resultado final, o caminho que a série decidiu seguir, não me surpreendeu, já estava a espera do mesmo, porém o percurso que o episódio teve até chegarmos a esta resolução fora fantástico, tortuoso, dramático e extremamente gratificante.

Mesmo tendo cometido um erro feroz, capaz de destruir com as chances que a CIA possuía de impedir o ataque de Nazir, achei injusto o fato de que Carrie não seria a interrogadora de Brody. Porém o roteiro sempre nos prega peça e Peter se mostra mais inteligente e estrategista do que imaginei, subestimei o personagem no episódio anterior e neste fui surpreendido. Peter preparou o território de uma forma única para o interrogatório de Carrie, aquecendo os nervos de todos os personagens e se colocando no papel do bad cop.

E então fomos presenteados com uma das melhores seqüências de diálogos de toda a série. Poderia ficar por assistir um episódio inteiro se este fosse centrado em Brody e Carrie, mais ninguém, apenas Brody e Carrie conversando sobre os seus sentimentos, suas verdades e mentiras e o que lhes assustam. Perdi a conta de quanto tempo estes diálogos ocuparam do episódio, pois queria mais, quero mais Carrie e Brody e, aparentemente, meu desejo será realizado nos próximos episódios.

O mais interessante deste episódio é a maneira como Carrie descreve os sentimentos de Brody. Sério, nunca compreendi o personagem de uma maneira tão complexa e isto me ajudou a compreendê-lo de uma maneira mais sincera e acredito que ajudará a aqueles que nunca o compreendeu a começar a entendê-lo. Carrie cita Issa, Nazir e Walden, utiliza grandes argumentos como Dana, Jessica, morte de inocentes, atos de terrorismo e guerra, e consegue convencer Brody a colaborar com CIA, a ceder informações, a trabalhar como um agente duplo.

Muitos podem questionar esta decisão do roteiro de colocar Brody para trabalhar juntamente com a CIA, mas esta era a única opção plausível que o roteiro possuía. Vamos ser sincero, por mais que Homeland seja uma série audaciosa e inovadora, esta está longe de ter a audácia de matar um de seus personagens principais, Carrie ou Brody. Então, não vou questionar ou criticar o rumo que a série está por tomar. Acredito que a série encontra-se no rumo certo, esta ainda não me decepcionou e não fora a mudança de lado de Brody que irá causar-me decepção.

Homeland é uma série feita na medida, são poucos os aspectos da série que me irritam ou que me causam certo desapontamento. Porém, infelizmente, para estragar este ótimo episódio, tivemos Dana a trazer uma trama desnecessariamente infantil, principalmente se a compararmos com o tema central da série. Quem quer se importar se ela e Finn foram se aventurar e acabaram por atropelar uma mulher aleatória? Só sei que poderiam ter feito algo muito mais planejado e interessante.

Mas nem mesmo a inutilidade de Dana e sua trama foram capazes de estragar o contexto final deste episódio. Fora mais um ótimo episódio, a série constantemente está por alterar o rumo de suas tramas e isto está por deixar as coisas cada vez mais interessantes e nós estamos cada vez mais ansiosos pelo o que virá a seguir.

Audiências: A série viu seus números crescerem neste episódio, fora 0.9 na demo e pouco mais de 2 milhões de telespectadores.

4 thoughts on “Homeland (2×05) – Q&A

  1. Well! Eu vi agora a pouco, e já posso morrer com esse eps????? PQP!!!!! CARALHO!!!!!!

    Ai meu coração, foi incrível demais!!! Acredita que pela PRIMEIRA VEZ senti uma compaixão ou um pouco de dó do Brody!! Nossa, foda demais!!!!

    Amei amei, eu sabia que esse eps não ai decepcionar e foi incrível em tudo que tentou passar, os dialagos dos dois foi digno de Oscar porra! HAHA Eles entraram no papel do seus personagens e foram além de tudo, OMG perfeito❤

    Como eu já suspeitava, Brody vai trabalhar para o bem -q rsrs
    Vamos ver até quando isso vai ser possível, só sei que tenho pensamentos positivos para os próximos eps e estou mega curioso *-*

    Dana? eu passo zzzzzzzzzz u.u

    Até mais \o/ \o/

    • Pensei exatamente em você enquanto assistia este episódio, principalmente na hora que as atitudes de Brody é revelado.

      Sabia que você sentiria um pouco mais de compaixão pelo personagem, assim como compreende-lo um pouco melhor.

      Fora realmente um ótimo episódio, apenas Dana se mostrou descartavel, mas vamos ver o que nos espera.

      Atts

  2. talvez o plot da Dana não seja tão aleatório;;;;;tenho uma teoria de q aquele atropelamento irá interferir, de algum modo, na candidatura do Waden a presidente…..
    sinceramente, aquilo tem q ter algum utilidade e nao só encher o episódio …

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s