Once Upon a Time (2×05) – The Doctor


Magic can do much but not that. Dead is dead.

Para aqueles que estavam curiosos para saber a verdadeira identidade do Dr. Whale, o episódio 2×05 veio para matar a curiosidade de todo mundo e, de quebra, ainda nos deixar boquiabertos.

Na minha humilde opinião, The Doctor foi o episódio com mais pontos altos até agora. Apesar de a intenção ter sido revelar um pouco do passado do Dr. Whale e trazer a revelação de que ele é o Dr. Frankenstein, quem acabou roubando toda a cena foi a Regina, e o fato do médico de Storybrooke ser capaz de trazer os mortos de volta à vida acabou meio ofuscado. Duvido muito que alguém ficou ligado na história de vida do Whale no final do episódio. Depois de tudo o que a Regina fez, tanto em flashback quanto em tempo real, a única coisa que consegui pensar foi: Regina, você tem meu total respeito!  Apesar da Regina ter dominado, o episódio também trouxe mais um pouco da luta da Emma e da Snow para conseguir encontrar uma forma de voltar para Storybrooke, mas vou deixar para comentar isso no final, para não acabar confundindo as coisas.

Dr. Whale: What the hell was that for?
Charming: Sleeping with my wife.
Dr. Whale: Kathryn?
Charming: Snow.
Dr. Whale: But we were cursed.
Charming: I know. It’s good.

The Doctor foi um episódio cheio de revelações, é verdade, mas o início dele foi bem descontraído e me fez dar muita risada. Começamos com David/Príncipe socando a cara de Whale por ele ter dormido com a Snow. Essa cena me fez cair na gargalhada e precisei de um minuto para me recuperar da pequena crise que tive.

Ainda no início do episódio, pudemos ver David levando Henry para os estábulos a fim de lhe dar lições de montaria. Empolgado, o garoto acha que já vai selar o cavalo e sair cavalgando pela cidade, mas então seu avô lhe joga um balde de água fria e diz que antes de mais nada ele deve ganhar a confiança do seu animal, coisa que só conseguirá cuidando dele. Ou seja, para a tristeza de Henry, ele recebeu a tarefa de limpar o estábulo e escovar seu cavalo, até que o animal decida quando é a hora de montar. Foi um momento bem fofinho que aconteceu logo depois do primeiro flashback e, apesar de parecer meio “desconexo” no início (já que veio logo depois da Regina dar de cara com o seu finado noivo Daniel), mais para frente o fato de Henry estar nos estábulos acabou sendo muito importante.

E para encerrar o momento “diversão” que ocorreu no início, não posso deixar de citar o momento em que a Regina vai ao consultório do Archie para uma sessão de terapia, totalmente desesperada, e diz que não está mais aguentando a abstinência dos próprios poderes e que já faz dois dias que não sabe o que é magia. A expressão de desespero dela foi impagável e não consegui deixar de rir.

Regina: It’s just that magic is the way I’ve always gotten everything.
Archie: It sounds like it’s also the way you’ve lost everything.

Como nem tudo são flores, foi também nessa cena do consultório que Whale quis mostrar a que veio, invadiu o lugar e exigiu que Regina o mandasse de volta para o seu irmão, coisa que ela disse que não faria. Quando a maldição foi lançada, Regina assumiu que trouxe apenas as pessoas que lhe interessavam, o que explica (ou não) o fato de parte do reino não ter sido atingido e ter permanecido congelado.

When you take a heart, it becomes enchanted. Stronger than a normal heart.

O episódio começou a ficar mais interessante quando Whale deixou a sala de Archie e a cena seguinte foi transportada para um flashback onde Regina aprendia lições de magia com Rumplestilstskin (um minuto de silêncio, por favor, porque consegui escrever o nome certo antes de ir conferir no Google). Na cena, Regina ainda era uma garota bondosa, que temia se tornar como sua mãe. Isso a fez recusar a ordem de Rumple de arrancar um coração de um unicórnio e esmagá-lo entre os dedos. Arrancar corações era coisa de Cora e ela jamais faria coisa do tipo.

Como Rumple não é um cara que gosta de perder tempo e Regina parecia ser o tipo de pessoa que precisava ser pressionada para fazer as coisas, ele tratou de jogá-la contra a parede e perguntar o que ela realmente queria. Sem saber para onde correr, Regina respondeu que sua intenção com a magia era apenas trazer seu amado Daniel de volta e se existia um meio de fazer isso. Rumple explicou que as coisas não funcionavam dessa forma e que a magia era capaz de tudo, menos trazer pessoas de volta à vida.

Decepcionada, Regina pensa que tudo está perdido, mas eis que surge Jefferson com a notícia de que em um reino não tão distante do deles existia um Mago que era capaz de trazer as pessoas do mundo dos mortos. É nesse momento em que a história da Regina começa a se cruzar com a de Whale, pois ela pede para que Jefferson traga esse homem até ela.

Jefferson fez o combinado e levou o tal mago até a Rainha. Depois de feitas as apresentações, ela descobriu que a única coisa que o homem precisava para trazer Daniel de volta era um coração encantado. Regina entregou o que lhe foi pedido, mas na hora do procedimento, o Dr. Frankenstein surgiu e disse que as coisas não deram certo, fazendo Regina cair no choro.

Pois bem, enquanto no passado o procedimento parecia ter dado “errado”, no presente, Whale acertou direitinho o procedimento e trouxe Daniel de volta. Entretanto, a coisa não saiu como ele planejava, já que, ao receber um coração, Daniel voltou em uma versão monstruosa e capaz de tudo, incluindo arrancar um braço do médico sem dó e nem piedade.

A situação começou a ficar mesmo desesperadora, quando David ficou sabendo do ocorrido e foi cobrar explicações de Regina. A mulher, que estava praticamente saltitando de felicidade por ter seu noivo de volta, disse que era provável que Daniel estivesse refazendo seus passos para o lugar onde a viu pela última vez: nos estábulos. Desesperado, David conta a Regina que Henry está lá sozinho e os dois correm para o local, a fim de impedir o pior.

Apesar de saber que nada aconteceria ao Henry, fiquei super agoniada ao vê-lo ser estrangulado pelo Daniel. Me deu uma dó do garotinho, que quase comecei a chorar só de ver. Ainda bem que David chegou bem a tempo e salvou seu neto de morrer nas mãos do monstro criado por Whale.

Já mencionei aqui o quanto sou manteiga derretida quando se trata da série e não podia ser diferente nesse episódio, não é? Nessa cena, depois de Regina precisar implorar para que David não matasse seu noivo e permitisse que ela tivesse uma conversa com ele, chorei como uma criança que perdeu um brinquedo. Foi impossível não se comover com ela sendo enforcada pelo noivo e mesmo assim dizendo que o ama. E foi mais impossível ainda controlar o choro quando ela diz novamente o que sente e Daniel diz para ela: então ame novamente.

Não sei se mais alguém pensou o mesmo, mas essa foi a primeira vez que Regina, depois que ficou realmente má e tudo mais, usou a magia para fazer algo que ela não queria em benefício de alguém que ama. Quero dizer, se ela estivesse na fase 100% egoísta da vida, provavelmente encontraria uma forma de amenizar a dor de Daniel, assumiria os riscos dele sair pela cidade matando todo mundo e ficaria com ele, independente do que dissessem. Mas, ao invés disso, a Rainha simplesmente atendeu o pedido do noivo e acabou com seu sofrimento, o matando pela segunda vez (ou seja lá o que aconteceu quando ela o fez desaparecer).

Essa cena serviu para mostrar que a Rainha está realmente mudando e que se continuar seguindo esse caminho vai conquistar o amor de Henry mais fácil do que imagina. O único problema é que Cora está atrás de uma forma para chegar em Storybrooke, e sinceramente espero que quando a mulher chegar Regina não esqueça tudo o que sabe e mostre para mae que, dessa vez, elas vão lutar de igual para igual.

Pois bem, como disse no início da review, The Doctor foi cheio de revelações e um dos últimos flashes veio nos mostrar o momento exato em que a Rainha se tornou realmente má. Depois de ter perdido as esperanças com o procedimento que traria Daniel de volta, Regina simplesmente foi encontrar Rumple na floresta, arrancou o coração de sua nova aprendiz e esmagou entre seus dedos – exatamente como viu sua mãe fazer com Daniel e como Rumple havia lhe ensinado a fazer. Foi aí que Rumple percebeu que ela estava realmente disposta a deixar o passado para trás e começar a traçar um novo futuro, onde ela deixaria seu lado bonzinho de lado e daria espaço a alguém cruel (minha versão favorita dela, confesso!). E como se não bastasse isso, no penúltimo flash ainda vimos que todo o bla bla bla do procedimento errado foi ideia do Rumple para fazer com que Regina se revoltasse com a vida e decidisse ir para o lado negro da força. Essa cena do flash entre Rumple e Dr. Frankenstein também serviu como uma ligação para outra cena que acontece entre eles em Storybrooke. Antes do Dr. Frank voltar para o seu reino, ele insiste na teoria de que a ciência é superior a magia e Rumple joga na cara dele que um dia ele irá precisar da magia. Para a tristeza de Whale, esse dia chegou e ele precisou ir até o Mr. Gold para pedir que colocasse seu braço no lugar. Gold, é claro, diz que ele precisa pedir do jeito certo e ADOREI (com direito a caps lock e muita animação) ver o Whale dizer que precisava da magia.

Pois bem, como eu também disse no início da review, The Doctor não trouxe apenas Whale, Regina e companhia, mas também um pouco da corrida da Emma e da Snow para encontrar uma forma de voltar para a Storybrooke. Parece que o pessoal resolveu lembrar que elas estão perdidas no reino encantado e deram um pequeno espaço para as duas aparecerem.

Quando Emma, Snow, Mulan e Aurora voltaram para o campo de refugiados, encontram todos mortos e com seus corações arrancados. As quatro ficam muito chocadas com aquela visão, mas então encontram um sobrevivente: o Capitão Gancho, que, até então, era conhecido por Mulan por ser um Ferreiro que perdeu a mão trabalhando. Gancho tenta contar uma história furada sobre como Cora entrou no lugar e matou todo mundo, mas ele não contava com o misterioso e muito útil, dom de Emma: saber quando as pessoas mentem. Ela dá uma prensa no cara, que ainda tenta manter sua versão fajuta dos fatos, e então eles seguem para longe do acampamento.

Unless you want to be dinner you better start talking.

Já na floresta e muito próximos aos Ogros, elas amarram Gancho em uma árvore e Emma, usando a típica pressão psicológica, assovia e chama a atenção dos Ogros, que começam a ir em direção a eles. Emma diz que se Gancho não contar quem ele é e o que ele pretende com elas, vai deixá-lo preso ali. No início, ele acha que a mulher está blefando, mas quando percebe que ela está mesmo disposta a abandoná-lo para virar comida de Ogro, Gancho rapidinho abre a boca e conta que Cora está prestes a criar um portal para ir até Storybrooke, e que ele pretende pegar carona nesse portal para se encontrar com Rumplestilstskin e conseguir a sua vingança.

Apesar de não ter ficado 100% convencida, Emma solta o Capitão e segue seus passos para onde está a última coisa que precisam para abrir o portal. Até então, ninguém esperava que o “último ingrediente”, por assim dizer, para o portal estaria no alto de um pé de feijão e guardado por um gigante, o que dificulta (e muito) as coisas para todo mundo.

De forma pouco resumida, a aparição da Snow e da Emma foi basicamente essa. Não sei se mais alguém sente falta de dessas personagens tendo destaque, mas eu sinto. Sei lá, na primeira temporada, tudo se resumia a Emma, Maldição, Emma, Emma e Emma, e depois que a maldição finalmente foi quebrada, esperava que a personagem continuasse em destaque e que saísse um pouco da sombra da Regina e dos pais. Mas ao contrário das minhas expectativas, a Emma mal tem dado as caras e essa é basicamente a única crítica que tenho dos episódios até agora. Às vezes parece que esquecem que mandaram a Emma e a Snow para a Floresta Encantada, e focam apenas na confusão que se tornou Storybrooke, ou melhor, focam em David tentando amenizar um pouco a confusão que se tornou Storybrooke depois da quebra da maldição.

Enfim, pelo que vi na promo no próximo episódio, o passado da Emma finalmente vai ser revelado e SINCERAMENTE ESPERO (mais uma vez em caps lock e com muita empolgação) que revelem a identidade do pai do Henry. Esse é um dos “mistérios” que eu mais quero que seja revelado na série!!!

Agora sim vou parar por aqui. Até a próxima, meus amores!❤

4 thoughts on “Once Upon a Time (2×05) – The Doctor

  1. Ah que eps completinho e tudo por culpa da minha linda Rainha Regina *—*
    Ai como eu amo essa mulher❤ HAHAHA

    Gostei de saber o começo de tudo sobre ela, gostei de saber que o Rump. que a ajudou ser quem ela foi, adorei o eps inteiro hahaha

    As partes da Emma foram boas, só não sei se o Gancho vai ser leal no que diz '-'
    Vamos ver até onde isso vai.

    Também espero que minha Rainha sambe na cara da Cora quando ela volta, e acabe de vez com aquele bitch *-*

    Até a próxima, ÓTIMA REVIEW!!!!!!!

    • HAUHAUAH o episódio só ficou completo mesmo pq a Regina divou, né? No final das contas eu nem liguei mto com a revelação de que o Whale é o Frankenstein HAUAHUAAH tadinho, foi ofuscado totalmente.

      Sabe que eu acho que o Gancho vai tentar aprontar? É um fato quase certo isso, ele não tá sendo 100% sincero.

      Quando a Cora aparecer, aí sim que a coisa vai ficar boooooooa!! Quero ver a Regina sambando na cara da mãe HAUAHAUHAUH

      Owwwn, obrigada *-* até a próxima❤

  2. Episódio surpreendente, realmente fiquei surpreso com a entrada da história do Franks no universo de conto de fadas.

    E para minha segunda surpresa ficou algo realmente muito bom…

    Estou muito ansioso por um episódio mais centrado no mundo de fantasia.

    Atts

    • Também curti a entrada do Frankenstein na história, mas quis dar na cara dele quando trouxe o Daniel de volta u.u Fiquei com TANTA dó da Regina por ela ter que ver o grande amor morrer de novo (e, pior ainda, dessa vez quem teve que matá-lo foi ela!!!!). Chorei muito nessa cena, não me contive HUAHAHA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s