Person of Interest (1×20) – Matsya Nyaya


Depois de toda a tensão do episódio passado, a tendência é a série diminuir um pouco o ritmo e apostar em um episódio mais leve para dar um descanso expectador e aproveitar uma boa dinâmica entre os personagens principais, para só depois inserir novas tramas e personagens. Sob esse ponto “Matsya Nyaya” me pareceu equivocado.

O episódio começa com Reese e Carter tendo uma versão Person de um encontro em um bar, é claro que tudo termina com tiros e alguém sendo preso, mas foi até fofo. Foi essa a única cena realmente leve de todo o episódio, todo o resto serviu para apresentar a antiga parceira de Reese, em um flashback gigante que permeou todo episódio. Pareceu que inserir todo esse  flashback foi apressado, sendo que tira espaço do caso da semana e poderia ter ocupado facilmente um episódio só pra si.

Não me entendam mal, não foi um episódio ruim, mas Matsya Nyaya tem exemplos dos pequenos descuidos que me impedem de gostar mais de Person. O caso da semana envolve um dos guardas de um carro forte, que poderia ter sido um caso realmente legal, mas com toda a atenção ao flashback e a HR, o roteiro toma caminhos muito fáceis que afetam a credibilidade dos personagens. Exemplo: A série vende que Reese é o agente incrível do mundo, quase uma versão de cabelos brancos e voz arrastada do Ethan Hunt de Missão Impossivel, como alguém tão bom nem cogitou serviço interno? Quando as pistas esfriam Finch entra com um Deus ex Machina, tirando as pistas do bolso, sem o cuidado de justificá-las decentemente. Outra do Reese, ele já passou por continentes matando gente e interrogando espiões, como ele conseguiu ser enganado por uma menininha com cara de boba? Todos esses detalhes me tiraram a atenção da trama e poderiam ser resolvidos com um pouco mais de atenção dos roteiristas.

Os flashback tem menos problemas como esses citados, mas não escapa de ter problemas de redundância. Exemplo: A parceira do Reese diz algo do tipo “Gripe aviaria uma ova. Isso é tiro” (pareceu citação de CSI Nova Iguaçu) para depois mostrar o garoto com buracos de bala. Essa cena seria muito mais crível se os roteiristas tivessem tirado a segunda parte da fala, afinal a cena já deixa a entender que foi assassinato sem parecer didático.

Eu sei que são detalhes, mas esses me impediram de gostar muito episódio. Para mim, são os detalhes que separam o bom do mediano, infelizmente, Person foi mediano nessa semana.Artigo preparado por: Murillo Martins

2 thoughts on “Person of Interest (1×20) – Matsya Nyaya

  1. Bom, não há como não concordar com sua opinião, ainda mais esta sendo expostas em argumentos tão forte. Enfim, ótimo review.

    O problema de Person é que sua trama principal abre muitos arcos e a maioria das tramas se perdem nesse. Por exemplo: como a máquina não preveu a morte da garota? Enfim, ainda assim gosto da série mas esse episódio pecou um pouco.

    Atts

    • Eu realmente demoro para me apegar a uma série e seus personagens, e Person ainda não me conquistou. Concordo com você, a série precisa de um planejamento melhor das suas tramas a longo prazo.

      Até Mais!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s