Gossip Girl (5×05) – The Fasting and The Furious


A partir dessa semana, cá estou para escrever os reviews de Gossip Girl, já que o nosso caro amigo Well estava ficando sobrecarregado com tantas séries. É uma honra estar a escrever o review de minha série predileta (o que não significa que seja boa), e espero que todos gostem.

Após terminar o episódio, fiquei sem palavras.  Não consegui me decidir se tinha sido bom ou ruim, somente mediano. A trama de Blair e Louis estava sendo uma das melhores da temporada, mas essa semana o assunto começou a ficar repetitivo. Não consigo me enjoar de ver a Leighton Meester atuando, ela é como a Audrey Hepburn do século XXI (na minha opinião, é claro, já que a Leighton não chega nem perto de ser tão famosa quando a Audrey).Gossip Girl deveria conseguir criar histórias mais interessantes para uma personagem tão complexa. Espero que a partir do próximo episódio tudo isso mude, já que a indecisão dela em ir ou não para Mônaco aparentemente terminou.

O livro de Dan continuou a ter seu destaque, uma vez que a chefe de Serena quer os direitos de Inside para fazer um filme baseado nele. Não achei que a Serena fosse realmente trair Dan só para continuar no emprego (como ela mesma disse ao final, ele foi o amor da vida dela), mas ela traiu. Acabou fazendo o que seria digno de Blair Waldorf: manipulou-o, mentiu e, depois de tudo isso, fimalmente conseguiu o que queria. Dan mesmo sabendo da traição cedeu ao charme da loira, vendendo os direitos do livro para ela. Só alguém muito burro para acreditar naquele papo de “Você foi o amor da minha vida”. É, amor da vida dela, e mesmo assim Serena mentiu e fez Dan perder a chance de ter seu livro produzido em Hollywood por um dos melhores produtores dos Estados Unidos. Realmente as pessoas mudam, mas o rumo de Serena nessa temporada está a ficar meio confuso.

Quando vi pela primeira vez o trailer desta quinta temporada achei que Diana seria apenas uma figurante a participar do primeiro episódio. Mas a trama dela está se estendendo e agora que seu site foi ao ar promete concorrer ao site da querida Gossip Girl. O Ny Spectator é diferente porque revela segredos cruéis, bem-guardados e fresquinhos. Estou ansioso para ver em que isso vai dar, será que a Gossip Girl vai se revoltar e dar a volta por cima?

Enquanto o plot de Diana e o Ny Spectator vão bem, Ivy, Nate e Chuck só serviram para encher os 40 minutos do episódio. Ivy/Charlie, pressionada por Diana, resolve abrir o cofre dos Van der Woodsen (que possui segredos sombrios e alarmantes), e, desesperada, chama Nate. Este, por sua vez, pede a ajuda de Chuck, que tem a senha do cofre. Depois de aberto, Nate resolve fechar novamente, com sentimento de culpa. Mas ele não sabe que Ivy pegou o conteúdo e entregou para Diana. Foi muito chata essa parte do episódio, com a decisão bipolar de Nate, as mentiras de Charlie e as manias sexuais de Chuck.

Gossip Girl segue por um perigoso caminho, em que qualquer decisão ruim de roteiro pode levar ao cancelamento da série. As audiências andam baixas e já estou me preparando para o pior. The fasting and the furious foi um episódio mediano, em que algumas coisas foram melhorando e outras decaindo. A personagem do Chuck não tem mais salvação, ele foi totalmente boicotado pelos roteiristas nessa temporada e não acho que poderá voltar ao normal. Too bad.

Artigo originalmente escrito por Caio Machado e publicado no Portal de Séries.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s