Bloco Série Animadas – Semana 16


Quase 500!

The Simpsons (23.13) – The Daughter Also Rises

A lembrança, no início, de que os Simpsons vão chegar a 500 episódios no próximo domingo foi bem divertida, mas espero que o 500º episódio seja melhor do que o 499º. Considerando o próprio número de episódios que a série já exibiu, é difícil se surpreender ou mesmo criticar a animação por apresentar um novo episódio com uma história que já foi usada antes. Na storyline principal, Lisa tem um novo interesse romântico que, ao final, se revela diferente do que ela imaginava. Pois é… mas como eu disse, com quase 500 episódios, eu até relevaria a história repetida se ela ao menos tivesse sido engraçada. A outra storyline, com Barta e Millhouse imitando os Mythbusters, foi bem divertida no início, mas não levou a lugar nenhum, embora tenha me feito dar algumas risadas. Enfim, foi mais um episódio mediano, mas como a animação já nos apresentou alguns episódios sensacionais nessa temporada, tenho certeza que o 500º episódio vai conter o que de melhor os Simpsons podem oferecer.

Family Guy (10.13) – Tom Tucker: The Man and His Dream

Em animações com uma longa trajetória (como Family Guy, Simpsons, South Park), é importantíssimo haver personagens secundários interessantes e que podem render histórias divertidas e engraçadas, pois caso contrário a série se esgota rapidamente. Os Simpsons já fez isso magistralmente muitas vezes, South Park também, embora com menos sucesso. Family Guy também alguns episódios interessantes de personagens secundários, como Quagmire, e nessa semana os roteiristas tentaram um episódio sobre Tom Tucker, o apresentador do jornal local. Ele decide tentar retomar sua carreira de ator em Hollywood e leva Peter como seu agente. De início, pensei que a história poderia ser interessante, mas quando James Woods apareceu, ficou bem claro que nada daria certo e tudo voltaria ao normal no final. Mas, embora a história tenha sido previsível, houve vários momentos engraçados, como a explicação de James Woods estar vivo (ele havia morrido na sua última participação, lembram?). O episódio certamente não vai entrar para a lista de melhor utilização de um personagem secundário, mas também não foi ruim e está longe dos piores episódios de Family Guy da temporada.

Artigo originalmente escrito por Vinicius Vinera e publicado no Portal de Séries.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s