Emily Owens M.D. (1×07) – Emily and… The Good and The Bad


Emily..and the Good and the BadJá tentei, mas não consigo. Estou por encontrar dificuldades em avaliar qualquer episódio da série já que estou completamente apaixonado pela mesma, de todas as maneiras possíveis e até mesmo apaixonado pelos pequenos defeitos que esta possui. Este episódio é mais um daqueles que me deixam bobo, sorrindo como um retardado ao final, ansiando por já ter o próximo episódio na gaveta para abrir e assistir, mas infelizmente não tenho e os episódios da série já estão com os dias contados, o que é realmente uma pena.

Achei The Good and The Bad o episódio mais interessante da série até o momento, podemos até dizer que este é o mais maduro da mesma, mas ainda não supera a energia que o piloto nos apresentou no quesito de qualidade geral. O interessante neste episódio foram os questionamentos que o mesmo trouxe, nada de inédito ou incomum, mas questionamentos diários e comuns, porém foram trabalhados de uma forma tão fofa e peculiar que se encaixaram perfeitamente no cronograma que a série nos oferece.

É mesmo muito azar de Emily fazer aniversário no mesmo dia de Cassandra, talvez seja esta a razão pela qual a personagem não gosta de celebrar a passagem de mais um ano em sua vida. Mas neste ano Emily, mesmo que não propositalmente, conseguiu ofuscar toda a atenção que Cassandra consegue para si, conseguindo assim comemorar o seu aniversário de uma maneira inusitada e divertida, expondo os seus talentos e reconhecendo suas próprias fraquezas.

O fato é que Emily é a única que a julga de uma maneira cruel e radical e isto acaba por prejudicar suas iniciativas e o seu conhecimento, que se mostra cada vez mais importante para esta dar segmento a sua carreira de médica. Neste episódio temos a personagem a lidar com questão de ‘certo ou errado’ de ‘bem ou mal’ e esta soube agüentar a pressão que todos estes questionamentos lhe causaram.imagesCA7LQSQ8

Os casos médicos foram novamente interessantes, mas não devido a suas doenças, mas sim devido as personalidade que conhecemos. A trama de Manoel soubera ser interessante e soubera manipular o efeito do ‘certo ou errado’ em Emily, já a trama do prisioneiro estuprador poderia ter sido aproveitada um pouquinho mais, aproximando ainda mais Emily de Will.

As demais tramas trazidas pelo episódio não decepcionaram. Finalmente tivemos Tyra a ter uma conversa decisiva com seu pai em relação a sua homossexualidade e sobre a infidelidade dele. Mas o mais engraçado fora ver a mãe de Micah sobre o efeito da maconha medicinal, isto trouxera um riso instantâneo e a sua condição aos poucos está aproximando Micah de Emily.

Enfim, não gosto do fato de que a série está por insistir em nos apresentar bons episódios, assim ficará mais difícil nos despedir da mesma quando o seu último momento chegar, o que já está próximo. Bom, o que me resta a fazer é aproveitar cada novo episódio desta série, tentando esquecer o fato de que, mesmo merecendo, esta não terá uma continuidade.

8,7

Audiências: A série conseguiu um aumento no rating, mas agora nada disso adianta mais. Esta semana Emily Owens marcou 0.4 na demo e 1.5 milhões de telespectadores.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s