The Walking Dead (3×07) – When Dead Come Knocking


The Walking Dead - 5x07 - 1Demonstrar com tamanha obviedade o quão mal é um personagem, logo de cara, tem lá seus benefícios.

Desde que foi apresentado, não houve qualquer esforço por parte dos roteiristas em nos fazer acreditar em alguma bondade no coração do Governador. Ele é um sobrevivente em busca daquilo que é melhor para a sua comunidade, não importando quantas pessoas ele tenha que matar no meio do caminho. Até o momento ele é um personagem simples de motivações simples, mesmo que a filha zumbi tenha dado um vislumbre de profundidade. Por isso não me parece forçada a cena em que ele desnuda a Maggie. É um homem malvado fazendo malvadezas, e não existe coisa muito mais simples que isso.

Nesse ponto em que o Govenador e o Merle se completam, sendo malvados em lados opostos, o que foi bem evidenciado pelo episódio. Enquanto Merle encheu o Glenn de porrada, em um estilo de interrogatório físico  o Governador usa a da degradação, da tortura psicológica para se sobrepôr a Maggie. Diferença entre dois personagens que nasceram para se encontrar dentro da série. Já ficou claro em episódios passados que eles discordam em vários pontos e uma rixa seria muito bem vinda na dinâmica entre os dois.

The Walking Dead - 5x07 - 2“When the Dead Come Knocking” tem bons momentos como essa diferença entre o Merle e o Governador, um bom momento muito mal justificado, que é o fato de colocarem um walker na sala de interrogatório com o Glenn. É sério, não fazia sentido nenhum Merle tentar matar Glenn de forma tão óbvia e direta, sendo que encontrar o Daryl é a grande prioridade para o personagem. Só não faz sentido nenhum.

Ainda tivemos o pior momento do episódio: Andréa e o Dr. (sinceramente não lembro o nome dele e esse é um personagem chato demais para que eu tenha o trabalho de procurar) cuidando do moribundo para fazer experiência de consciência. É simplesmente chato, porque o foco da série nunca foi a infecção ou as pessoas que se tornaram zumbis, o foco sempre foi os vivos, e inserir essa experiência para que o óbvio resultado ou para consumir o tempo de exibição  foi bobo e infantil da parte dos  roteiristas. A mesma conclusão que tive no momento em que Rick e os outros entraram na cabana, apenas para matar o homem para termos a nossa cota de vísceras da semana.

“When the Dead Come Knocking” teve bons momentos, que me fez pensar nos personagens e na forma com que eles se relacionam, o problema é que os momentos criados para justifica o resto do episódio foram gratuitos. O resultado é que esse seria um episódio sensacional se tivesse apenas 30 minutos.

7,6

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s