Covert Affairs (3×14) – Scary Monster (and Super Creeps)


Surpreendi-me com este episódio, não achava que a trama envolvendo Kahlid e Megan iria ser prolongada por mais episódios, mais fico feliz que a série tomara tal decisão. A série está por saber continuar a mesma dinâmica que apresentou com toda a trama envolvendo Simon e Lena, estamos sem fillers e todo episódio possui sua importância para o decorrer da temporada. E este episódio serviu para esquentar o clima para os últimos episódios.

A trama dá segmento aos eventos do episódio anterior, com Annie a descobrir a farsa da Mossad, porém com o ataque aéreo já realizado. É bem interessante a maneira como Arthur está por sofrer as conseqüências de ter tomado uma decisão errada, mas me interessei mais pelo mistério que este está prestes a desvendar. A Mossad disse para Eyal que o que está acontecendo é muito maior do que este pode imaginar, e algo me diz que Arthur está prestes a descobrir. A libertação de Wilcox promete agitar bastante as coisas e suas cenas com Arthur costumam não decepcionar. Só sei que de repente estou com um súbito interesse no personagem e me agrada ver este crescendo desta maneira, só espero que não fique apenas na tensão, como já aconteceu em tramas anteriores.

Não acreditei em momento algum na história contada por Eyal, não é da índole do personagem enganar Annie para resolver seus problemas pessoais, mas a Mossad fora bem inteligente na forma com que usou ambos para manipular os acontecimentos ao seu proveito. A demissão de Eyal da agência israelense apenas comprova que este está cada vez mais envolvido com Annie e que este fará de tudo para recuperar a sua amizade com a garota. Mas ainda estou com um pé atrás sobre um possível relacionamento além da amizade entre os personagens, gostei demais da trama de Simon e acho que ainda está muito cedo para cogitarem tal possibilidade para Annie.

Annie passou todo o episódio procurando por Megan, mas a garota tinha ido de bom grado encontrar Kahlid. Já havia desconfiado desta possibilidade, aliás, acho que este fora um dos pontos fracos deste episódio, os resultados de algumas tramas já estavam em evidência deste o inicio, bastou ligar alguns pontos e já sabíamos que conclusões estas teriam. Mas de qualquer forma o que interessou mesmo foi a pergunta final de Kahlid e a promessa de que Annie será caçada no próximo episódio. Kahlid não irá deixar o ataque passar em vão, a retaliação irá acontecer e a vitima desta será Annie.

Novamente tivemos as pequenas tramas dos demais personagens a acontecer e novamente estas não encontram o seu espaço. O pedido de férias da Joan é aceitável, assim podemos conhecer um lado mais relaxado da personagem. Já Auggie partir para ser um exemplo de vida e superação para os demais soldados americanos convence, mas não gera interesse algum. Volto a dizer que o personagem está completamente perdido nesta temporada.

E assim chegamos ao final de mais um bom episódio desta temporada. Agora só nos resta esperar a conclusão de todo este primoroso trabalho que fora feito nesta surpreendente terceira temporada, só nos resta dois episódios e não tem como não ficar curioso para saber o que a série irá aprontar nos mesmos.

Audiências: A série sofreu a influência das eleições presidencias em seus números neste episódio, marcando apenas 1.5  de rating e 1.7 milhões de telespectadores.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s