Once Upon a Time (2×06) – Tallahassee


stole a stolen car

Tallahassee é oficialmente meu episódio favorito das duas temporadas. Emma teve destaque durante os 40 minutos e eu quase tive um ataque de felicidade, porque fazia um tempo que não via a minha personagem favorita aparecendo de forma decente na série. Como disse na última review, essa mania de colocar a Emma e a Snow para aparecer nos minutos finais da série estava me irritando profundamente. Mas o episódio 2×06 veio para compensar o sumiço da Emma e me deixar extremamente feliz.

É incrível como em Once Upon a Time todas as apostas que fazemos sobre os personagens acabam indo pelo ralo. Lembro que quando “Broken” saiu, vi no tumblr a discussão entre os Oncers para tentar descobrir a identidade do homem misterioso que apareceu logo no início e recebeu um bilhete informando a quebra da maldição. A aposta mais forte era que o tal homem fosse o filho do Rumple e até eu mesma acreditava nisso, mas então o episódio 2×06 foi ao ar e descobri que o homem em questão não é ninguém mais, ninguém menos, que o pai do Henry. Meses de espera para descobrir que o pai do Henry fez uma aparição rápida no primeiro episódio e ninguém pensou que ele, justamente ele, pudesse ser o cara por quem Emma foi apaixonada no passado.

Os flashbacks dessa semana mesclaram momentos fofos e divertidos. Emma se revelou ser uma ladra de carros experiente e foi durante o roubo do seu famoso fusquinha amarelo, que ela conheceu Neal Cassady, outro trapaceiro, que acabaria se tornando seu parceiro de delitos. Foi bem engraçada a cena em que eles se conheceram. O choque da Emma por roubar um carro roubado me fez rir muito e também me fez começar a achar o casal bem fofo e com grande possibilidade de conquistar o público da série.

Juntos, os dois saíam pela cidade e praticavam seus pequenos golpes, a fim de se dar bem a custa dos outros sem serem pegos. Já estava mais do que claro que o passado da Emma nunca foi apenas flores (na primeira temporada ela já tinha admitido para o Henry que foi presa), mas eu não imaginei que os podres que ela escondia eram coisas como: furtos de lojas de conveniência HAUAHAHAU mas sabe que eu até gostei? Ela já é muito ferrada na vida para ter um passado que envolva coisas piores que furtos de chaveiro e comida. Enfim, Neal e Emma se tornaram uma espécie de dupla do crime, e foi aí que o rapaz se deu conta de que eles já estavam juntos naquela parceria fazia muito tempo e que precisavam dar uma pausa, para recomeçarem em um lugar legal e tentarem ser um casal comum, sem a adrenalina diária dos seus pequenos furtos e golpes.

A cena que deu origem ao nome do episódio aconteceu dentro de um quarto de motel, quando Neal sugere que eles se aposentem dessa vida e pede para que Emma escolha o lugar para onde eles vão, a fim de estabelecer moradia fixa e terem uma vida normal, como qualquer outro casal. Emma fecha os olhos e aponta em um mapa a cidade de “Tallahassee” e assim é definido o próximo destino dos dois.

Entretanto, como nada na vida da Emma é simples, é claro que alguma coisa de errada tinha que acontecer no meio do caminho e atrapalhar a sua felicidade. Pois bem, a situação começou a complicar quando Neal revela que está sendo procurado por roubar vários relógios de grande valor e sugere que eles se separem, porque não quer que ela se afunde junto com ele. Ele revela que os relógios estão escondidos em um armário e que ele não pode ir buscar, já que está sendo procurado justamente por causa dos relógios. É nesse momento que acontece uma cena bem fofinha, onde Emma diz que ama Neal e se oferece para ir pegar os relógios, assim Neal pode vendê-los e os dois podem partir juntos para Tallahassee.

There’s a curse and it needs to be broken. Emma is the key.

Até aí tudo ia muito bem. Emma conseguiu pegar os relógios e sair do lugar sem levantar nenhuma suspeita. As coisas realmente desandaram na noite em que Neal e ela se separaram, para que ele pudesse vender os relógios. O plano era eles se encontrarem as nove e partirem da cidade, deixando tudo para trás, incluindo o passado de reis do trambique. Mas então, para a minha total alegria, eis que o August/Pinóquio surge e acaba com a festa de Neal, contando para ele que Emma tem um destino e que é bom que ele se afaste para que ela possa cumpri-lo.

Ok, confesso que fiquei MUITO curiosa para saber o que havia dentro da caixa que August mostrou para Neal. Porque vamos combinar, deve ser algo realmente chocante para fazer alguém que não está ligado a magia (ou pelo menos eu acho que não!) se convencer que deve sair fora e não intervir no destino alheio. Pois bem, depois de ter sido convencido pelo August, Neal armou para Emma e ela acabou sendo presa, acusada de ser cúmplice no roubo dos relógios. O resto já era meio óbvio de se imaginar, porque a Emma já tinha contado que teve o Henry enquanto estava na prisão, mas mesmo assim fiquei morrendo de dó dela. Ninguém merece ser abandonada, descobrir que tá grávida e ainda parir dentro de um presídio, né?

O flashback ainda mostrou uma última cena entre Neal e August, quando o ex-namorado de Emma pede que August faça com que ela receba o fusquinha amarelo e uma boa quantia de dinheiro, para poder se virar quando saísse da prisão. Neal ainda pede que assim que a maldição for quebrada, August o informe, e o nosso Pinóquio promete que assim fará. E foi aí que o mistério do bilhete do primeiro episódio foi revelado!!! “Broken” era a mensagem enviada por August, para deixar Neal ciente de que Emma finalmente cumpriu seu destino. Agora resta saber se Neal vai ter novas aparições nos próximos episódios e também se ele vai conseguir se explicar para Emma, afinal, ela ainda acha que Neal é um canalha que armou para ela se ferrar sozinha. E também fica a dúvida: será que a Emma vai perdoar August? Por que não é a primeira vez que ele se mete em sua vida e ela não faz a mínima ideia de que a culpa de tudo o que aconteceu foi dele. Tudo bem que a única coisa que ele queria era ajudar, mas, mesmo assim, sua atitude fez ela acreditar que o amor da sua vida era um canalha. Não quero nem ver como os dois vão se explicar…

Apesar do flashback ter sido o ponto alto do episódio, não posso deixar de destacar também a jornada de Emma na Floresta Encantada. No último episódio, o Capitão Gancho havia dito que eles precisariam subir pelo pé de feijão para encontrar a bússola que os levaria em direção ao portal. Pois bem, nesse episódio, Emma e Gancho seguiram nessa jornada e renderam vários momentos bem divertidos e cheios de flertes. As cantadas do Capitão durante o caminho me fizeram começar a shippar o casal e agora já cismei que a Emma e Capitão precisam ter algum tipo de relacionamento amoroso, nem que seja apenas por uma noite, para me fazer feliz HAUHAUA

Durante a subida no pé de feijão, Gancho diz algo que perturba Emma. Ele a chama de “livro aberto” e diz que sua única intenção ao voltar para Storybrooke é fazer com que seu filho não pense que foi abandonado, exatamente como ela foi. Emma contesta, mas então Gancho diz que ela tem o mesmo olhar triste que as crianças que ele conheceu na Terra do Nunca. Ao contestar de novo e dizer que não é uma daquelas crianças, Gancho concorda, mas acrescenta dizendo: órfão é órfão em qualquer lugar.

Emma: How long do you think magic knockout powder lasts.

Hook: I don’t have a clue.

Emma: That’s my rush.

Pois bem, quando já estavam no reino do Gigante, Gancho e Emma acabam se revelando uma ótima dupla. Tudo bem que o Gancho não perde uma oportunidade de jogar seu charme para a cima de Emma, que fica desconcertada em vários momentos, mas não posso negar que eles trabalham muito bem juntos. O problema é que Emma tem o pequeno dom de saber quando as pessoas estão mentindo e sente que a qualquer momento Gancho poderá traí-la – o que também acho que seja verdade.

Apesar de terem conseguido derrubar o gigante no primeiro momento e invadirem o castelo, Emma e Gancho não conseguem ser rápidos o suficiente para encontrar a bússola antes do gigante acordar. Os dois acabam sendo um grande alvo do Gigante, que pensa que eles estão ali para matá-lo. Durante a pequena tentativa de se manterem vivos, Gancho acaba sendo soterrado, enquanto Emma quase virou panqueca na mão do Gigante. Mas como nossa salvadora é esperta, ela conseguiu dar um jeito de derrubar sozinha o gigante e ainda conseguir a bússola. Eu meio que fiquei com dó do Gigante, que acabou revelando que não tem família porque todos os homens os mataram sem motivos. Emma diz que não está ali para matá-lo e isso o convence. Como ela teve duas oportunidades de matá-lo e não o fez, Emma conseguiu dois favores do Gigante: o primeiro, sair dali sem sofrer um arranhão; o segundo, manter Gancho preso com ele por dez horas, para só então liberá-lo. Isso garantiria a ela e as meninas uma boa vantagem.

Fiquei morrendo de dó quando Emma largou o Gancho lá com o Gigante, mas entendi os motivos dela. Qualquer um que esteja associado a Cora não é confiável. Sendo ele um parceiro de Cora e um Pirata, as dúvidas sobre ele são ainda maiores, por isso ela o largou para trás e seguiu seu caminho, a fim de encontrar sua mãe, Aurora e Mulan, e seguir em frente com o plano de encontrar um portal que as leve de volta para Storybrooke.

Por falar em Storybrooke, não posso encerrar a review sem mencionar o sonho esquisito que Henry e Aurora tiveram. Nada em Once Upon a Time acontece por acaso e esse pesadelo provavelmente é um sinal de que as coisas vão piorar ainda mais, já posso até imaginar! Essa coisa de quarto vermelho, fogo e alguém os observando, não me engana!!!! Só espero que não aconteça nada com o Henry, porque se não vou ficar louca.

O que mais posso dizer? Amei TANTO esse episódio que vi várias vezes essa semana! HAUHAU acho que nunca fiquei tão feliz vendo Once Upon a Time, como fiquei assistindo Tallahassee. A nota desse episódio TEM que ser 10, porque a minha Emma merece e eu não conseguiria dar uma nota menor para um episódio que me fez matar a saudade que estava sentindo dela.

O próximo episódio dará destaque para Ruby/Chapéuzinho e eu mal posso esperar para ver o que vão fazer com ela!! Fiquei tensa com a promo, não vejo a hora de poder baixar e assistir logo.

Enfim, é isso!

Até a próxima, meus amores!!!❤

5 thoughts on “Once Upon a Time (2×06) – Tallahassee

  1. A review ficou gigante, quase quq parecia as da Mary com o glee.

    Tambem gostei bastante do episodio. Once upon a time é daquelas raras series que nunca decepciona

    • HAUHAUAH ficou grande mesmo, mas eu não consegui me conter *-* Esse episódio contou a história da minha Emma e fiquei TÃO feliz, que acho que transferi isso para a review HAUAHUAHHAHUA
      Verdade, OUaT não tem me decepcionado *o* mas acho que sou MUITO suspeita para falar, pq sou uma daquelas fãs surtadas HAUHAUAHH =P

  2. Mais um bom episódio, porém as cenas em CGI tavam piores do que de costume, chegou a ser vergonhoso, ainda bem que OUAT tem um roteiro que não ousa pecar.

    Achei super satisfatório o fato de responderem um dos mistérios da temporada logo de inicio,agora nos deixar ainda mais ansioso pelo momento onde Emma voltaará do mundo da fantasia.

    Será que só eu achei a personagem com mais quimica com o Hook do que com o pai de Henry?

    Atts

    • Nossa, se eu disser pra vc que eu reparei mais na trama que nos efeitos, vc acredita? HAUAHAUHAUHA juro que só vou reparar nos efeitos agora que vc falou, pq eu devo ter assistido esse episódio umas 4 vezes, e em todas eu fiquei muito surtada para reparar alguma coisa que não fosse a Emma❤

      E vc não foi o único não, meu amigo! Apesar de ter achando bem fofinha a história da Emma com o Neal, eu APENAS ACHO que ela e o Gancho devem ficar juntos, porque eles ficaram MUITO perfeitos *-*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s