Revenge (2×04) – Intuition


“Some think intuition is a gift but it can be a curse as well. A voice calling to us from places that are better left unexplored. An echo of memories that will never die no matter how hard we try to kill them.”

Muitos dizem que por vezes é melhor deixar as coisas do jeito que estão, pois não sabemos o que iremos nos deparar ou pelo menos que devemos nos preparar antes de mergulharmos de cabeça em algo ou na busca de alguém.

“Intuition” navega nestas marés, principalmente a cutucar no Tendão de Aquiles da protagonista: sua persistência, esta totalmente motivada por seu coração e não pela razão, algo que Aiden deixa claro a ela logo no inicio quando descobre que seu novo aliado encontrou sua mãe, mesmo que este afirme que não.

Antes de cair no plot principal do episódio, fica claro a tentativa de destacar o papel que Daniel poderá ter daqui pra frente em meio ao circo que seu pai e sua mãe apresentam a cada dia, porém ainda não sei se ele tem o calibre necessário para tal. Mostrando que está a se movimentar no picadeiro dos pais, o herdeiro ainda que nada sutilmente, tenta bajular seu pai, atitude que o velho desconfia, alertando assim sua capacha Ashley, que tem sido seus olhos e ouvidos na mansão.

Ashley continua a ser uma personagem sem apelo e mesmo com sua estratégia de subir na vida a qualquer preço, sua esperteza não passa batida desta vez com Daniel, que desconfiado da moça, intercepta seu celular, escutando uma mensagem de voz que seu pai deixou a ela, indicando que os dois estão a vigiar seus movimentos.

Nolan fica um pouco de lado neste inicio de temporada, principalmente graças a vinda de Aiden para os Hamptons, o que confesso impactar na dinamica que ele e Emily construiram juntos durante a primeira temporada. Agora com Padma, a CFO de sua empresa na jogada, acredito que o foco do nosso adorável riquinho será tentar aventurar-se num relacionamento normal, considerarando seu último com Tyler, que quase lhe rendeu um passagem sem volta.

Padma surge para arrumar suas finanças, mas acaba neste episódio servindo como uma bussola emocional, principalmente porque ele recebe a repentina noticia que seu pai, no qual não tinha contato a anos, havia falecido. Papa Ross deixa um galpão cheio de pertences, desde arquivos financeiros até um item especial: um album de fotos, matérias de revista/jornal, tudo isto como uma forma de registrar as conquistas do filho. Mesmo com eles a selar o primeiro beijo após tantos emotivos momentos para o rapaz, sabemos que ninguém aparece em Revenge por acaso.

Emily por sua vez continua a jogar pesado ao usar da aproximação recente de Amanda com Victoria para conseguir aquilo que quer, principalmente após abrir as portas de sua casa para a best ficar, após a discussão com Jack a respeito de comprometimento e confiança, coisas que não existem mais entre eles como casal. Diferente das outras vezes, o desfecho desta partida de xadrez talvez a impossibilite que Emily encoste a cabeça tranquilamente no travesseiro.

Jogando com o psicologico de Amanda, mesmo com esta enfurecida de quanto o plano de Emily intervem em seu relacionamento com o Bar Guy, a Lady V consegue o apoio de sua colega de reformatorio, que irá usar do livro de anotações forjado de David Clarke para arrancar mais informações da grande vilã do Hamptons.

“I’ll never forget the night Victoria and i met. New Year’s Eve, 1991. In her eyes, I saw kindness and fire and something else, a deep sadness to match my own.”

Com a escuta seguindo as instruções de Emily, Amanda cumpre seu papel, desta vez conseguindo tirar Victoria do sério quando a meia-irmã de sua filha pergunta a respeito de Kara Clarke, esbravejando que precisa saber a verdade sobre sua mãe. Bitchtoria obviamente mantêm-se firme na pose, ao dizer que ela morrera no hospicio. Após uma calorosa calorosa conversa, Mamma Grayson vira o jogo novamente pois precisa deixar as águas calmas para que Charlotte não perceba o atrito, então como estratégia, avisa que fará o chá de bebê de Amanda ali mesmo na  mansão.

Numa reunião intima e sem muitos holofotes, Emily comparece belissimamente com seu vestido preto para cumprir com as funções de madrinha, cargo este que espanta Victoria, afinal não imaginava que Amanda era apegada a titulos como este. Mostrando que Emily não irá controlá-la tanto assim durante a festinha, Amanda traz suas amigas biscates da boate, o que deixa a dona da mansão horrorizada, mas com um melado sorriso no rosto, o show tem que continuar.

Enquanto Emily presenteia o afilhado com um carrinho, Victoria sutilmente entrega um diário de bebê com um gordo cheque de cem mil dolares dentro, porém nem imagina que isto que ajudará a bater sua assinatura com a da lista de visitas do hospicio. Em mais um confronto com sua “madrasta”, Amanda coloca o cheque e a lista lado a lado, para terror de Bitchoria, que nunca imaginaria que a garota iria tão longe para descobrir as tramoias e escandalos envolvendo os Clarke e os Grayson.

“Let it go. He was trying to protect you”

Aqui a trama começa a ficar mais enroscada, pois ao que tudo indica, o desaparecimento de Kara teve haver com o perigo que ela transmitia para Amanda, considerando que tentara matá-la uma vez, obrigando David a fazer de tudo para protegê-la. Sabemos que isto não é totalmente verdade, então será que o proprio pai também fez parte do teatro de Victoria de certa forma, apresentando-se como viuvo mas que no fundo sabia do que havia sido tecnicamente feito com sua esposa? Algo me diz que David Clarke também não é totalmente vitima, assim como Kara Clarke, ainda mais considerando que esta mostra sua verdadeira face neste episódio.

Alguém agora teria dúvidas que algo iria acontecer com Amanda? Numa cena bem dramalhona, Victoria tenta arrancar o cheque e a lista das mãos de Amanda, porém esta se recusa a entregar, escorrendo para trás, caindo um andar, acabando com o clima do chá de bebê, com sangue a se espalhar na sala de entrada da mansão, em meio a troca tensa de olhares entre Emily e Victoria, um verdadeiro misto de culpa e mistério no ar.

Barry Sloane que interpreta Aiden fora recentemente promovido ao elenco regular, assim poderemos conhecer mais de sua misteriosa e até então aliada personagem. Sua motivação em ajudar Emily para além do sentimento que nutriram durante o treinamento com Takeda ainda é uma incognita, mas ao que parece ele tenta de certa forma fazer justiça junto a Emily, considerando que não tivera sucesso para resgatar sua irmã.

Seguindo os traços deixados, procura novamente por Kara no hotel de estrada a qual ela administra e quando vê que ela está pronta para partir, se vê obrigado a rendê-la com uma arma. O jeito vulnerável e inofensivo da Mamma Clarke nunca convencera muito bem e isto só se prova verdade quando ela derruba Aiden com uma arma de choque. Surpreendido, Kara o amarra numa cadeira, sendo interrogado por aquela que deveria estar interrogando. Kara desconfia que ou ele trabalha para os Grayson ou para a Iniciativa, o que para ela não é nada bom do mesmo jeito.

Por falar em Iniciativa, Conrad está com a corda no pescoço, ainda mais que terá que manter a virada de jogo tramada contra Gordon, este que segundo o Grayson virou-se contra o grupo ao sequestrar sua esposa. Se antes eles foram somente mencionados devido a tragédia aerea, sabemos que agora terão mais influencia, principalmente quando a trama nos apresenta sua primeira importante figura, retratada através de uma misteriosa mulher que não parece muito convencida com a conversinha furada de Conrad.

Jack parece ser a figura agourenta da temporada, pois além de ter de lidar com a inspeção em seu bar, que está fechado até que consiga reformar o que precisa, também lida com a encrenca que seu Little Bro se meteu, um plot ainda obscuro mas que começa a criar forma quando vemos que o guri que levou Declan pra assaltar as casas e o homem dono de uma destas estão trabalhando juntos, ao que indica para derrubarem os Porter, deixando-os sem nada, inclusive o bar que usarão futuramente como barganha.

Seus mimimi retomam quando ele chega ao hospital, mas desta vez se justifica, afinal a mulher que carrega seu filho, por maior que sejam os problemas entre eles como casal, corre risco de vida, tendo que ser colocada em coma induzido após o parto prematuro da criança. Charlotte e Emily também estão no hospital, mas  o que nos chama atenção é o caminhar desolado da protagonista, esta que mergulhada a sua busca implacável por vingança e agora pelo paradeiro de sua mãe, se vê novamente com o sangue nas mãos, mesmo que não tenha provocado a queda de sua amiga.

Numa edição impecável, vemos Conrad e Victoria a conversar sobre Amanda metendo o nariz no passado; Daniel e Ashleigh num momento bem intimo e Aiden a se livrar das amarras, tentando desesperadamente contactar Emily para avisá-la de sua mãe, mas esta naturalmente não o atende pois está imersa demais no hospital.

“Is that worry I detect in your voice?”

Fugindo para só deus sabe pra onde, Kara tem sua viagem interrompida quando escuta no rádio o trágico acidente envolvendo Amanda Clarke na mansão dos Grayson. Fico a pensar quais foram suas motivações para manter-se afastada da filha após sair do hospicio? Porque nunca tentara um contato sequer ou mesmo tentou acompanhá-la a distância? Sei que os Grayson e a Iniciativa colaboraram para isto, colocando Gordon na sua cola, mas vendo que estes se tornaram um casal, ficam certas perguntas a serem respondidas.

Diferente de antes, o acidente a obriga a se expor para visitar sua filha em coma, cena que choca a todos, pois Emily, sua legitima filha observa a cena a distância, como um telespectador congelado, sendo este o momento ao qual mais ansiou, momento que graças ao seu plano, ela ainda poderá ter, por mais que ainda não saiba quem sua mãe realmente é.

O importante flashback de Emily com sua mãe bate com a afirmação de Victoria a dizer que a mãe tentou matá-la, então esta memória mostra Kara tentando afogar sua filha, no que parecia ser ou uma forma de escondê-la do pai que a procurava ou pelo surto aparente, que indicava que realmente tentava matá-la.

Encerrando um episódio cheio de portas a serem desbravadas, Emily VanCamp entrega mais uma empecável atuação, desta vez a se debater com Aiden e por fim se entregar num abraço de consolo pela dor de finalmente encontrar sua mãe mas não poder se aproximar, afinal se deixar seu coração tomar conta totalmente, colocaria a perder toda sua jornada para derrubar os Grayson e todos aqueles que destruíram seu pai.

Audiência: Sem muitos sinais de mudança, Emily continua a trilhar seu caminho de vingança tendo um aumento de 0.2 no rating em relação a semana passada e mantendo a média de 8.71 milhões de telespectadores.

2 thoughts on “Revenge (2×04) – Intuition

  1. PQP! EPS MONSTRO!!! AMEI AMEI AMEI!!!!!
    E O FINAL, AI GENTE, SOFRI =(❤

    Revenge nos surpreendendo cada vez mais, espero que a temporada só continue a melhorar e melhorar *-*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s