Nashville (1×03) – Someday You’ll Call My Name


Não sou fã de música country, porém isto não me faz ridicularizar a mesma, ao contrário do sertanejo (ou sertanojo) universitário que domina as rádios brasileiras, o country americano traz uma música mais simples onde o importante não é apenas a melodia da música, mas também a história que esta está por contar. Mesmo não gostando muito de country music, não posso negar, as letras são belíssimas, emocionantes e contagiantes. Um exemplo disso é a linda, mas linda mesmo, Fade Into You, canção que encerrou mais um belo episódio de Nashville.

Someday You’ll Call my Name segue a mesma formula do anterior, apresenta pouco desenvolvimento em relação à trama principal, porém não decepciona. O fato de que a série está por apresentar muitas tramas ao mesmo tempo pode ser um prejudicial à mesma, mas por enquanto soube equalizar devidamente o tempo na tela de cada uma.

Novamente focando em suas duas protagonistas, Nashville continua investindo no que há de melhor: Hayden e Connie e a força de suas personagens. Este terceiro episódio mostrou um foco maior em Juliette e está mostrou que pode ser tão boa quanto Rayna, não no sentindo musical, mas sim no sentido dramático. A relação com Deacon atinge pontos críticos e esta não consegue aquilo que deseja, sua relação com sua mãe torna-se drástica e para evitar problemas com a mídia, Juliette é praticamente obrigada a hospedar sua mãe em sua casa.

Juliette pode tentar usar máscaras e disfarçar, mas está obvio que a garota está sucumbindo a pressão que está por sentir e isto fica claro nos minutos finais do episódio. A garota não recebe amor por parte alguma, sua relação com sua mãe é tortuosa, Deacon ainda possui sentimentos por Rayna, seus empresários apenas querem saber de dinheiro e sucesso. Falta amor e a falta deste sentimento leva ao comportamento arrogante que a personagem possui, assim como leva a atitudes drásticas e desnecessárias, como a que aconteceu ao final do episódio, em busca de chamar a atenção.

A razão pela qual Juliette sente raiva de Rayna é por que, segundo ela própria, a personagem de Britton nasceu em um trono de ouro, toda a sua carreira fora lhe dada sem grandes complicações ou desafios. Sim, Rayna é filha de um milionário e as coisas foram um pouco mais fáceis para esta em seu inicio de carreira, mas isto não significa que esta teve a vida tão simples como Juliette fez parecer. A relação de Rayna com seu pai se torna cada vez mais critica, as comparações que este faz em relação ao modelo de vida de Rayna e as traições que sua mãe cometia a ofende e compromete ainda mais o relacionamento de pai e filhas que eles nunca tiveram.

E não é só a relação com seu pai que traz dores de cabeça a Rayna. A situação financeira de sua família não anda em bons lençóis e a campanha de seu marido está por exigir o que eles não possuem. Há muita coisa ainda para descobrimos sobre Teddy, este está por esconder alguma coisa e isto envolve a falência de sua antiga empresa.

Mas de qualquer forma não é os problemas com seu pai ou com suas financias que atormentar Rayna, é Deacon que não sai de sua cabeça. A relação dos dois já se mostrou demasiadamente conturbada, cheia de idas e vindas, nunca se estabilizando a não ser quando se trata de música. A cena onde Rayna promete liberar Deacon fora uma das melhores cenas da série, química perfeita entre os personagens e atuações espetaculares.

E por fim temos o triângulo amoroso, esta parte da trama não se desenvolveu, apenas valeu a pena pela belíssima Fade Into You, que por sinal está por vender como água no Itunes.

E assim se passou mais um bom episódio da série. Que continua por agradar-nos mais diversos sentidos. Nashville está por ser um bom drama, sabe usar o que possui de melhor e está por saber onde colocar as peças chaves de seu roteiro. Não tem como não aguardar ansiosamente o próximo episódio e há o desejo de ver toda a temporada de uma vez só. São poucas as estréias que causam este efeito, mas felizmente Nashville é uma das poucas.

Audiências: Nesta terceira semana Nashville se estabilizou, conseguindo novamente os 2.0 na demos e os 6.5 milhões de telespectadores.

2 thoughts on “Nashville (1×03) – Someday You’ll Call My Name

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s