Supernatural (8×04) – Bitten


O episódio desta semana de Supernatural foi uma mistura de A Bruxa de Blair e Atividade Paranormal, mas com uma história sobre lobisomens. Quando vi a promo, fiquei um pouco animada por perceber um toque sombrio que sempre foi tão marcante no seriado, mas me enganei. Me deixei levar pela emoção e mergulhei de cabeça em mais uma trama decepcionante. Começo a entrar em crise com as reviews sobre a saga interminável dos Winchester, pois, honestamente, não sei mais o que escrever e nada contribui para que isso aconteça.

A história girou em torno de três adolescentes imaturos que estão na faculdade. Digo imaturos porque eles não tinham nada de bom na cabeça e agiram feito bobos com relação à trama da qual foram envolvidos. Brian foi o aspirante a cineasta, Michael foi o playboy que sempre se dá bem e Kate foi a garota agregada que apimenta o atrito entre os amigos, mesmo sem querer. O episódio inteiro se desenrolou por meio das filmagens dos personagens, que só interagiram por meio das câmeras. O que deu um pico razoável foi Brian querer encontrar seu roteiro perfeito e agir de forma desequilibrada por se achar o porquinho feio da história.

O que eu tiro de lição com esse episódio é que nem sempre aquele garoto ou garota que diz ser seu melhor amigo, realmente age como tal. Brian é um ser humano invejoso e vazio, que não aguenta ver Michael sempre se dar bem, sem fazer nenhum esforço. O cineasta de mentira não escondeu seu desgosto ao ver o amigo ter uma namorada e ter sido mordido por um lobisomem. Ele foi um idiota do começo ao fim e toda aquela cara de bobão foi pura fachada. O problema do rapaz era extrema baixa autoestima que não funcionou na conclusão da trama.

Sendo honesta, nem parecia que assistia a Supernatural. Dean e Sam viraram personagens das filmagens de Kate, Brian e Michael. Eles aparecem no começo para dar início ao caso semanal, e só voltaram no final para concluírem a trama. Os Winchester não foram o centro das atenções, mas, mesmo com a mínima aparição, certos fatores entre eles não mudaram e alguns hábitos dos quais já vimos foram repetidos. Dean ainda joga na cara de Sam que ele está enferrujado com relação aos casos. Além disso, o Winchester mais velho virou garoto propaganda de hambúrguer, pois todos os episódios ele precisa comer dezenas deles. Perdeu a graça! E Sam realmente anda perdido, mas ele tem uma justificativa, que é o cansaço de ser caçador.

Como já havia comentado, os irmãos estão sem brilho e toda essa tentativa de gerar um pouco de humor e suspense não está dando certo em Supernatural. Começo a achar que a sétima temporada foi bem mais legal em comparação com a atual, isso porque nem estamos na metade dela. Os irmãos voltaram a aparecer como agentes de FBI, Dean vestiu a camisa de morto de fome e Sam parece que ficou perdido no tempo para sempre. Chego à conclusão que as coisas só ficam boas com a presença dos entes formidáveis do céu e do inferno.

Qualquer tipo de animação com a nova temporada da série não existe mais. Jeremy está comendo bola, pois só isso justifica três episódios muito fracos (o segundo foi o melhorzinho). Depois do que assisti esta semana, está permitido deixar Supernatural na lista de seriados que podem ser assistidos depois ou esperar a temporada terminar para sofrer tudo de uma vez.

A minha preocupação é que os pontos importantes da trama parecem que não existem. Ainda é cedo para apressar as coisas? Não! Supernatural viveu muito bem da caça aos demônios e eles poderiam muito bem voltar. Afinal, com a missão da nova tábua de Deus, os inimigos número 1 dos Winchester estão ameaçados de extinção, e esse tipo de novidade não fica abafada por muito tempo.

Eu acho muito errôneo esse clima tranquilo, por assim dizer, entre os irmãos. Kevin anda sumido, a tábua de Deus também e os Winchester saltam de cidade em cidade para resolver casos que, pelo que vejo, devem dar um trabalho imenso para serem apresentados com certa criatividade. Cadê a ação da série, minha gente?

Enfim, nada a comentar e esperarei pelos próximos episódios completamente cega, surda e muda de informações. Apesar de que, semana que vem, será o especial de Dia das Bruxas. Quero só ver no que vai dar.

Audiência: o péssimo episódio refletiu na fraca audiência. O ranking caiu para 0.7 e os telespectadores beiraram aos 1.898 milhões de hunters. Acho bom mudar a série para sexta-feira de novo, pois as quartas estão dando má sorte aos Winchester.

5 thoughts on “Supernatural (8×04) – Bitten

  1. Achei este novo filler bem melhor do que o antecessor, mas como tú mesmo disseste no final do texto:

    Eu acho muito errôneo esse clima tranquilo, por assim dizer, entre os irmãos…

    Isso é exatamente o que penso também.

    Atts

  2. quando começou o episódio estava a espera de algo muito bom, mas depois saiu o contrario! supernatural tem episódios maus, mas eu consegui ver todos, este aos primeiros 15, 20 minutos já não me apetecia ver mais!
    só vi porque gosto muito da serie!

    • Somos dois, então, pois só assisto SN ainda por gostar mto e, por mais que esteja ruim, eu não consigo largar HAUHAHAUAHUAHUAHUAHAHU

      Beijão!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s