American Horror Story: Asylum (2×02) – Tricks and Threats


Neste segundo episódio for a mais fácil identificar as tramas que esta temporada estará por nos apresentar. Agora sim estou plenamente satisfeito, pode-se dizer até que estou surpreendido pelo rumo macabro que algumas tramas tiveram, mostrando que Asylum será mesmo uma temporada alucinante, amedrontadora e que promete ser fantástica.

Tricks and Threats tivera esta função que disse acima: dar um complemento ao piloto. As tramas ainda não estão por ser desenvolvidas pois estas ainda estão por nos ser apresentada e aos poucos vamos descobrindo um pouco mais de detalhes sobre os personagens principais, nos identificando com estes e com alguns secundários.

O episódio começa em 2012 e dá continuidade as assombrações assassinas que habitam um Briarcliff abandonado. Leo e Teresa continuam presos no hospício, a moça continua por fugir do maníaco mascarado e este acaba por matar o personagem de Adam Lavine. Sinceramente, não sei o que esta trama pretende nos trazer, mas de qualquer forma sinto-me preso a mesma, sinto que algo surreal está por ser planejado e que está irá nos surpreender.

Esta é a vantagem de ser ter uma troca de histórias a cada temporada. As tramas possuem inicio, meio e fim, não são preparadas de última hora apenas para satisfazer os desejos do telespectador, antes mesmo de começar a temporada os episódios já estão todos escritos. Sendo uma história de temporada única é possível criar uma trama onde tudo se encaixe e que poucos pedaços pareçam perdidos. Fora assim com a temporada de estréia da série e está por ser em Asylum.

Já em 1964 as coisas foram surpreendentemente assustadoras. Não consigo encontrar palavras para descrever minhas satisfações em relação às tramas que o episódio nos apresentou. A inserção do personagem de Zachary foi feita corretamente e seu Dr. Oliver Thredson promete traze bons momentos para a série com seu comportamento modernista.

Já é possível visualizar três tipos de anarquia dentro deste hospício. Primeiro temos a religião, comandada pela Irmã Jude podemos ver esta agir de forma medieval perante alguns assuntos e perante os seus pacientes, algo que é questionado por Oliver. Este por vez representa a modernidade, a ciência de uma forma não tão descrente, Dr. Thredson pouco mostrou de sua personalidade neste episódio, porém tudo indicou que este não deixará os tratamentos medievais feitos pela suposta igreja. Já o Dr. Arden é a imagem da ciência em sua mais cética forma. Com três lideres tão distintos, os confrontos serão comuns, e estes embates é o que desejo conferir, são três personalidades fortes com pensamentos opostos.

Podemos conhecer um pouco mais sobre Dr. Arthur Arden neste episódio e gostei do que conheci. Acontece que, mesmo os próprios funcionários do Briarcliff, todos na série possuem suas doses de insanidade e as de Arthur foram apresentados aqui. Não, ainda não descobrimos que tipo de criatura este está por criar no bosque, mas descobrimos que este possui uma fixação pela Irmã Mary, uma fixação tão forte que o faz contratar prostitutas para satisfazer os seus desejos pela freira.

Mas nada do que comentei acima fora a razão pela qual este episódio causou-me insônia. Sim, estou por falar das cenas do exorcismo, do demônio, da trama perfeita e promissora que Asylum acaba de nos entregar.

Já ouvimos diversas vezes que antigamente esquizofrenia era confundida com possessão demoníaca, porém não fora o que aconteceu neste episódio, aqui tivemos as mais diversas provas de que fomos testemunhos de uma verdadeira possessão e de uma falha tentativa de exorcismo. Todas as cenas envolvendo o ato de exumação máximo da Igreja Católica foram satisfatórias, tensas e assustadoras. A série realmente soube trazer a atmosfera tensa e diabólica que apenas os melhores filmes do gênero são capazes de apresentar.

E este exorcismo gerou outras tramas, nos apresentou um pouco sobre o passado pecaminoso da Irmã Jude e gerou alguns conflitos entre os pacientes principais. No caso de Jude, descobrimos que esta já fora uma mulher da vida, por assim dizer, antes de se entregar de corpo e alma para o Senhor, descobrimos também que esta já matara uma inocente criança em um acidente de carro. Não sei qual será as utilidades que estas informações terão para o desenvolver da personagem, mas de qualquer forma fora ótimo conhecer um pouco mais sobre a mesma.

Já sobre os pacientes temos um conflito a se formar. Lana acaba por denunciar a fuga, sacrificando a sua própria, de Grace e Kit, temendo que o rapaz volte a matar mulheres. Não vou julgar a atitude de Lena, pois realmente acredito que se eu me encontrasse em sua posição teria feito a mesma coisa. Imagino o quanto deve ter sido difícil para a personagem, Sarah Paulson esteve incrível e mostrou uma atuação mais competente neste episódio.

Mas o melhor veio ao final. O exorcismo foi falho e uma nova pessoa fora vitima do demônio, ainda sem nome, que estava por habitar o pobre garoto Jed. Inicialmente pensei que o roteiro iria manter o mistério sobre quem seria a nova vitima da possessão, mas não, já sabemos que fora a doce e inocente Irmã Mary o novo receptáculo do demônio e este promete agitar as coisas no hospício.

Após um alucinante e fantástico episódio, Asylum deixa-me ainda mais ansioso pelos seus próximos episódios, pelo desenvolvimento de sua trama e de seus personagens. Agora sim tenho a confiança de que esta será outra incrível temporada.

Audiências: A série continua por liderar as noites de quarta-feira, esta semana Asylum marcou 1.7 na demo e 3 milhões de telespectadores.

5 thoughts on “American Horror Story: Asylum (2×02) – Tricks and Threats

  1. gostei muito deste episódio, já sabemos que o assassino não é o Kit, agora falta saber quem é!
    gostei muito da parte do exorcismo. mas acho que a primeira temporada tinha mais mistérios do que esta.
    com aquela musica que eles tem na sala acho que qualquer pessoa normal ficava tola!
    http://www.facebook.com/seriesphases

    • Quem será o assassino hein? Esta é uma boa pergunta, estou ansiando pela resposta da mesma.

      Eu sou apaixonado pelo gênero exorcismo, assisto até os mais trash filmes do gênero e me fascinei com esta trama em Asylum, realmente espero que esta seja plenamente satisfatória.

      Sim, a temporada passada tinha mais mistérios, mas acho que esta temporada está por compor um clima mais sombrio e pesado do que sua antecessora.

      Aquela música realmente me arrepia.

      Atts

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s