Nashville (1×01) – Pilot


“Rayna: Sometimes I wish I could just do everything all over again.
Deacon: What would you change?
Rayna: Nothing. Everything.”

Nashville e Last Resort têm para mim os melhores pilotos desta fall season. Primeiro pela história em si e a maneira como nos é apresentada, segundo por terem personagens bem interpretadas e interessantes e por último mas não menos importante por conseguirem agarrar os espectadores durante os 45 minutos do episódio. Quem ainda não espreitou Nashville ainda vai a tempo de o fazer, mesmo para quem não gosta de música country. A estreia de Glee representou uma mudança na maneira de olhar um musical, quer se goste ou não da série a verdade é que abriu as portas do musical para novas séries. Surgiu então Smash que prometia ser o Glee para adultos, não desgostei da série mas a verdade é que prometeu mais do que aquilo que conseguiu cumprir na sua temporada de estreia. Nesta fall season é a vez da ABC apostar no género e para já parece uma aposta ganha.

A série retrata o confronto entre duas gerações musicais, do lado da old school temos Rayna, interpretada pela excelente Connie Britton, uma das razões por ter dado uma oportunidade à série, do outro lado da barricada temos Juliette, interpretada por Hayden Panettiere. Nunca gostei muito de Hayden em Heroes mas a verdade é que aqui a atriz aparece renovada e conseguiu encarnar bem a personagem, quem diria que até seria capaz de cantar razoavelmente bem. Rayna enfrenta agora um dos seus piores dilemas profissionais: mudar a sua maneira de ver e fazer música ou aceitar rebaixar-se ao poderia monetário que é Juliette. E é neste dilema que a série assenta. Rayna foi rainha em Tenesse, mas o seu último álbum não teve o lucro pretendido e desejado, enfrentando agora a pressão da emissora. No fim Rayna resolve manter os seus princípios musicais e a solução para a sua carreia pode estar na sobrinha de Deacon. Do núcleo familiar de Rayna as personagens menos interessantes foram sem dúvida a irmã e o marido e ambos pela mesma razão, falta de personalidade, são demasiado influenciados pelo poderio de Lamar.

Do outro lado temos Juliette que começa agora a sua ascensão, tornando-se o negócio apetecível para a emissora. Juliette tem uma ambição desmedida que roça a arrogância, não medindo os esforços quando se trata de atingir os seus objetivos. Mas nem tudo o que reluz é ouro e também Juliette tem as suas impurezas, acabando por refugiar-se da sua solidão em relacionamentos ocasionais. Aqui parece-me que talvez Deacon seja a exceção à regra, veremos se também aqui as duas titãs irão entrar em confronto.

Para além das personagens principais, as personagens secundárias também marcaram pontos positivos, Deacon foi a personagem que mais gostei, a química explosiva com Rayna é por demais evidente, as cenas de Rayna com o pai também foram bastante emotivas e foi evidente que existem assuntos mal resolvidos entre ambos, as ameaças do pai prometem aquecer a relação nos próximos episódios, assim como serviram para aguçar a nossa vontade de saber mais sobre a relação de Rayna e Deacon. Um ótimo piloto, com cabeça, tronco e membros, até mesmo para quem não liga muito a música country, confesso que acabei por achar a escolha das músicas interessante. A série promete agora é esperar que consiga manter a qualidade nos restantes episódios.

Aspetos positivos: a história, as personagens e as interpretações;

Aspetos negativos: quase nada a apontar apenas talvez a falta de personalidade de algumas personagens como referi.

Audiências: A série estreou bem conseguindo 2,8 rating e 9 milhões de espectadores.

7 thoughts on “Nashville (1×01) – Pilot

    • Realmente uma agradável surpresa, e eu fico feliz por ver em acção novamente uma das minhas actrizes favoritas: Connie Britton. No segundo episódio a série caiu bastante na audiência agora é rezar para não decair mais pois tem bastante potencial.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s