Last Resort (1×03) – Eight Bells


E vamos começar o review com boas notícias, apesar de ser um sinal ainda demasiado fraco não deixa de ser algo positivo, a ABC pediu novos guiões para Last Resort, mesmo apesar das fracas audiências da série. Parece que a emissora não está interessada para já em livrar-se da série. Estão prontos para submergir numa aventura eletrizante?

“Joe: Don’t tell me you’re under arrest too. We’re getting full up here.
Chaplin: I never thought I’d see you put anything in front of your people, Joe. Least of all pride.”

A série consegue manter a qualidade que apresentou nos dois primeiros episódios, conseguindo deixar o espectador ansioso por cada minuto do episódio e pela chegada do próximo. O terceiro episódio foca a sua atenção na tensão crescente entre a tripulação e Julian Serrat, que prova que mesmo sem um submarino é capaz de liderar a ilha e deixar Chaplin sem alternativa. Julian Serrat é uma personagem detestável pela sua personalidade mas muito bem construída no contexto da série, o ator adotou o papel na perfeição e mais uma vez ficou provado que será talvez dos poucos a fazer frente a Chaplin, num verdadeiro duelo de titãs. E parece que o meu pedido foi ouvido, temos finalmente Prosser solto, adoro a tensão com Kendal e apesar da sua rebeldia a relação com Chaplin é sincera e é esta ambiguidade da personagem que me atrai. Numa das melhores cenas do episódio Chaplin confronta Prosser, que mesmo não concordando acaba por engolir o orgulho e aceitar a proposta. Mesmo perante alguma agressividade da personagem, adoro Prosser e penso que finalmente iremos ver o seu valor, para além deste poder ajudar Shepard a brilhar. Não me entendam mal eu gosto da personagem simplesmente acho que ainda não conseguiu demonstrar todo o seu valor e na sua relação com Prosser pode estar a alavanca necessária para finalmente a personagem “explodir” e deixar de agir como fada-madrinha.

“Prosser: You didn’t write. You didn’t call.
Shepard: You didn’t hang yourself with your shoelaces. We all have our disappointments to muster.”

A única situação menos positiva foi tentarem introduzir o romantismo entre Kendal e Sophie, todos nós já tínhamos percebido a tensão e as intenções mas a verdade é que toda a conversa algo romântica num momento de suspense acabou por aparecer fora de contexto e demasiado cedo. E por falar em romantismo as coisas entre Tani e James começam a tomar formas, apesar de eu achar que Shepard poderá ter aqui uma palavra a dizer, a tensão entre James e Shepard é evidente veremos como irão os argumentistas guiar este possível triângulo amoroso. Para já tenho pena que tanto Tani como James sejam usados simplesmente para isso mesmo, dar algum romantismo à série. Eu continuo a achar que James terá um papel crucial e que mais cedo ou mais tarde irá provar a sua mais-valia na série, só espero que não demorem muito e não o transformem apenas no quebra-corações.

Uma história que ainda continua com contornos muito obscuros é a de Kylie e cada vez vão surgindo mais personagens, espero sinceramente que a série ponha um travão no número de personagens, todos nós já percebemos que o foco será a ilha e portanto as várias histórias em Washington serão secundárias. Se introduzem demasiadas personagens e deixam as histórias no esquecimento, como ficou a de Christine neste episódio correm o risco de perder o fio à meada e o interesse dos espectadores. Mais um bom episódio de uma série que mostra inteligência e potencial para se tornar numa das grandes estreias desta fall season, esperemos é que não seja necessário ativar depressa demais o Perseus devido à audiência.

Aspetos positivos: A libertação de Prosser; as atuações nos momentos de suspense;

Aspetos negativos: Mais personagens; Romantismo demasiado cedo;

Audiência: Continua a queda na audiência, ficando-se pelos 6,9 milhões de espectadores.

3 thoughts on “Last Resort (1×03) – Eight Bells

    • Vamos esperar que mesmo perante uma audiência menos boa, a emissora dê uma chance à série. O que também não abona a seu favor é a facto de ser uma série demasiado cara para ter fracas audiências, mas é só esperar e fazer fingas para que a serie consiga fingar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s