Dexter (7×01) – Are You…?


Eis que uma das minhas favoritas da fall season chegou, e para minha alegria – e de muitos – não poderia ter começado de melhor maneira. Dexter é já um marco na televisão e o seu sucesso mundial é incontornável e a qualidade, ao longo de sete fantásticos anos mantém-se quase sempre no topo, tirando alguns breves momentos. Não é qualquer série que pode chegar até aqui e dizer com orgulho de que têm seis ótimas temporadas e que ainda tem fôlego para, provavelmente, mais duas.

Depois da excelente sexta temporada, voltamos para onde esta acabou: Deb apanhou Dexter em flagrante ao matar Travis na igreja abandonada.

As primeiras reações de Deb foram como polícia, naturalmente. Após isso, começaram as perguntas misturadas aos sentimentos confusos. O que estaria o irmão a fazer com Travis? Que circunstâncias é que o fizeram agir daquela maneira, a utilizar aqueles métodos? É impressionante a capacidade de Dexter mentir. Numa questão de segundos, o Pretty Big Liar consegue arranjar uma explicação plausível para quase tudo o que Deb lhe pergunta. Afinal  sempre foi ensinado para esse fim, o de nunca ser apanhado e para isso é preciso ser um expert no que toca a mentira.

Acredito que Dexter é o que é hoje devido ao pai e não digo na faceta serial killer perfectionista, sem falhas, mas o outro lado, o monstro. Harry estava cego com a ideia de criar um justiceiro que aniquilasse as ameaças à humanidade e aproveitou-se do pequeno Dexter para criá-lo a sua forma. Ele tornou o próprio filho numa criatura que ele hoje é e acredito que se ele não interferisse, Dexter seria apenas uma criança traumatizada, que com o tempo tornaria-se-ia “normal”, nas medidas do possível, não um assassino de assassinos. Harry forçou-o a matar e a fazer coisas terríveis numa tão pequena idade e isso sim acredito que o tenha traumatizado. Por um lado estava a tentar protegê-lo do que ele poderia se tornar, mas por outro lado acabou por torná-lo numa coisa também muito grave. Não acredito que uma criança frágil e traumatizada fosse capaz de matar o doce cachorro que foi oferecido a Deb em crianças, mas Harry pensava o pior, queria torná-lo numa coisa que ele não era.

A cena inicial do episódio foi bastante boa, pois foi capaz de confundir o expectador. Fez pensar: Será que Deb descobriu o segredo dele? Será que ele vai fugir de tudo? Mas não, pois esta foi a introdução para o vilão da temporada: a máfia ucraniana.

Viktor Baskov era um ucraniano que na sua mala do carro tinha o corpo de uma stripper, Kaja. Ao ter o azar de furar um pneu, Mike, o detetive contratado por Deb na temporada passada, parou o carro para tentar ajudá-lo. Ao descobrir que ele tinha na mala o corpo de Kaja, Viktor matou Mike. Isto desencadeou uma furiosa busca da polícia, que os levou até a um bar de striptease. Angel e Quinn fecharam o bar, para interrogar George Novikov, o gerente do sítio. Como é óbvio, este fez-se de ignorante e não contou nada do que sabia, porém mais tarde é mostrado um misterioso homem em Kiev chmado Isaak, este é informado que Viktor iria voar para a Ucrânia nesse dia e que a situação do policial morto estava controlada. O que eles não sabiam era que Dexter estava com vontade de matar, por causa de toda a situação com Deb. Muito eficientemente, como sempre, ele encontra Viktor e mata-o duma maneira muito peculiar, sem parte dos seus habituais rituais, devido ao local inapropriado onde se estava. E é a partir do desaparecimento de Viktor que a mafia se aproximara de Miamicom certeza.

Falando agora do núcleo secundário da série, Quinn é bastante desnecessário e devia ter saído depois de ter namorado com a filha do Trinity. Angel decidiu agora ser o seu anjo guardião para evitar que este não faça mais disparates, mas o que Quinn deve mesmo fazer é voltar para o Upper East Side para atormentar o Chuck Bass, considerando que o ator interpreta recorrentemente o Tio Bass em Gossip Girl. 

Outro grande mistério que se vai desenrolar é a descoberta de LaGuerta. Como sempre, a latina está na altura certa à hora certa e encontrou uma das lâminas de Dexter. Ela começou a recordar-se do passado e de tudo o que o seu “amado” Doakes passou, ao ser acusado de ser o Bay Harbor Butcher. E é a partir daí que veremos o envolvimento dela com esta investigação paralela, tudo para limpar talvez o nome de Doakes. 

Nunca gostei da mania que LaGuerta tem de estragar as coisas a toda a gente e de se meter onde não é chamada, além de detestar sua postura arrogante, de quem pensa que é superior e que apenas ela está certa. Quando mostrava indícios de que poderia ser uma boa pessoa, ela corta-nos as pernas e mostra-se mais uma vez porque deve ser considerada a bitch da série. Com ela a meter-se novamente, LaGuerta vai agitar muito o cenário e é apenas uma questão de tempo até Dexter descobrir, o que me faz apostar meu baralho de cartas Pokémon em como LaGuerta não sai viva desta temporada.

Masuka por outro lado é o fantástico alívio cômico que a série precisa e ele o faz na dose ideal. Gosto muito de ver aquela mente depravada em ação, os comentários e as histórias perversas que ele tem para contar. Na temporada passada a estagiária hot blond de Masuka desenterrou o passado e foi buscar a mão de uma vítima do Ice Truck Killer, depois dela veio Louis, o super nerd de computadores, aparentemente com a capacidade de resolver tudo, é com uma mente sombria capaz de criar um jogo no qual o jogador é um serial killer, jogo este que ele mostra para  Dexter, que obviamente por suas morais de conduta assassina acha extremamente ofensiva a idade, afinal quem poderia escolher ser assassino. Fica então a dúvida, quais seriam as verdadeiras intenções de Louis e até onde ele sabe das coisas? O que ele pretende fazer após hackear o computador de Dexter, cancelado todas as contas dele? Estaria ele fazendo isto apenas vingança por ele não ter gostado do vídeo game?  Mais uma intrigante storyline para acompanhar esta temporada.

Deb é uma excelente detetive, mas uma coisa que me revolta é que os casos que ela se envolve com tanta dedicação e inteligência nunca são fechados, pois Dexter antecipa-se e mata o assassino em questão, o que obviamente é a razão da série, mas ainda assim acho injusto. É neste momento que as capacidades de detetive de Deb foram postas à prova.

A irmã de Dexter é uma pessoa extremamente vulnerável, considerando tudo o que passou. O seu pai morreu quando ela ainda era nova, seu namorado era o irmão assassino de Dexter que a tentou matar. Frank Lundy, o seu grande amor morreu às mãos da filha do monstruoso Trinity Killer e o seu relacionamento com Anton também não acabou da melhor maneira. Deb é durona, mas isso é apenas por fora, pois ela precisa de manter essa armadura de respostas ácidas e asneiras para não desabar, porque por dentro ela é uma pessoa muito magoada. Admiro-a por ter passado por tanto e ainda andar com a cabeça erguida, tendo até sido promovida a Lieutenant na temporada passada.

Toda esta sobrecarga de vida possibilitou que certas memórias viessem à superfície. Estranho que era tão comum as técnicas de Rudy e de Dexter, o plástico com que esteve embrulhada no seu quase último momento de vida era tão comum como o que prendia Travis Marshal no altar da igreja abandonada, deixando-a a pensar que tudo fazia sentido e ao mesmo tempo nada fazia sentido. A verdade estava debaixo do nariz de Deb, o que a fez quase descobrir ao final no fim da quinta temporada. Desta vez encaixou as peças todas e agora tudo fazia mesmo sentido, pois a verdade tinha chegado à mente dela, fazendo-a instintivamente revirar todo o apartamento de seu irmão a busca de evidências, estas que acaba por achar aos montes.

“Are you… Are you a serial killer?”

Standing Ovation para Jennifer Carpenter, pois este episódio foi dela e creio que a temporada também virá a ser. Sua Deb tem crescido, sendo bem caracterizada, mas agora uma coisa que quero muito que os produtores esqueçam é o tipo de sentimentos que Deb estava a ter por Dexter no final da sexta temporada.  Há uma proteção natural entre os dois que só se vê entre irmãos, mesmo que não sejam de sangue e um romance entre os dois é inconcebível a meu ver. Não querendo entrar no tema de incesto, que é um tema com muito pano para mangas, não sendo este o local ideal para a discussão de tal, acho que Deb não vai entrar por esse caminho, até porque estas mais confusa do que nunca, somando a tudo que ela passou desde Ruby a Lundy.

Chega então a rodada final, considerando que este é o penúltimo ano da série, as peças começam a juntar-se, colocando as temporadas passadas cada vez mais à memória. Agora que Deb sabe a verdade sobre seu irmão, vamos lidar com todo o processo de assimilação da informação, bem como o que é que ela irá fazer quanto a isso. Veremos toda a jornada deles e como Deb irá tentar curar ou talvez até ajudar Dexter na sua missão. Sim, porque não acredito que ela o vá denunciar, pois eles são unidos e ela tem sentimentos por ele. E mesmo se não tivesse, isso implicaria o fim da série, se ele fosse descoberto.

O caminho que está a tomar é muito bom e esperemos que continue até ao fim. Agora quero muito ver as participações especiais desta temporada, pois estas prometem.

Audiência: A sétima temporada de Dexter não poderia começar melhor, alcançou 3,04 milhões de espectadores, e 1.3 de rating. Números bastante bons, considerando que é uma série da TV por cabo.

2 thoughts on “Dexter (7×01) – Are You…?

  1. Episódio realmente surpreendente, principalmente para aqueles que não conseguiram suportar a temporada passada, que é o meu caso.

    O principal ponto forte deste episódio fora a maneiro com que o roteiro encontrou para manter um suspense inteligente, não foi previsível e seu resultado pode mudar todo o rumo da série.

    Só sei que agora estou com expectativas para esta temporada, só espero que esta não se torne outra decepção.

    Atts

    • Eu gostei muito da temporada passada, mas há muitas pessoas que se queixam, ainda não percebi porquê… O episódio sim, estava muito bom e o suspense ficou até ao fim, em que Deb descobriu toda a verdade. Agora temos de esperar para ver o que é que ela vai fazer com esta informação, e espero que venham aí grandes coisas.
      XOXO

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s