Magic City – 1ª Temporada (2012)


Magic City fora mais uma aposta pretensiosa da emissora a cabo com mais ascensão em território americano, a Starz. Após nos apresentar grandes séries como Spartacus e Boss, Starz mostrou uma grande vontade de apostar em séries de época e aposta em um grande elenco para nos apresentar mais uma de suas grandes histórias.

Aqui temos Jeffrey Dean Morgan e Olga Kurylenko liderando o elenco. Temos também uma boa história como pano de fundo para uma trama sobre máfia e o ramo de hotelaria. No geral fora uma boa temporada, tivemos bons momentos e boas atuações, porém tenho que ser sincero e dizer que faltou um pouco de impacto para a série se tornar mais importante e impactante. Podemos concluir que ao final desta temporada, que Magic City é apenas uma sombra de suas irmãs mais velhas, porém ainda possui chance de andar no mesmo patamar.

O problema desta temporada é que a trama não andava. A série tentou, em seus dez episódios, expressar uma trama que se desenvolveu de forma lenta, apresentou alguns momentos agradáveis porém se perdeu em sua grande maioria. Sim, sei que o ritmo da série faz questão de ser lento, parado, mas há uma diferença entre ser lento e em não ter desenvolvimento.  

Outro pequeno problema que a série nos apresentou fora a demasiada caracterização de alguns personagens, em especial o mafioso Ben. Este se mostrou frio e cruel, no início mostrou um grande potencial, tinha tudo para ser um vilão épico e na maioria dos tempos fora um bom vilão. Mas há detalhes, malditos detalhes que dispersam esta personalidade e acabam, pouco a pouco, com toda a sensação de perigo que o personagem nos passava anteriormente.

Mas a falta de grandeza da grande maioria dos personagens se devia a fraca trama que esta temporada de estréia apresentou. Fora uma trama com poucos momentos impactantes, muito dispersa e até mesmo confusa, mas que ainda assim nos entregou alguns momentos onde o possível brilhantismo da série ficou em evidência. Na reta final a série apresentou alguns episódios com uma qualidade mais sustentável, a trama se desenvolveu de uma forma mais interessante e dinâmica, porém ainda não fora capaz de ficar em nossa mente.

Possuindo uma trama sem impacto, ficou fácil não se lembrar da série com muita clareza e é desta forma que consigo identificar se a trama de uma temporada fora eficaz ou não. Por exemplo, a Season Finale da série fora transmitida em junho, agora estamos em setembro, apenas três meses desde a sua transmissão, e não consigo lembrar o que acontecera neste episódio e muito menos qual cliffhanger esta nos deixou. E todo esse efeito Alzheimer não é algo positivo para uma série.

Mas nem tudo é mediano ou fraco sobre Magic City, como disse anteriormente, esta é uma série que possui potencial, possui uma diretriz que pode levá-la a apresentar uma qualidade mais respeitável e possui um elenco que pode entregar momentos mais impactantes caso o roteiro lhe entregue esta oportunidade. Nesta temporada tivemos alguns diálogos interessantes, alguns personagens promissores e alguns momentos ótimos, mas estes acabaram por ser ofuscados por pequenas falhas.

Não sei se recomendo Magic City a qualquer par de olhos, mas está é uma série que possui uma produção caprichada e um elenco talentosíssimo, apenas faltou uma trama mais exigente e impactante, algo que pode ser reestruturado na próxima temporada. Ao menos esperamos que seja reestruturado na próxima temporada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s