O que esperar da Fall Season: Stefs Lima


Depois de ficar antenada na Comic-Con e tentar assimilar a quantidade de spoilers que pipocaram de painel para painel, posso afirmar que minhas expectativas para a fall season deste ano são grandes. Quase arrebatadoras! Não sei se este sentimento eletrizante que me domina é influência do meu amor por Doctor Who, Once Upon a Time, Supernatural e The Vampire Diaries. Eu só sei que não vejo a hora dessas quatro séries retornarem.

O lado mágico da televisão, como gosto de chamar, está em minhas mãos. Como fã ensandecida das quatro séries, acredito que toda minha ansiedade não é nem um pouco em vão. Embora alguns seriados tenham mais o que esperar que outras, cismo em dizer que meus cálculos avisam que a fall season nos reservam muitas surpresas para:

Doctor Who: algumas pessoas dizem que a sexta temporada foi fraca, mas discordo. Ela pode não ter sido rica em conteúdo quanto à quarta, por exemplo, mas todos os nós que surgiram no decorrer da quinta temporada foram desatados ao longo da sexta. No final, ficamos apenas com um ponto de interrogação: Doctor Who? Moffat não focou os spoilers nesta questão, pois as preocupações maiores foram direcionadas para a saída dos Pond e para a chegada da nova companion.

Eu acredito que a saída de Amy e Rory será tão épica quanto das outras companheiras de TARDIS. O que me empolga, especialmente, é que o término da participação deles ocorrerá em Nova York, muito bem acompanhados pelos Weeping Angels. Como todos os whovians de plantão bem sabem, os anjos das trevas são os calcanhares de Aquiles de Amy e, a pergunta que fica no ar, é quem vai se dar mal, se é a ruiva ou o marido (que sempre morre de qualquer jeito).

Além do casal, a nova companion, que será interpretada por Jenna-Louise Coleman, é um motivo muito grande de expectativa, pois ela é a novata que vai ter que criar simpatia nos amantes da série e ter química com Matt Smith. Estas mudanças sempre geram certo choque, pois lamentamos a saída de companheiras (os) anteriores. Mas, como Matt disse na Comic-Con, Doctor Who é sobre se regenerar, então, ela sempre buscará mudanças, mesmo que isso nos deixe de nariz torto.

Acredito que a sétima temporada de Doctor Who será imbatível e superior, tanto em nível de tecnologia quanto de premissas. Os Daleks estarão de volta e não tem como se aguentar na cadeira só de pensar na ideia. Serão muitos deles, algo surreal com relação aos inimigos do Senhor do Tempo, que mal apareceram na temporada anterior. Além de ter que responder a pergunta mais antiga do mundo, o Doctor lutará com novos e antigos inimigos.

Once Upon a Time: minha expectativa vai para a relação nada harmoniosa de Regina e Mr. Gold. Por mais que Emma tenha exercido seu papel ao ter quebrado a magia de Storybrooke, estou curiosa para ver a Rainha Má com os poderes de volta.  A atriz Lana Parrilla é ótima e não duvido nada que a personagem aterrorizará todo mundo. No final da temporada, cheguei a considerar uma vulnerabilidade de Regina, mas seria um desperdício de talento.

Agora que todos recordam quem eram e o que faziam, acredito que a magia de Once Upon a Time será triplicada, eletrizante e de deixar todo mundo de queixo caído. O duelo entre o bem e o mal, o amor e o desafeto serão pontos-chave para inspirar A Esperança a arregaçar as mangas e lutar contra a mulher que tirou a felicidade alheia.

Supernatural: depois de uma temporada decepcionante, ainda tenho fé que as coisas melhorarão para a série. As entrevistas dadas na Comic-Con realmente me empolgaram e me fizeram acreditar que Supernatural ainda pode voltar a ser respeitada. Não vai ser nada igual às temporadas anteriores, até porque não dá mais para exigir muita coisa da série. Ela é uma das mais antigas da grade da CW e, por mais que almeje o fim dela, não dá para imaginar quem seria o substituto dos irmãos Winchester, cuja saga já virou épica.

Os assuntos sobre o purgatório são questionáveis, ainda mais quando se têm Dean e Castiel presos no mesmo lugar. Os produtores da série aprenderam que nada mais funciona sem a presença de Misha Collins e já garantiram a participação dele no decorrer da oitava temporada.

Outra expectativa vai para o novo interesse amoroso de Sam. Depois de tanto tempo, ele terá uma namoradinha. Pelo visto, Dean sairá das trevas e o irmão terá tocado a vida, pois a sensação de tempo e espaço no inferno, não é a mesma na terra. Vai ser curioso ver Sam com uma casa e uma suposta família. Se isso realmente acontecer, claro.

O novo showrunner Jeremy Carver é a esperança para uma reviravolta na série. Espero que ele consiga desenvolver um trabalho superior ao de Sera Gamble.

The Vampire Diaries: Elena vampira. Essa é a maior questão. Quero muito saber como ocorrerá a diferenciação da personagem com relação à Katherine. Honestamente, essa é a parte que mais me preocupa. Apesar que, de acordo com vários comentários de Julie Plec, Elena se tornará uma vampira cuja característica que será intensificada é a necessidade de proteção. Essa é uma das maiores qualidades da personagem e, sem dúvidas, será muito bem trabalhada, ainda mais com a permanência de Klaus em Mystic Falls.

Ela bem que poderia ser uma ripper como Stefan. Eu arriscaria nesta ideia, pois daria um up na vida de Elena e a protagonista sairia da eterna choradeira e resmungos.

Nem preciso dizer que minha curiosidade vai para Tyler como Klaus, pois não acho que Michael Trevino tem moral para dar vida ao vilão, mesmo que seja de forma temporária. O que me deixou aliviada foi saber que Joseph Morgan retornará para a série, então, o Original mimado e birrento ainda dará o ar da graça para minha felicidade.

Outro fator, e não menos importante, é a rixa entre Stelena e Delena. Há boatos que os irmãos ficarão mais unidos por conta do novo estado de Elena, mas ambos nunca ficam bem quando se tratam dela. E há as memórias da jovem com relação a Damon. Quero saber muito como isso se desenrolará.

The Vampire Diaries tem muito pano para a manga e acredito que é este o momento que a série provará se é boa o suficiente. Se estragarem a transformação de Elena, ela cai em descrédito. Da mesma forma que, se o retorno de Klaus ao verdadeiro corpo for muito simples e surreal, a animação e a empolgação serão perdidas. Posso dizer que a série atingiu um patamar de risco, não de cancelamento, mas de trama. Amarrar tudo o que foi solto na temporada anterior e desenvolver bem na quarta temporada será um desafio e tanto.

Espero que os fãs destas quatro séries estejam tão empolgados quanto eu. Minha saudade diminuirá aos poucos, pois Doctor Who retornará primeiro e acabará com minha abstinência de seriados. Mas, admito, que meu desespero está focado em The Vampire Diaries, com direito a contagem regressiva.

No mais, teremos que nos distrair com outras séries até o lindo mês de outubro chegar. Ansiosos? Desesperados? Bem-vindos ao clube!

8 thoughts on “O que esperar da Fall Season: Stefs Lima

  1. Ahhh My Dear Stefs, te acompanherei por um bom caminho nesta Fall… Minha Deusa do Mundo da Fantasia!!!

    TVD, Supernatural e Once, pode contar com minha presença… E sei, sei bem que cometo um pecado ao não ver Doctor Who… Mas um dia me curo deste.

    Estou bem mais ansioso por TVD e OUAT, mas vamos ver o que Supernatural nos apresenta em mais uma temporada desnecessária.

    Atts

    • Por favor, assista Doctor Who. É um mandato, ok? Hahahahahaha eu mal consigo me aguentar de ansiedade para TVD, preciso que outubro chegue logo, não tô podendo Hahahah

      Realmente, SN é a mais desesperançosa da lista, mas ainda tenho esperança. Isso que dá ser fã demais Hahaha

      PS: assista Doctor Who.

  2. Estou muito ansiosa tanto por TVD como OUAT, mas especilamente TVD para ver a eterna guerra pelo amor de Elena, bem como a sua transformação e o novo Klaus, sem dúvida os pontos fulcrais neste inicio de temporada…Em contagem descrescente…

  3. Cá estarei para ver a serie e ler os reviews de TVD e OUAT.

    Finalmente Elena é vampira, vamos ver se deixa de choradeira. E a Katherina vai voltar?

    • Eu espero que a choradeira da Elena termine, apesar que acredito que ela vai voltar bem chatinha por conta da transformação.

      Enquanto houver Klaus, a Katherine não marca presença =[ assim fica difícil, pois amo os dois Hahahah

      Beijão😀

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s