So You Think You Can Dance (9×09) – Week 3 & Top 14 Reveals


Sei que demorei pra publicar a review por aqui, mas durante as duas últimas semanas, por fazões Olimpicas, So You Think You Can Dance interrompeu sua transmissão, como muitos outros programas na tv americana. Distante do meu reality show favorito, eis aqui as últimas performances inéditas, que contaram com grandes surpresas e também algumas decepções. Desta vez quem retorna ao painel, junto a Nigel e Mary, é a multi-talentosa Christina Applegate, cuja experiência nas artes performáticas vai além da comédia, pois a atriz tem seu pé em produções musicais, a exemplo de Sweet Charity.

A cada semana, os números de grupo tem superado expectativas, seja a mostrar a qualidade desta temporada ou mesmo, a criatividade dos coreógrafos, alias meus parabéns a Tyce Diorio. Desta vez o conceito serve com uma homenagem ao cinema preto e branco e quem melhor do que Charlie Chaplin para representar esta era?

Rotina #1: Tiffany & George
Gênero:  Hip-Hop
Música: “Out of My Mind”—B.o.B feat. Nicki Minaj
Coreógrafo: NappTabbs

Review: Provando que os hormônios da gestação afetam suas criações, o casal NappTabbs prepara uma rotina que desafia Tiffany e George a desenvolverem aptidões como  babás, tarefa acredito eu, mais difícil a eles do que aprender uma nova rotina a cada semana. Saindo totalmente de suas zonas de conforto, continuam a dar consistência, conseguindo sobreviver ao hip-hop, principalmente Tiffany, que mostra muita personalidade, mesclando seu jeito doce e forte. Já George tem um pouco de dificuldade, mas acompanha bem a coreografia, esta bem sincronizada para o “casal ternurinha” da temporada.

Nota: B+

Rotina #2: Amber & Brandon
Gênero:  Jazz
Música: “Dr. Feelgood (Love is Serious Business)”—Aretha Franklin
Coreógrafo: Ray Leeper

Review: Alguns casais que são “obrigados” a se unir devido à eliminação de seu parceiro, por vezes encontram a conexão instantânea, mas este não foi o caso de Amber e Brandon. Apesar da sensualidade somada à bela voz da Rainha do Soul, a rotina não trouxe nada de tirar o fôlego com exceção às belas linhas de Amber e a dedicação e força de Brandon. Uma performance facilmente esquecível….

Nota: C-

Rotina #3: Janelle & Dareian 
Gênero:  Cha-cha-cha
Música: “Call Me Maybe”—Carly Rae Jepsen
Coreógrafo: Pasha Kovalev

Review: Quando achas que se libertou do espirito maligno de uma “música”, eis que seu programa favorito resolve usá-la numa rotina. A grudenta “Call Me Maybe”não poderia ter sido mais mal utilizada – não que aja um bom uso a ela – do que numa coreografia de dança de salão. O ritmo meio pop, altamente adolescente ficou embaraçoso para Janelle e principalmente para Dareian, que fez seu papel em conduzi-la, porém a falta de química prejudicou o que já estava confuso, mas acredito que nem foi culpa deles totalmente.

Nota: D+

Rotina #4: Lindsay & Cole
Gênero:  Contemporary
Música: “Wild Horses”—Charlotte Martin
Coreógrafo: Mandy Moore

Review: Contrário a péssima escolha anterior, “Wild Horses” não poderia ser melhor retratada, inclusive Mandy Moore vem cada vez mais ganhando a credibilidade que merece em suas peças contemporâneas. Cole se transforma no mais versátil e admirável competidor este ano, pois semana a semana, de maneira quase sobrenatural, supera os limites esperados, este que por muitos, foi fadado como mais um aspirante a Bruce Lee. O amadurecimento de Lindsay é gritante e este foi sem dúvida seu melhor momento e concordo com Applegate, que afirmou que mesmo com os cabelos louros a cobrir o rosto, nada disto teve muita importância, pois o corpo ditou cada emoção. Um ressalve também ao belíssimo jogo de iluminação durante toda a rotina.

Nota: A++

Rotina #5: Amelia & Will
Gênero: Jazz
Música: “You!”—The Creatures featuring Siouxsie Sioux
Coreógrafo: Mandy Moore

Review: Se Mandy acertou com o casal anterior, de fato errou com meus favoritos Amelia e Will. Tentando empurrar o conceito “Preto e Branco” ou  de que os “Opostos se Atraem”, ainda assim a química e naturalidade existente entre eles não foi suficiente, rendendo o  pior momento até então na competição. Conforme as palavras dos jurados, os dois conseguem se adaptar facilmente aos diferentes estilos, mas desta vez foi realmente difícil avaliar, talvez pela simplicidade quase que banal da rotina.

Nota: C+

Rotina #6: Audrey & Matthew
Gênero:  Salsa
Música: “Cinco Salsa”—Sverre Indris Joner/HSC/Kork
Coreógrafo: Liz Lira

Review: Engraçado que nem sempre o estilo favorece a dinâmica do casal e este foi mais um caso. Audrey e Matthew são o casal de ouro conforme os próprios jurados, porém desde a escolha da música até as transições exigidas pela coreografa, nada parecia surtir efeito positivo a eles. Matthew cumpre o quesito condutor e Audrey consegue parecer um pouco sexy apesar do jeito meigo, mas a falta de fogo e paixão somados as transições incompletas/erradas,  os colocam numa posição difícil pela primeira vez.

Nota: D+

Rotina #7: Witney & Chehon 
Gênero:  Contemporary
Música: “I Will Always Love You”—Whitney Houston
Coreógrafo: Stacey Tookey

Review: Amores impossíveis não podem se aplicar a performances impossíveis e foi justamente esta mescla que rendeu o momento mais intoxicante mente belo desta temporada. Com uma rotina de tirar o fôlego, Stacey Tookey acerta em cheio o coração e a alma de todos ali presentes ao escolher o hino que eternizou a carreira de Whitney Houston. Chehon passou por dificuldades desde sua primeira semana, porém desta vez deixou tudo pra trás, se entregando 200% na rotina e também em sua parceria com Witney, que merece os mesmos  elogios. A iluminação e o trabalho das câmeras contribuem com este precioso momento, cujo auge se dá no voo de Witney, que é capturada com um preciso giro sustentado pelos braços de Chehon. Concordo com os comentários pós performance: “Vocês não foram só os  musos, mas também os pintores” e também “Senão tivéssemos salvado vocês na semana passada, não seria possível vivenciar este momento”.

Nota: A++

Rotina #8: Eliana & Cyrus
Gênero:  Hip-hop
Música: “Toxic”—District 78 feat. Cheesa
Coreógrafo: NappTabbs

Review: Estou cada vez mais incomodada com esta parceria, mas desta vez, merecidamente por sinal, Eliana ganhou o destaque que  não vinha recebendo devido ao apelo da personalidade e carisma de Cyrus, estes que o salvam semana a semana. Numa fantástica versão de um hit da princesinha do pop, NappTabs preparam uma rotina de hip-hop com fortes referencias ao ballet, colocando obviamente Eliana como uma bailarina numa caixinha de corda. Cyrus é um animator, mas ainda assim sua especialidade se distancia do hip-hop, pois o estilo é coreografado e nada livre. A bailarina mostrou força numa impactante performance totalmente fora do seu gênero, mas foi justamente isto que impediu que qualquer olhar recaísse sobre seu parceiro.

Nota: B-

Encerrando as apresentações desta semana, chega a vez de saber quem foram os menos votados da semana anterior, dois destes que se despediram da competição.

Os seis menos votados dentre o público são: Amber, Eliana, Lindsay, Brandon, Dareian e George, porém diferente das semanas anteriores, os jurados decidem convocar quatro destes para “Dance 4 Your Life”, uma maneira de mostrarem mais uma vez sua especialidade e porque merecem ficar na competição. Lindsay que vem amadurecendo conforme conselhos é salva entre as garotas e George que mesmo não sendo esta sua melhor semana, ainda é um dos competidores mais fortes, o que o salva direto também.

Eliana continua a “pagar o pato” pela inconsistencia de seu parceiro e até então seu talento não tem sido apreciado pelo público, mas como a visão dos jurados é totalmente diferente, a moça por fim se apresenta e não apresenta indicios algum de ser eliminada desta vez. Amber que tivera que conectar-se com um novo parceiro, dá o seu melhor, mas perante Eliana, não haveria chances, sendo então a garota eliminada.

Brandon que perdera também sua parceira semana passada, encara o solo que pode ou não salvar sua vida, mas apesar de seu carisma e qualidade dentro de seu estilo, pouco evoluiu desde a primeira semana. Dareian a contrário de seu colega tem uma personalidade radiante somada a sua dedicação a cada estilo proposto, mesmo que este não lhe favoreça. O mais baixo garoto da competição é salvo, restando a Brandon o adeus nesta semana.

Agora o ranking da noite:

Melhor dupla: Lindsay & Cole

Pior dupla: Amber & Brandon

Melhor performance masculina: Cole

Pior performance masculina: Dareian

Melhor performance feminina: Lindsay

Pior performance feminina: Audrey

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s