The Glee Project (2×10) – Actability


Após a onda de fúria e revolta proporcionada pela última eliminação, chega a vez do Top 5 encarar o desafio que antecede a grande final, aquela que garantirá ao vencedor um arco de sete episódios na nova temporada. Se somente um vai realmente vencer, saberemos nesta terça-feira, mas enquanto isto, TGP entrega, acredito eu, o capítulo mais maduro de sua existência, além de algumas  surpresas, assim como evoluções, mesmo que tardias.

A canção escolhida para a lição de casa é “Addicted to Love” do Robert Palmer, o que deixou Michael pra lá de feliz, pois era o único que conhecia a música. Descartando a maioria dos grandes nomes do elenco original que já receberam o título de mentor convidado, chega a vez da personagem mais mutante da série aparecer: nossa querida Dianna Agron. Mesmo com todo o preparo nos vocais e também na coreografia, Ali, Aylin, Blake, Lily e Michael são surpreendidos quando Robert anuncia que Lady Di, conforme cada um canta sua parte, mostrará placas com diferentes emoções, obrigando-os a cantar e expressar esta emoção do começo ao fim. Michael fica com “Determinado”, Lily com “Assustado”, Blake com “Bravo”, Aylin com “Ansiosa” e Ali com “Empolgada” e como elege seu favorito, vitória que vai pela primeira vez ao Sr. Papel de Parede, que realmente conseguiu expressar sua emoção durante toda a performance.

Com o anuncio de “Perfect” da Pink como o vídeo da semana e considerando que as habilidades de atuação deles seriam colocadas a prova, Robert anuncia que o formato esta semana será diferente, com Eric a dirigi-los na gravação de um trailer de cinema. Dianna anuncia os papéis de cada um, o que não parece fugir muito do esperado, colocando Aylin como a turca muçulmana que engravida do namorado; Blake o quarterback escroto namorado dela; Michael, o amigo do time de futebol de Blake; Ali, a promissora atleta olímpica que teve sua vida arruinada após um acidente de carro, este provocado por Lily.

Lily que apesar de seu lado teatral inicial, vinha se destacando nas gravações, mas desta vez deixa misturar seus próprios sentimentos com os de
sua personagem, prejudicando diretamente sua interação com Ali, que acaba tentando prolongar as falas a afim de Lily concluir as suas, pois tudo que os mentores querem é que  ela finalmente diga: “You were perfect and i ruined everything”.

Blake que já tem um pouco mais de experiência como ator é desafiado a pedidos da Gazela a parecer um pouco diferente do que normalmente é, ou seja, fará o quarterback cretino e arrogante, papel que incorpora com facilidade, principalmente quando precisa simular uma discussão com Aylin e depois uma impactante e bem executada briga com Michael, honrando o famoso “Você é meu amigo e furou meu olho com minha namorada”.

Apesar da pressão, Michael consegue se sair muito bem, colocando energia e peso em sua atuação, esta que bate de frente com a de Blake, mesmo este sendo superior semana após semana. Agora este aqui consegue ganhar o prêmio “Perdedor do Ano” ao levar um caderninho em sua “One on One Session” com Ms. Agron. Dude, você tem ideia de quem está na tua frente?? Larga este moleskine e presta atenção nela, cheesus.

Posso ter sido pra lá de dura com Aylin e realmente não aprecio sua persona, mas com este episódio percebi com mais clareza quem ela realmente é e posso até ter me convencido que possa vir sim a acrescentar algo a série caso vença, como imagino que irá. Sempre achei que  usava de seu histórico e cultura como forma de apelar com os mentores, mas o momento no qual veste o lenço muçulmano, realmente fica claro a delicadeza de sua situação. Confessando que sempre fugira das tradições religiosas e culturais impostas em seu sangue, Aylin se vê vulnerável a aquela personagem, tão similar a realidade que tanto relutou em seguir. Dentre todos no vídeo, fica numa posição mais vulnerável e realista, afinal além de vestir-se de acordo, representa uma adolescente muçulmana grávida.

A conclusão do vídeo clipe ficou belíssima e emocionante, utilizando de narração para delinear a história do filme juntamente com esta maravilhosa canção, cheia de mensagens positivas pra qualquer pessoa que se encontra num “Bad Place”. Essa turminha abraçou com seriedade o desafio e até mesmo Michael que não vinha a fazer nada de impactante, conseguiu seu momento ao sol.

“In love’s eyes, we are all PERFECT”

Nikki, Zach e Robert surgem para anunciar o último Bottom desta temporada. Nikki, super master grávida, chora bastante ao dizer quão especial foi esta nova jornada e principalmente, quanto cada um evoluiu desde a primeira semana. Zach também não deixa pra trás na emoção, traço que já conhecemos bem deste saltitante coreografo. Mostrando que regras não devem ser seguidas, o trio revela que não haverá Bottom 3 desta vez e sim que todo o Top 5 deverá se apresentará para a Gazela + todos os escritores da série.

Num momento master inédito, o clã gleekiano dá suas caras, estando ali presentes: Roberto Aguirre-Sacasa, Michael Hitchcock, Ali Adler, Matt Hodgson, além claro de Ian Brennan, faltando somente um ou outro escritor de apoio, o membro da trindade original, meu favorito, Mr. Brad Falchuck. Fico a pensar como tantas cabeças juntas podem fazer tantas desgraças? Tentando mostrar seu lado democrático, Murphy diz que seus colegas criativos o ajudarão a escolher aqueles que mais os “estimulam” a escrever um personagem novo.

Ressalve para o prêmio “Sou Poser de Glee”, afinal das cinco canções escolhidas, quatro já estiveram em Glee e ninguém nem ao menos sabia disto. SHAME!!!!

Lily canta “Son of a Preacher Man”, canção de Dusty Springfield, que só me faz lembrar da versão de minha amada inglesa, Ms. Joss Stone. Considerando que esta não é uma das músicas mais fáceis de se cantar, não se pode negar que a Bitch Mae fez um excelente trabalho, totalmente a vontade no palco, pois se ela acerta os nervos com sua personalidade, acerta no resto. “Woman you CAN sing, damn you”.

Michael canta “Girls Just Wanna Have Fun” e parece que fazem de proposito ao creditarem a versão Cory Monteith e não a Greg Laswell, o cantor responsável pelo cover melódico deste grande hit de Cindy Lauper, mas enfim, o guri fez uma honesta e natural rendição, mas ainda não consegue quebrar a sensação de sono que sinto ao olhar pra sua Babe Face.

Ali canta “Here’s To Us” que naturalmente a deixou exposta em alguns alcances vocais, alcances que sabemos que só Ms. Michele, durante o solo de Rachel nas Regionais conseguiu atingir. Ainda assim a batalha e a energia contagiante desta guria a coloca merecidamente na competição.

Blake canta “I’m Still Standing” que graças não escolheram pra Ali. Mostrando uma personalidade mais descolada e brincalhona, o estrelinha da temporada se movimenta bastante pelo palco, inclusive arrisca alguns passos de dança, estes que arrancam sorrisos dos presentes e por fim, vocalmente também faz um bom trabalho.

Aylin encerra as apresentações do Bottom 5, cantando a poderosa “Figther”, que fico feliz que alguém envolvido com Glee tenha feito o mínimo de jus a uma das melhores, senão a melhor canção da Xtina Aguilera. A turca prova mais uma vez que é a competidora mais voraz dentre todos ali presentes e me ganha de vez, como talvez nunca tenho conseguido até então. BRAVA!

Dividindo o peso da responsabilidade, Murphy começa a debater com seus colegas escritores e mesmo com opiniões repartidas, acredita que precisarão eliminar mais de uma pessoa esta vez, o que resulta na seguinte pergunta:

“We should pick a star or someone that has never been on the show?”

Aqui fica evidente, pois os únicos que preenchem este perfil são Blake e Aylin, os dois que desde o inicio dispararam como os favoritos ao título. Considerando que Glee é um programa extremamente comercial e que já perdera sua proposta inicial, a escolha segura seria escolher uma estrela, até porque bate de acordo com o que a própria FOX deseja para esta temporada, mas concordo quando Roberto, que diz que Aylin pode aguçar a curiosidade de diversos jovens, estes que não entendem muito bem a cultura muçulmana.

A eliminação desta vez não é nada chocante, saindo aqueles que devem realmente sair, inclusive que duraram até demais como já reforcei em todos meus reviews. Michael e Lily são eliminados, deixando Ali, Aylin e Blake para disputar o tão sonhado prêmio, trio que mostra um equilíbrio nos quesitos potencial pra estrela, impacto sócio-cultural e exemplo de vida.

Só podemos esperar que esta final seja justa e que prove, como se que irá, que será mil vezes melhores que a patifaria do ano passado.

13 thoughts on “The Glee Project (2×10) – Actability

  1. Finalmente um episódio de TGP decente. Desde a saída da minha amada (que deveria estar no lugar de Ali no top 3) tenho estado muito descontente com Glee Project.
    O tema desta semana foi realmente interessante, algo que eles já deviam ter feito há muito, ou então dar-lhe mais importância em TODOS os episódios, afinal, um videoclip não mostra assim tanto a capacidade de atuação dos concorrentes como fazer uma cena a sério.
    Pela primeira vez fiquei contente com a prestação de Michael, acho que ele se safou bem (sim, eu também fiquei fora de mim quando ele estava a escrever tudo no caderno, até parecia que ele nem estava com atenção a ela. Se fosse eu estava sentado em cima dela a babar-me… come on, it’s Dianna Agron!)
    Gostei da ideia de Bottom 5, achei bem todos merecerem lutar pela oportunidade de estar na final, e para o júri e os escritores avaliarem quais devem estar na final.
    Não podia estar mais feliz com a decisão final deles (podia, mas não há nada a fazer quanto ao meu descontentamento… Nells <3). Lily e Michael não deveriam estar na final, e ainda bem que Ryan e os outros se aperceberam disso. Michael, por razões óbvias, já devia ter saído há muito tempo. Lily não deveria ir à final simplesmente porque os outros são melhores que ela, são um pacote mais completo.
    Qualquer um que vença na próxima semana, ficarei satisfeito, mas torço essencialmente por Blake e Aylin. Blake conquistou-me logo em Edge of Glory, pensei logo: este vai já para a final! Aylin conquistou-me pouco a seguir. Eu no início não gostava dela, mas a partir de Sexuality apaixonei-me pela sua maneira segura e forte de ser. Ali também me vem conquistando pouco a pouco. Ela sim, evoluiu. Começou sendo uma concorrente insignificante até se mostrar uma atriz capaz, apesar da sua voz não ser a melhor.
    Quanto ao vídeo, é dos mais bonitos de TGP, está muito emocionante e as atuações estão fantásticas. Medalha de ouro para Blake, que esteve divinal nas gravações!
    E espero ansioso para ver a grande final! Já vi o vídeo e estou um bocado desapontado, o do ano passado era muito melhor, tanto a música como o vídeo, e neste os antigos concorrentes nem sequer disseram um what's up? como no ano passado… Mas ok, I can deal with it…
    XOXO

    • FINALLY meu caro, FINALLY!
      Estou realmente muito tensa, mas acho que esse TOP 3 é o que deveria ser, apesar de AINDA estar revoltada com a saida da Shanna, mas não tiro o merito jamais de Aylin, Ali e Blake e entendo o amor e a tristeza por nossa Nellita, mas ela não ia conseguir sobreviver até este ponto.

      Agora é esperar as trollagens da finale, pq sabemos que surgirão MTAS.

      Bjaooo

      • Sim, o top 3 é realmente satisfatório, não é como no ano passado *cof cof* Alex *cof cof* (bem, mas ele até se saiu bem com Unique).
        Talvez tenhas razão com Nellie, ela talvez não iria conseguir chegar tão longe, mas para minha felicidade, é muito provável que ela ganhe o prémio de fan favourite!
        Eu não aguento, vou ver a finale em live stream, estou bem ansioso para ver as reviravoltas que isto vai ter!

  2. Episódio realmente muito bom, valeu a pena cada segundo, principalmente por ver minha Aylin brilhar…

    Não vejo muita graça no Blake, mas seía até interessante um personagem para este em Glee, Ali faria uma dupla incrivel com Artie e Aylin poderia representar um papel totalmente novo na série.

    Por fim, quero que Aylin ganhe, mas se outro ganhar ficarei por satisfeito,,,, Muito mais satisfeito do que com o final da temporada anterior.

    Atts

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s