Feliz Dia dos Pais


Sei que nas terras lusitanas este tão merecido dia foi celebrado em março, mas aqui no Brasil, o segundo domingo de agosto é dia de comemorar junto a uma das pessoas mais importantes da vida de qualquer ser,seja real ou fictício. Hoje é dia de agradecer os Pais, aqueles seres guerreiros e protetores, que por vezes parecem indestrutíveis, mas que no fundo no fundo possuem um coração imenso, este que daria aos seus filhos e filhas num piscar de olhos. Em mais esta coluna, alguns membros da equipe escolheram aqueles indivíduos que dentro do mundo das séries mais nos emocionam e merecem por fim o titulo merecido. Apesar de poucos exemplos, esta lista não teve a presentes exclusiva dos homens, mas também de alguns núcleos familiares, que de tão unidos, servem como um só membro.

Meredith Grey & Derek Shepard por Denise Almeida

Estes dois, além de serem o casal principal e querido de Grey’s Anatomy, representam também todos aqueles que ou não podem ter filhos ou, mesmo tendo os seus, querem dar um lar e amor a uma criança. Durante a série assistimos os obstáculos e luta por que os dois passam para conseguir Zola e as dúvidas que sentem, e acredito que também o sentem muitos pais, quanto à capacidade de se ser um bom pai. No fim a união entre os dois vence por amor a esta criança. Aqui fica o exemplo de uns pais, que embora não sendo biológicos, amam muito a sua filha e, à semelhança desta, acredito que muitas crianças podem ser felizes graças a pais assim.

Harry Morgan por Dinis Pereira

“Que tipo de pai é que ensina o filho a ser um assassino?” é o que pensamos logo no início quando o tema é a relação entre Harry Morgan e o seu filho, Dexter. Mas por trás disto tudo, Harry é um grande pai, ajudando Dexter com o seu dark passenger. Morgan Jr. era uma criança muito abalada com o que aconteceu à sua mãe, e ele poderia causar grandes males a si e aos outros, no futuro. Harry ensinou-o a proteger-se e a apenas matar quem mata, com um restrito código, que, inclusive, o impede de ser apanhado e preso. Acaba por ser uma belíssima relação entre pai e filho, a dedicação de Harry para proteger o filho, que ainda por cima é adotivo.

 

 

Tammy & Eric Taylor por Filipa Silva

Não podia deixar de falar de Tammy e Eric Taylor, para mim os melhores pais que passaram pelo mundo das séries. Julie podia sentir-se uma felizarda. Tammy antes de ser mãe era a melhor amiga de Julie, a quem esta podia recorrer perante qualquer adversidade, sabia que ia encontrar sempre os conselhos corretos e acima de tudo compreensão. Do outro lado Taylor tinha sempre um discurso de levar as lagrimas aos olhos. Tammy e Taylor completavam-se e formaram durante as cinco temporadas de Friday Night Light o casal perfeito e uns pais exemplares. Um dos melhores momentos da série reside na interação entre estes três elementos, numa fase conturbada para Julie, os discursos e todo a emoção envolvente continua a fazer parte das memórias mais marcantes da série. Sem dúvida deixam muitas saudades aos fãs da série.

Burt Hummel por Mary Barros

Nem todos os filhos tem o privilégio de receber como presente de formatura, seu pai a dançar desajeitadamente o hit “Single Ladies” da Beyoncé. Desde o momento em que Kurt saíra do armário no inicio da primeira temporada, ficou evidente o quanto estas duas personagens iriam mudar todos os paradigmas dentro da televisão atual. Quando conseguiríamos imaginar um pai a bater a mão no peito com os olhos marejados de emoção a dizer “I”M PROUD OF MY SON”. Tamanha hombridade o fez proclamar com sinceras palavras quão mais homem se tornou após o fortalecimento de sua relação com o filho. Família Hummel sempre será a alma e coração dos relacionamentos apresentados em Glee.

 

 

Michael Dawson por Well Fernandes

Muitos questionarão minha escola para homenagear nos dias dos pais, porém, apesar de não ser fã do personagem, admiro o que este sacrificou e os atos que teve de fazer em nome do seu amor por seu filho, Walt. Alguns podem até julgar seus assassinatos e os seu suicídio como atos egoístas, porém diriam que são apenas atos desesperados, atos que comprovam a humanidade dos personagens que Lost nos apresentou. É fácil dizer que se sacrificaria de várias formas pela segurança, pela vida e pelo amor de seu filho, o difícil é realmente se sacrificar e Michael fizera estes sacrifícios.

Menções Honrosas: Lorelai, Norah Walker, Karen (OTH), Nathan Scott, Sandy Cohen, Walter Bishop e Dexter Morgan.

One thought on “Feliz Dia dos Pais

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s