Casa Palpita Emmy’12: Melhor Ator/Atriz Coadjuvante Comédia


Falando em Comédia, como não recordar da sem sal cerimônia de 2011, esta coordenada por ninguém menos que Jane Lynch. Este ano o Emmy conta como o apresentador Jimmy Kimmel, então vamos ver como será sua condução.

Categoria coadjuvante em série comédia nunca sofre muitas alterações de ano para ano. Tomado pela hegemonia de uma certa família, alguns novos e merecidos nomes surgem…..

...:: Melhor Ator Coadjuvante Comédia

Indicados:

Ed O’Neill, Modern Family
Jesse Tyler Ferguson, Modern Family
Ty Burrell, Modern Family
Eric Stonestreet, Modern Family
Max Greenfield, The New Girl
Bill Hader, Saturday Night Live

A saída de Jon Cryer, que agora ocupa o cargo de protagonista em Two & A Half Men deixou uma vaga em aberto, que é mais do que óbvio que seria dele caso Charlie Sheen ainda estive na série.

Quem será o vencedor: Modern Family levou pelos dois últimos anos, com Eric e Ty respectivamente. Considerando a fama da série em abocanhar todos os prêmios a que concorre e o modo operante do Emmy em jogar no “certo”, Ty Burrel tende a ser o frontman este ano, apesar de piamente acreditar que não estivera em seu melhor ano. Max Greenfield é o queridinho da vez, tanto do público de New Girl, quanto da crítica e considerando o fator novidade, é o segundo na corrida. O’Neill e Ferguson ficam de plano de fundo dentre os demais membros da família e por não acompanhar SNL, pouco consigo opinar sobre Hader.

Quem merece ser o vencedor: “Who’s that Girl…..It’s Schmidt”. Max Greenfield roubou a cena durante toda a temporada de estréia de New Girl e mesmo com a série tendo todos os defeitos imagináveis de construção de personagens e trama, o desenvolvimento de Schmidt, este excêntrico e neurótico ex- gordinho, foi uma das maiores alegrias do fall passado. Suas escapadas e peripécias devido a seu relacionamento com a bela Cece, somadas a sua impecável interação com as demais personagens, sem exceção, renderam hilários e nada convencionais momentos e nem mesmo a estrela e jeito patetão de Zooey Deschanel, foram capazes de tirar seu brilho.

Quem merecia ser indicado: Dois nomes pipocam facilmente: Neil Patrick Harris e Joel McHale. O primeiro é uma das razõs que ainda mantêm HIMYM em pé e o segundo, bom este é o lead man de Community, porém o pouco caso das premiações com a série nem valem mais a pena gastar saliva.

…:: Melhor Atriz Coadjuvante Comédia

Indicadas:

Mayim Bialik, The Big Bang Theory
Kathryn Joosten, Desperate Housewives
Julie Bowen, Modern Family
Sofia Vergara, Modern Family
Merritt Wever, Nurse Jackie
Kristen Wiig, Saturday Night Live

Algumas alterações ocorrem este ano, todas estas ao meu ver justas, seja por tratarem de despedidas ou simples merecimento. Nada se espanta a exclusão de Jane Lynch, afinal se teve algo sem graça, pé e nem cabeça, foi a s”construção” de sua personagem durante toda a terceira temporada de Glee.

Quem será a vencedora: Aqui arrisco dizer que a disputa fica entre Julie Bowen e Sofia Vergara, mas considerando que Bowen levara ano passado, pode ser que a academia resolva jogar seguro, premiando-a novamente, o que assim como seu marido em cena Ty Burrel, não seria lá muito justo, pois este foi de longe seu melhor desempenho. Menção honrosa a Kathryn Joosten e o último ano de Desperate Housevies, lembrando que este é uma indicação póstuma, afinal  Joosten falecera mês passado, ou seja, nem pode celebrar em vida sua indicação.

Quem merece ser a vencedora: Mayim Bialik saiu do anonimato, onde somente os mais atentos lembrariam de seu rosto, quando fora protagonista da série dos ano 90, Blossom. Num curto período ganhou credibilidade, reavivando a dinâmica um pouco desgastada dentre o elenco fixo e sua Amy Farrah Fowler tem merecimento pelo simples fato de fisgar, mesmo que da maneira mais excêntrica e sem contato físico,  o ser mais assexuado até então existente na face da terra.  Mesmo com o Sr Bazinga a repetir durante muito tempo  “She’s is a girl, she’s my friend but she’s not my girlfriend”, seu relacionamento com ele somados a sua obsessão por Penny, a fazem merecedora nesta categoria.

Quem merecia ser indicada: Se os senhores(as) responsáveis pelas indicações do Emmy tiveram a capacidade de indicar Matthew Morrison em 2010, porque não indicar Naya Rivera este ano? A acidez, irreverência e ao mesmo tempo vulnerabilidade de Santana Lopez deram tom a diversos momentos durante mais uma bipolar temporada da dramédia musical da FOX, claro na minha humilde opinião de Glee Mamma, esta que anda bem divorciada com a série, por assim dizer.

E então, muito previsivel ou será que teremos grandes surpresas? Quem será a grande zebra? Qual foi a grande ausência este ano?

Artigo preparado por: Mary Barros

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s