The Glee Project (2×06) – Fearlessness


“Only Thing We Have To Fear Is Fear Itself”  – F.D Roosevelt

Sei que estou meio que atrasada, já tivemos outro episódio fora este, mas vamos lá recuperar o tempo perdido, muito deste por que meu estômago, horas de sono mal dormidas e coisas no trabalho que me impediram de aparecer antes. Como Abraham mesmo disse, chega a fase do  “Go Big or Go Home”, ou seja, neste terão “vencer/desafiar seus medos e limitações”, por isto o “Fearlessness” (mais um bizarro nome de episódio por sinal).

Existe pessoa mais apropriada como mentora do que Jane Lynch? Bom, pelo menos a boa e velha Sue Sylvester costumava ser uma “Woman Without Fear” e esta bem sabia tacar o terror pelos corredores do McKinley, mas o objetivo aqui não é este, alias nem eu sei ao certo qual é, mas não é despertar o medo e sim vencê-los. Confusões a parte, a lição de casa foi uma difícil canção de reggae (??) com umas pegadas de rap, escolha péssima e mais aleatória por sinal.

Lembrar da Shanna a esquecer a canção de Alanis no episódio “Adaptability” foi uma coisa, agora Nellie não possui a mesma desenvoltura em suas performances e o erro ficou perceptível. Enquanto isto Blake mostra um lado mais descontraído e agressivo (num lado positivo) e tanto Aylin como Lily mostram que estão ali pra vencer, chamando bastante atenção de Jane, que no fim acaba por nomear Lily como a vencedora aquela semana.

Com o anúncio do revival mash-up “Hit Me With Your Best Show/One Way or Another”, TGP tem a responsabilidade de recriar a cena, esta que marcou durante a Season 3 de Glee um dos combates entre o New Directions e as Troublettones. Chega a fase dos aspirantes a loser serem testados e ao ver da produção, não há melhor forma do que levar um banho slushies. Criando então uma guerra de raspadinhas na beira da piscina, porém com exceção de Nellie, todos parecem adaptar-se com a ideia de gravarem o vídeo usando roupas de banho, sejam maiôs para as garotas, sejam sungas para os garotos.

Durante as gravações de estúdio Charlie novamente se perde em seu mundinho, deixando-se levar pela presença dos colegas aka Aylin na sala ao lado e isto novamente tira Nikki do sério. Outro que se debate nas cabines é Michael, novamente por problemas de tom, afinação e o fato de sempre parecer transformar suas ações em sentenças matemáticas, ou seja, está sempre a pensar demais.

Nellie preocupa cada vez mais os supervisores, principalmente Eric que precisa dedicar-se exclusivamente nas tomadas individuais dela, afinal eles tem tido cada vez mais dificuldade de prepará-la, o que Zach mesmo sinaliza que parece que sempre tem algo que segura seu potencial. Enquanto isto o romance de Charlie e Aylin se consolida, provando que os dois não iam mesmo conseguir se largar, o que leva ao primeiro beijo dos dois, pelo menos mostrado a nós.

Um momento em impactou bastante foi quando Ali opta em gravar sua parte no take do slushie, porém como já havia dito, o fato de ser cadeirante reduz sua capacidade de aguentar baixas temperaturas, o que a fazer gritar um pouco, mas a pequena prova-se uma verdadeira guerreira, colocando um sorriso no rosto, dando um mergulho na piscina.

Pela primeira vez durante as filmagens Aylin se desconcentra, sorrindo inapropriadamente, principalmente por ser mais do que óbvio que ninguém em sã consciência sorriria enquanto leva uma raspadinha mega congelante no rosto. Após sua sessão “One on One” com Lynch, recebendo só elogios de sua personalidade forte, Lily solta às garras com seu jeito imponente e valentão, disparando a mangueira na cara de todos seus colegas competidores.

Nellie sempre foi minha competidora favorita, desde que ouvi sua roca e diferente voz no vídeo de “Edge of Glory”, porém mesmo sendo a participante que mais se debateu consigo mesmo, percebi que não consigo critica-la, pois me identifico com sua personalidade, afinal tive muito e às vezes ainda tenho esse modo operante de “segurar meu potencial”, deixando-me levar pela insegurança, sem contar que sempre parece que existe algo a “segurar”. Salvaram o lado dela novamente, colocando-a pra contracenar com Blake na piscina, mas mesmo assim isto não a tira da zona de perigo.

Robert, Nikki e Zach destacam que as grandes MVP (Most Valuable Player) naquela semana foram Lily e Ali, pois ambas tiveram garra, força e conseguiram se impor as diferentes e não tão favoráveis situações. Shanna, Blake e Abraham são chamados de volta também, restando Aylin, Charlie, Nellie e Michael entre os menos. O pequeno matemático é salvo apesar de novamente ter dificuldades vocais, restando então o casal ternurinha e Nellie no Bottom 3.

Aylin parece nem se importar com o fato de estar entre os menos três, talvez por ser segura de si e também por imaginar que entre ela, Charlie e Nellie, ela é a que tem menos chances de ser eliminada, o que é óbvio pra todos. A rapariga turca faz um belo trabalho com “Take a Bow” – novamente escolhem um solo de Rachel pra ela apresentar na berlinda – e além dos olhos emocionados de Zach, a Gazela Murphy diz que ela pode se tornar uma “game changer” em Glee, alguém que até então nunca tiveram e que o publico poderá se identificar. Será mesmo?

Nellie vem logo em seguida cantando “If I Were a Boy” e mais uma vez emociona a todos com seu timbre e alcance vocais, porém tudo muda quando Zach toma a frente e diz “Cansei de protege-la, pois a impressão que tenho é que nós que estamos a implorar que você pertença a Glee não ao contrário”. Com este comentário, fica clara a dificuldade que têm como “profissionais” em manter alguém que sim é uma ótima cantora/artista, porém não possui a força ou chama necessária pra provar que seria uma grande adição a série. Nellie é a perfeita underdog, porém precisa resolver outras coisas consigo mesma antes de dar este grande passo.

Charlie tornou-se uma caricatura como jamais vimos no programa, porém assim como Gothan City não precisava de um herói ao final de “O Cavaleiro das Trevas”, o grandalhão empolgado tornou-se o que posso chamar de “Anti-Heroi Gleekiano”, ou seja, possui diversos requisitos que o fazem um bom candidato, porém Glee não precisa de alguém como ele agora. Ganhando a deliciosa “It’s Not Unusual”, Charlie assume riscos novamente, brincando e improvisando durante toda sua performance, chegando até a assediar o painel de jurados. Não acredito que sua personalidade seja tão difícil assim – nada como umas orientações aqui e ali – mas acredito sim que seu jeito criativo, afobado e um pouco “fora da caixa” assusta Gazela e suas Gazeletes e é por isto que o rapaz é cortado, ao meu ver claro.

 

Artigo escrito por: Mary Barros

6 thoughts on “The Glee Project (2×06) – Fearlessness

  1. A saida neste epsiodio nao foir muito surpreendente, o charlie tinha estado nas ultimas semanas nos ultimos 3.
    A historia das inseguraças da Nellie começa a irritar um bocadinho, e penso que não estará lá muito mais tempo.

    As minhas apostas para as proximas saidas são Nellie, Michael e Abraham

  2. Bem, acho que já me conformei que esta temporada tem um melhor lote de concorrentes do que a temporada passada. Sorry, Lindsay!
    De facto, a escolha da música do Homework Assignment não foi a melhor, mas mesmo assim foi divertido de ver. Destaque para Aylin, que no início não dava nada por ela, mas vem ganhando o meu coração, sendo agora das minhas favoritas à vitória final.
    Nellie being Nellie. Ela é a minha favorita, aliás, de todos os concorrentes de TGP até hoje, acho que Nellie é a melhor. A mais Glee de todos. Ela é sem dúvida aquela que todos, ou quase todos se podem relacionar, uma pessoa tímida e cheia de inseguranças quanto a si próprio. Mas de Nellie vou comentar mais no comentário do próximo episódio.
    O vídeo ficou bastante bom, entrou também para o meu top. Gostei da fearlessness de Ali, que foi a que mais se demonstrou à altura do tema do episódio.
    Achei que Abraham e Michael não se destacaram, para variar. Estes não tem muito mais para dar, e dou-lhes pouco mais episódios. Mas estamos a falar de Ryan Troll Murphy, por isso, não me espantava nada que ele trouxesse Tyler de volta e o coroasse vencedor, por exemplo.
    Este provavelmente foi dos bottom 3 mais difíceis de todos. Mas concordo com a decisão. Aylin esteve fantástica em Take a Bow ( eu sou grande fã de Rihanna, por isso sou muito julgador quanto a covers, e quando digo que é bom, é porque é mesmo bom), acho que acentou melhor na voz dela do que na de Lea Michele, por muito que goste dela. Nellie esteve soberba como sempre, tão emocionante, tão cativante.
    Charlie, dos 3, era quem merecia sair. Afinal já esteve no bottom 3 umas 4 vezes, e sempre pela mesma razão: ele não é muito profissional. Afinal, o vencedor deste reality ganha um emprego, e isso não é brincadeira. Um emprego exige profissionalismo e dedicação, por isso compreendo o motivo de saída de Charlie.
    Apesar disso, foi das saidas mais tristes da história do TGP, perdendo para a de Cameron na temporada passada (e para outra que ainda não posso falar #spoiler). Estava a gostar de ver a relação dele com Aylin, é divertido ver estas histórias dos backstage, como os concorrentes interagem uns com os outros.
    Espero ansioso pela review do próximo episódio, que tenho muito que desabafar!
    XOXO

  3. Haha, Charlie foi eliminado porque poissuiamais criativadade do que Ryan Murphy… A Gazela não aceita concorrência!

    Os problemas de Nelle estão por irritar, e Ayilin continua sendo a minha linda e minha favorita.

    Lily está por se tornar mais suportável.

    Atts

  4. Eu gostei bastante do episodio, e tambem concordo com que o Charlie foi o que esteve menos bem do bottom 3. Uma coisa que nao percebo e como e que a Nellie e uma das favoritas dos fas. Sim canta bem, mas quem e que ali nao canta? Para mim a Nellie nao se aguentava na serie. Como ja disseram e muito insegura, durante toda a semana o unico sitio em que ela brilha e quando vai cantar para o Ryan ( e ja foi umas quantas vezes). Ela pode ser uma underdog, mas aquilo e um trabalho, e para mim ela e boa cantora, mas nao actriz.

  5. Eu adorei esse eps!!!

    Fiquei louco com meus 3 preferidos no final =(
    Não queria que nenhum deles tivesse saído.
    Nellie e Ayillin❤

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s