Hell on Wheels – 1ª Temporada (2012)


Western é um gênero clássico da cultura norte-americana, estes uma vez já dominaram os livros, os cinemas e até mesmo a televisão. Porém este é um gênero que não sobreviveu ao tempo, não conseguiu se modernizar e ficou perdido na memória dos mais velhos. Houve diversas tentativas, tanto no cinema quanto na televisão, de reviver o clássico faroeste no cinema, receberam bons elogios da crítica, mas não faturaram na bilheteria. Na televisão houve algumas tentativas de modernizar o gênero, a mais recente sendo a ótima Justified, porém esta ainda não consegue mostrar a essência de um gênero que marcou época. Visando ocupar este grande espaço que há na cultura televisiva da atualidade, a AMC nos apresentou Hell on Whells na última temporada, uma série que remetia a antigos faroestes e que prometia trazer os tradicionais bang-bang para uma geração que o desconhecia. Porém, infelizmente, Hell on Whells não conseguiu captar o espírito de seus ancestrais e fora mais uma das grandes decepções que o ano passado nos apresentou.

 Já deixarei claro logo de inicio, Hell on Whells não é uma série ruim, mas sofre bom oferecer uma qualidade abaixo da esperada. Só do fato de pertencer a AMC, já é criada toda uma expectativa, toda uma esperança de que a emissora responsável por Breaking Bad e Mad Men nos apresente uma série épica. Depois vem o fato de que amantes do gênero estavam há tempos a espera de uma série que representasse o tradicional faroeste, que mostrasse os tradicionais duelos, os bares e todos os costumes de uma época. Depois damos segmentos a trama, que apesar de parecer ser centrada na vingança, poderia explorar um lado mais crítico, explorar as conseqüências da guerra civil americana e o desenvolvimento da América.

 A qualidade de Hell on Whells é encontrada em alguns momentos, poucas vezes por todo um episódio. A série apresentou um piloto interessante, porém se perdeu nos próximos episódios, apresentado um desenvolvimento lento, não aproveitando os elementos que deveriam ser aproveitados. Porém a produção da série é de encher os olhos, encontramos uma fotografia belíssima, cenários enormes e uma boa retração da época em que a trama se passa. Apesar do roteiro e de algumas tramas não convencerem, estava nítida a tentativa da série em ser grande, os diálogos foram bem escritos e nos grandes momentos a série soube brilhar. Porém ficou por faltar aquela fagulha, aquele elemento que torna a série especial e única.

 A série também pecou em não utilizar-se do universo faroeste. Houve muitas trocas de tiros, apareceram os índios e até mesmo as prostitutas, porém senti que nada funcionou como um tradicional faroeste. Senti falta dos tradicionais duelos, das rivalidades e dos grandes conflitos. Sim, houve grandes conflitos, porém faltou a estes uma magnitude que os destacasse e que destacasse a série em si.

 Mas o principal defeito da série fora a trama. A série não soube explorar as fortes possibilidades de boas histórias que sua trama possuía, apelou para questões étnicas e sócias, a parte religiosa não fora devidamente trabalhada e tudo ficou muito aquém dom que poderia ter sido. A trama não teve uma sustância, não fora concreta e por vezes se mostrava demasiadamente parada, pecando no desenvolvimento da mesma e dos personagens.

 Os personagens da série foram o que mais saíram prejudicados devido às diversas falhas que a trama apresentou. Durant, Lily e Cullen mostraram um grande potencial, são os protagonistas da trama , porém o excesso de histórias que a temporada tentou abocanhar os prejudicou, dando-lhes atenção apenas ao final da temporada. Os demais personagens apresentaram tramas básicas, algumas chegaram a serem irritantes e a mostrar-se sem serventia alguma. Outro personagem que se mostrou interessante no decorrer da temporada fora Sweden, porém fiquei com a impressão de que este poderia ter sido muito, mas muito melhor.

 Volto a lembrar, Hell on Wheels não é uma série completamente ruim, apenas está abaixo das expectativas que lhe foram criadas. Estava demasiadamente aguardando a série e quando me deparei com a qualidade que esta apresentou fiquei um pouco decepcionado e todos nós sabemos o quanto ficamos rancorosos com séries que nos decepcionam. Vou dar uma espreitada na segunda temporada, na esperança de que a série finalmente alcance a qualidade que um dia prometeu nos apresentar, mas não carrego muitas esperanças, não quero deparar-me com a decepção novamente.

 

Artigo preparado por: Well Fernandes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s