True Blood (5×05) – Let’s Boot and Rally


As sombras começam a ganhar formas. A luz começa a ganhar densidade. A vida começa ganhar uma razão e a história começa a ganhar o seu conteúdo. Este quinto episódio traz o desenvolvimento que seus anteriores ficaram nos devendo, nos mostrando, definitivamente, o que devemos esperar desta quinta temporada de True Blood. E sim, meus caros, podemos esperar que muita coisa boa irá nos ser apresentada.

 A missão principal de Let’s Boot and Rally fora cumprida com êxito. A partir deste momento já temos um total conhecimento sobre quais tramas serão trabalhadas nesta temporada e quais serão os personagens que serão mais explorados. Aos poucos alguns personagens estão por ter suas tramas conectadas, o clima que a série está por transmitir é reconfortante e nos deixa livres para criar ou não expectativas. Este episódio pode até ter tido um ritmo lento, porém fora um ritmo crescente, que fizera meu coração palpitar a cada segundo e quando chegamos aos momentos finais já não me agüentava de ansiedade. Enfim, senti que posso confiar no rumo desta temporada e nas suas tramas.

 Até os personagens menos interessantes conseguiram chamar a minha atenção com suas tramas. Claro que estou por falar de Sam, Andy e Jason, que de uma forma ou de outra possuem suas tramas conectadas a partir deste episódio. Já descobrimos a razão dos assassinatos e até mesmo quem fora os autores dos mesmos. Estamos por falar de um grupo de humanos que resolveram se opor a qualquer que seja a entidade sobrenatural que esteja perante eles e estes prometem trazer um pouco de ação para a temporada, uma vez que já mataram dois amigos de Sam e sua namoradinha, a bela Luna. E vale lembrar que Sam está a beira da morte.

 Porém ainda não sei de que lado Jason irá ficar perante tal grupo. Será que este irá agir como um oficial da lei ou será que este agirá como um garoto que ainda sente a morte de seus pais e deseja vingá-la? Está óbvio que a duvida que Hadley implantou em sua cabeça está por consumi-lo e talvez seja a resposta para esta dúvida que guiará a nova direção que o personagem pretende seguir.

 Uma trama que estava demasiada para e sem significância era a de Terry, porém as coisas fluíram de uma maneira mais energética e interessante e neste episódio conseguimos obter algumas respostas. Confesso que fiquei deslumbrado quando tudo se revelou ser uma grande maldição, que Ifrit, um demônio, fora invocado para matá-los junto com seus entes queridos como vingança pelos inocentes que o grupo assassinou. Sim, a história é ótima, porém não vejo como esta pode se conectar com as demais tramas da série, não sei como esta poderá atrair os demais personagens da série.  O universo mitológico dos demônios elementares é demasiadamente profundo para que esta seja tratada apenas como uma trama casual para ocupar espaço na temporada.

 Partimos então para Tara. Sua química com Pam está realmente favorecendo a personagem, gostei também de sua amizade inicial com Jessica, mas o roteiro sempre encontra uma forma de nos fazer odiar a personagem e não fora diferente neste episódio. Mesmo depois de toda sua conversa com Jessica, Tara ainda assim resolve dar uma chupadinha em Hoyt, esquecendo-se que um dia este já pertenceu a bela vampira ruiva. Estranhei a força com que Tara enfrentou Jessica, uma vez que esta é um pouco mais velha do que Tara, deveria também ser mais forte, mais rápida, porém tivemos uma briga que pareceu ser de igual para igual. Será que a raiva de Tara a torna ainda mais forte? Ao que tudo indica esta briga não encontrará o seu final por aqui.

 Lafayette apresentara o momento mais confuso do episódio. O que fora aqueles santinhos falando e aquela cabeça de Jesus? O pior ainda fora quando tudo envolveu a mãe louca do personagem. Não sei qual a intenção da trama, mas sei que não vejo muito futuro para o brujo de Lafayette.

 As melhores partes do episódio fora protagonizada por Sookie e seus três machos. Toda a busca por Russel fora eletrizante, assustadora e misteriosa, mantendo-me preso a cada segundo que se passava, a cada nova descoberta, a cada novo passo que os personagens davam em direção ao desconhecido naquele assustador hospício. A série definitivamente deveria investir em mais cenas semelhantes a esta, com um humor ácido, diálogos fáceis e uma grande tensão no ar. Outro fator que gostei fora o clima bem humorado que estava presente entre o quarteto, não houve grandes discussões sobre relacionamentos ou quem deve ficar com quem, os personagens se mostraram mais maduros e com problemas maiores.

 E um dos problemas maiores que está por circular os personagens principais da série é a Autoridade. Esta se mostra cada vez mais infiltrada por sanguinistas, uma vez que descobrimos que fora uma das chanceleres que libertaram Russel. Ainda há a possibilidade de ter sido Nora, porém estou cada vez mais propício a duvidar da lealdade de Salomé em relação a Roman e toda a crença da Autoridade.

 Agora com a volta de Russel e a inserção definitiva do vilão da temporada, está tem tudo para ser ainda melhor do que já fora apresentado. As tramas estão boas, nem todas pertencem ao mesmo nível porém ainda sim são todas aceitáveis, os personagens estão por mostrar um amadurecimento que deixa o roteiro mais dinâmico e menos infantil e a série está por buscar inspiração em seus primórdios para contar a sua história. Enfim, esta tem tudo para ser uma das melhores temporadas de True Blood, só espero que esta não se perca como aconteceu com as demais.

 More Blood:

 …:: “I Fucked up a fairy?”. Quote da semana por autoria de Andy Bellefleur.

 …:: O discurso final de Roman fora épico.

Artigo preparado por: Well Fernandes

2 thoughts on “True Blood (5×05) – Let’s Boot and Rally

  1. OMG OMG OMG!!!
    WELL OQ FOI ESSE EPS???????????????????
    NÃO CREIO!!!
    Um dos melhores eps que True Blood apresentou *-*
    Finalmente!!
    em 5 eps, essa 5 temp sambou e jogou fora o lixo que foi a 4ª temp AAAAAAA QUE FODA =)

    Oq foi os minutos finais??? PQP fodaaaaa
    Ansioso demais para o 6 eps *-*
    Espero muito que não esfrie em

    Nem consigo comentar direito, vc disse tudo!!!

    Minha Jess ARREBENTA ESSA VADIA!!!!!! AI CARAIU hauhsuahsuhasau
    Só faltou mais Pam no eps, pra ele ficar perfeito
    e tirar toda ladainha de Lafa u.u
    De resto, tudo fluiu bem e foi demais😀

    • Foi um episódio realmente bom né Mister Ander? O melhor da temporada até o momento.

      Os minutos finais foram realmente tensos hein… Fazia tempo que não ficava tenso assim com um episódio de True Blood.

      Bom, também sou totalmente TEAM JESS, esta tem que meter a mão na cara da chata da Tara e ensiná-la a não se meter com os machos da Jess.

      Enfim, vamos esperar para que os próximos não percam o ritmo e que esta temporada continue por ser esta louca e grande aventura.

      Atts

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s