Eureka (5×10) – Honeymooners


E a trilha para o desenvolvimento dos últimos episódios está por começar a ser criada. Entre lua de mel, cemitério maldito e jogo de espiões, este décimo episódio da atual temporada de Eureka é um misto total de sentimentos e aos poucos a sensação que tudo está chegando a um fim está por tomar conta daqueles que acompanharam a jornada desta série.

Honeymooners começou lentamente, apresentado histórias básicas e despretensiosas, para ser finalizado mostrando toda a intensidade que a série é capaz, brincando com o roteiro, com os personagens e com o telespectador de uma forma que ficamos fisgados a cada segunda na telinha.

O ponto fraco do episódio ficou na relação de Jack e Allison. Não é de hoje que sabemos o quanto ambos são diferentes e isto já fora explorado diversas vezes pela série e achei um pouco desnecessário explorar isso novamente durante a lua de mel dos personagens. Sinto que isto fora um desperdício de potencial, assim como o casamento deles. Mas tenho de confessar, fora uma trama leve e gostosinha, encontrei-me rindo diversas vezes pelos momentos cômicos que o casal estava por atravessar.

O casal mais fofo da série fora trabalhado de uma forma honesta e simpática, e de certa forma encontrei-me surpreendido pela forma com que a trama se desenvolveu. Quando assisti o promo do episódio estava a espera algo semelhante ao conhecido livro O Cemitério (Pet Sematary, Stephen King), que por sinal é um dos meus livros preferidos do autor, porém o que encontramos fora uma Holly que não sabia distinguir o que era real dos acontecimentos ocorridos na Matrix. Fiquei super contente ao final quando temos nossa verdadeira Holly de volta, finalmente tendo o seu pequeno momento inteiramente feliz com Fargo.

Houve dois eventos que mudaram drasticamente a trama da série: a ida a 1947 e a inserção da Matrix. É interessante ver como o roteiro encontrou uma forma de intercalar estas tramas e os personagens, montando o que aparenta ser o grande trunfo da série para esta reta final. Descobrimos após algumas coincidências que Grace trabalhava com Beverly e era uma das espiãs que o antigo xerife estava por investigar. Esta sim fora uma grande surpresa, mais uma ainda maior estava por vim e confesso que esta me pegou completamente desprevenido. O fato de que o antigo Henry também era um dos espiões fora surpreendente e pode trazer uma dinâmica interessante para os últimos episódios.

Enfim, estamos a três episódios do fim definitivo e Eureka está por se despedir com uma de suas melhores temporadas, senão a melhor. Espero que a série saiba manter o ritmo nesta reta final e que nos emocione com um lindo final feliz, pois a série, e todos os seus personagens, merecem.

Artigo preparado por: Well Fernandes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s