Jane by Design (1×14) – Second Chance


Deadline para a Donovan Decker. As decisões tomadas para a nova coleção feita exclusivamente para a Harrods chega ao prazo final, mas com um pequeno desvio no percurso. Jeremy abandona a empresa após ter sido desmascarado oficialmente por Jane. Imaginando que ela seria ludibriada pelas suas belas palavras, a jovem se mostrou bem decidida diante do bonitão. A adolescente realçou sua opinião sobre a traição dele e ofereceu uma condição para que o designer assumisse seus erros ou ela mesma faria isso. Claro que, o que a mais influenciou a tomar essa atitude, foi a fidelidade por Gray e a culpa de ter causado a demissão de India. Pelo menos, ela foi capaz de se posicionar contra o ocorrido.

Jeremy continua no seu limite de estress e mostra ter um caráter covarde ao optar por fugir. Por outro lado, India tenta agir como cobra e me espantou bastante seu comportamento nesse episódio. Imaginei que ela fosse conseguir prejudicar a apresentação e tudo mais, mas conforme desenvolvia o trabalho extra que Jane inventou, a fim de refazer os modelos desenhados pelo designer que pulou do navio, a personagem ficou bastante inteirada e feliz por fazer parte do que realmente gosta. Mesmo ao declarar que odeia Jane e suas decisões que favorecem Gray, de alguma forma, ela arregaça as mangas e mostra que pode ser superior no que faz. Jeremy passa a ser uma lembrança, uma lembrança que India quer tirar sangue assim que encontrar. Contudo, a vilã continuou a exibir sua faceta de víbora e permanece no aguardo para dar o bote e torturar Jeremy e Gray e, claro, Jane. Enquanto isso não acontece, ela ganha os créditos pela coleção ter dado muito certo.

Longe da vida glamorosa, Jane teve que lidar com um pouco da vida mundana de adolescente. Kate, a mãe, fixa residência na casa dos irmãos e começa a agir como uma mulher totalmente louca e sem escrúpulos. Ela fica confortável na casa, como se realmente morasse há muitos anos por lá, tenta paparicar os filhos e sempre muda de assunto quando é questionada sobre seus erros e os motivos do seu retorno. Não gostei muito da personagem, pois não suporto mães afobadas na ficção e que sabotam seus filhos. A única que se salva, na minha opinião, é Julie Cooper e morre aí. Kate os persegue na escola, fala e gesticula de forma exagerada, se comporta sem etiqueta e tenta mimar Jane e Ben, sendo que eles se criaram praticamente sozinhos. O fim do universo foi ela ter ido até à Donovan Decker durante o período de trabalho de Jane e ter aceitado o convite de Gray para a festa. Kate é bem hipócrita e a Quimby percebeu isso antes que fosse tarde. A assistente de Gray também conseguiu me tirar do sério com a fé cega na mãe, mas ela teve seus motivos até encarar a veracidade dos fatos. O que me preocupa é o fato de Ben e ela terem aceitado a presença de Kate por tempo indeterminado. Ou seja, deram uma segunda chance. Isso não vai dar certo, aguardem e comprovem.

Enquanto Jane enfrenta seus anseios por causa da mãe, seu caminho fica mais distante de Billy. Desde que a série voltou do hiatus, eles não interagem muito, e não sei dizer se isso é bom ou ruim. Billy passa mais tempo com Zoe, a busca em casa para levá-la para escola e eles se divertem nas horas vagas. Algo que ele costumava fazer com Jane. Não tiro o direito dele em se distrair e conhecer pessoas novas, pois a melhor amiga está em outra realidade e isso não mudará tão cedo até ela ser descoberta. Por estarem em caminhos separados, Billy fica com a nova parceira de aventuras sem medo de ser feliz e, pelo visto, Jane vai mesmo se envolver com Eli, e eu acho isso ótimo. Os dois precisam experimentar novos sentimentos e parar de alimentar algo que ainda não estão prontos para enfrentar. Zoe e Eli é um risco a ser tomado e fico feliz pelos dois personagens se realmente engatarem um namoro.

A parte mais engraçada, sem dúvidas, é Rita e Amanda. Rita arca com as consequências de ter chutado Ben e percebe que fez uma grande besteira ao ter feito isso. Amanda é contratada por Jenkins para ser professora de teatro e a presença dela será um inferno na vida de Rita. A beldade promete causar sérias dores de cabeça para a orientadora e isso vai ser bem divertido de se ver. Ambas declararam game on para ver quem consegue conquistar e ficar com Ben. Eu sou Team Rita, sem sombra de dúvidas. Imagino quais serão as investidas desesperadas de Amanda que, de fato, vai usar sua beleza. E Rita vai tentar ser sensual (ou não), mas vai ficar em cima do ex. Ela ainda tem créditos a mais que a loira, pois o irmão de Jane confessou que ainda não a esqueceu.

O episódio contou com a participação de Kelly Osbourne (o que é essa cor de cabelo dela, cheesus?) e uma bomba para Nick, que não poderá mais jogar devido a um ligamento no ombro. Mas o que importa é saber onde está Jeremy. Jane foi à procura dele, mas nem sinal de vida. Será que ele vai ficar embaixo da asa de Beau? Gray sabe da verdade e coisa boa não o espera quando retornar à empresa. E India? Vai continuar a querer vingança mesmo tendo sido bem-sucedida na Harrods? Esses dois ainda renderão histórias mirabolantes no futuro (e engraçadas).

Artigo escrito por: Stefs Lima

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s