Suits (2×01) – She Knows (Season Premiere)


Suits retorna, e em grande estilo!

“Retorno” é o termo perfeito para a season Premiere de Suits, pois ela teve todas as qualidades que destacaram a série de tantos outros genéricos jurídicos: o ótimo foco nos personagens, boa evolução narrativa e ótimas atuações. Com todas essas características, Suits retoma com a mesma qualidade que construiu, aos poucos, durante toda a primeira temporada.

Algo que me chamou a atenção em Suits é que, apesar de haver os “casos da semana”, o foco da série é a evolução dos seus personagens principais, sendo um episódio completamente conectado com o próximo, criando um senso de urgência muito grande entre episódios. Em Suits as ações dos personagens são importantes o suficiente para que apenas um episódio mude toda a dinâmica entre eles, sempre de forma crível.

Foi muito legal a série abordar diretamente os eventos da season finale, sem rodeios. Seria compreensível se a série optasse por retardar as conseqüências de Jéssica Pearson ter descoberto a verdade sobre Mike, mas trazer tudo a tona em apenas um episódio foi uma atitude muito corajosa. Toda cena inicial, com Mike chegando para jantar com Pearson foi muito boa, por demonstrar todo o medo que o rapaz tem da chefa, palmas para a atuação Patrick J. James e para o editor da série, que faz um trabalho ótimo nas transições e escolha da trilha.

Harvey é intimado a demitir Mike, mas não consegue fazê-lo, começando um jogo com Jéssica para conseguir manter o rapaz na firma. Esse jogo é muito bem amarrado pelos roteiristas, criando bons momentos (como quando Harvey usar Louis descaradamente) e diálogos.  Nesse ponto é que s série traz o grande sócio da firma: Daniel Hardman. Jéssica e Harvey tremeram na base só pela possibilidade do retorno de Daniel, o que é explicado durante todo o resto do episódio. Daniel é extremamente dissimulado e manipulador, me foi impossível identificar as emoções do personagem em nenhum momento. A cena em que Hardman assume seus erros perante todos, vencendo a chantagem de Harvey, foi um momento único. Palmas para David Costabile.

O caso da semana foi menor diante a importância do plot principal, servindo para mostrar facetas do Mike, que tenta emular a forma de Harvey de cuidar dos casos. É claro que tudo dá errado e a menina se aproveita da ingenuidade dele para tentar um acordo melhor, fazendo com que Mike perceba que essa sua forma de se importar com os clientes é seu diferencial, mas também é sua fraqueza. Essa conclusão faz sentido dentro do episódio, logo Mike vai ao encontro de Travis para ameaçá-lo, pois as coisas chegaram ao ponto em que não há mais volta. Mike está aprendendo que ninguém cresce sem alguns inimigos.

Harvey consegue manter Mike na firma, ameaçando sair caso seu pupilo seja demitido. Foi um ótimo dialogo por mostrar que, apesar de profunda, a relação de Harvey e Jéssica não é inabalável. Ela cede, pois com o Hardman no pedaço, ela não pode assumir as perguntas que a saída de Havey traria.

Com um equilíbrio entre tensões e alívios, Suits cria uma excelente premiere.

P.S: Donna é incrivel em todas as cenas em que aparece.

Artigo escrito por: Murillo Martins

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s