O Melhor da Temporada 2011/12


Nós, membros honorários da Casa de Séries, nos reunimos na busca de tentar entrar em um consenso sobre quais séries e atores se destacaram durante esta última temporada. Entre puxões de cabelo, arranhões, xingamentos e até alguma obscenidade, chegamos a uma conclusão e cá estamos para expressá-las para todos nossos queridos hospedes que fazem desta Casa o seu próprio lar.

Já aviso, alguns de vocês irão realmente quere puxar nossos cabelos e usarão palavrões jamais antes conhecidos para nos ‘elogiar’ devido ao resultado de algumas premiaçoes. Sem delongas, confiram abaixo nossa opinião sobre o melhor e o pior da temporada 2012:

Maior Decepção: Terra Nova (Fox)

 Não há como negar, Terra Nova fora uma decepção por completo. Até mesmo aqueles que não assistiram a série se sentiram decepcionado com o fracasso que esta representou. O que era para ser uma das maiores estréias desta temporada teve um fim precipitado, apresentou uma qualidade muito abaixo do nível esperado e não conseguiu aproveitar o que de bom havia em seu conteúdo.

Como uma trama sobre viagens no tempo e dinossauros se tornou uma entediante trama sobre uma família problemática e desinteressante? Terra Nova tinha a oportunidade de se tornar uma das grandes séries de sua geração, mas se limitou em apenas se tornar uma das maiores decepções.

Menção Honrosa: Dexter (Showtime), Ringer (The CW) e Suburgatory (ABC)

Pior Estréia: The Secret Circle (The CW)

 Muitos podem estar por questionar tal colocação. Mas The Secret Circle fez por merecer tal título. Claro, poderíamos ter colocado aqui séries como Man Up ou Charlie’s Angels, mas graças a alguma entidade superior tais séries logo desapareceram da telinha. Mas TSC não, foi uma série insistente e até conseguiu uma temporada completa.

Mas o que aconteceu de errado com a trama das bruxinhas? Seria mais fácil reformular a pergunta e perguntar o que aconteceu de certo. Uma trama rica que ficou presa em personagens entediantes, diálogos infantis e sem emoção, episódios que não mostravam desenvolvimento algum uma protagonista mais chata do que uma porta. Mágica nenhuma conseguiu salvar os bruxinhos do cancelamento e agradecemos por isso.

Menção Honrosa: Alcatraz (FOX), Terra Nova (FOX), Charlie’s Angels (ABC)

Cancelamento Injusto: Awake (NBC)

Um dos melhores pilotos que já tive o prazer de assistir. Porém Awake, desde o inicio, encontrava-se na emissora errada. O cancelamento da série já era previsto antes mesma desta fazer o seu debut, tudo porque a série apresentava uma trama tensa demais para o público comum da televisão aberta americana e fora precisamente isto que acontecera. A notificação do cancelamento chegara antes mesmo do final da temporada, sendo assim podemos contar com um final parcialmente fechado, restando a nós apenas algumas perguntas, das quais nunca teremos uma resposta.

Tudo bem que Awake perdeu-se no meio da temporada, mas encontrou-se ao final e não merecia o cancelamento. Mas desde o início a série mostrou-se fraca em termos de audiência. Enfim, uma ótima série jogada ao limbo. Infelizmente…

Menção Honrosa: The Playboy Club (NBC)

Melhor Series Finale: House (FOX)

 Desde o momento em que fora anunciado que a oitava seria a última temporada de House, ficou claro que teríamos um grande episódio a ser-nos entregue por um dos melhores dramas de sua geração. Por anos House mostrou seus atributos, suas qualidades e sua facilidade em entreter o telespectador e ainda assim apresentar uma qualidade acima de suas concorrentes. E fora se apoiando nas maiores qualidades que House apresentou sua belíssima, dramática e chocante Series Finale.

Everybody Dies fora um épico televisivo de apenas 40 minutos, um episódio fantástico que concluiu a série de uma maneira única. A presença marcante de personagens que marcaram a história da série, House em seu melhor momento e a sensação de despedida, de um último adeus, fora algo constante durante este que é um dos melhores episódios de 2012, até agora.

Menção Honrosa: One Tree Hill (The CW), Chuck (NBC) e Desperate Housewives (ABC).

Melhor Season Finale: The Vampire Diaries (The CW)

A terceira temporada de TVD pode não ter sido tão boa quanto à segunda, mas sua Season Finale foi de arrepiar. The Departed fora tenso em cada segundo, trouxe mortes, reviravoltas e um final chocante para uma ótima temporada. Mais uma vez encontramos TVD provando a todos que é muito mais do que uma série sobre vampiros e sobre adolescentes.

Não vou comentar muito para não dilacerar spoilers pelo texto, mas este realmente fora um episódio onde o imprevisível se tornou a grande palavra chave. Não há como não ficar ansioso pelo retorno da série após um final de temporada desse nível, simplesmente não há.

Menção Honrosa: Community (NBC), Homeland (Showtime) e Once Upon a Time (ABC)

Melhor Atriz Comédia: Lea Michele (Glee)

Uma das premiações mais inesperadas chegou para esta categoria. Mas não vamos desmerecer o talento de Lea Michele, que por vezes carrega sobre suas costas todo o grande sucesso e a pouca qualidade de Glee. Lea é um dos grandes nomes da série e apesar de suas tramas estarem mais centradas no drama, a atriz cumpre a sua função e nos entrega uma Rachel Berry única e apaixonante. Olha que nem mencionei a poderosa e linda voz que a atriz possui.

Enfim, Lea é facilmente um dos nomes mais fortes no extenso elenco de Glee e ganhou esta premiação merecidamente.

Menção Honrosa: Julie Bowen (Modern Family), Amy Poehler (Parks and Recreation) e Kat Dennings (2 Broke Girls)

Melhor Ator Comédia: Neil Patrick Harris (How I Met Your Mother)

Passa ano, entra ano e How I Met Your Mother continua por manter o interesse dos telespectadores ávidos por uma bela comédia. E Barney continua sempre por ser uma das grandes razões pelas quais a série merece ser vista e revista. Enquanto alguns questionam se a série encontra-se em seu melhor momento ou não, ninguém questiona se Harris continua, ou não, sendo o melhor ator da série, sua fiel interpretação de Barney já lhe rendeu vários prêmios e, certamente, não poderia ficar de fora desta.

Menção Honrosa: Jim Rash (Community), Danny Pudi (Community) e Max Greenfield (New Girl)

Melhor Atriz Drama: Claire Danes

Esta premiação é indiscutível. Não desmerecendo o trabalho das demais atrizes, porém o trabalho que Claire Danes apresentou em Homeland fora algo insuperável, a atriz se envolveu de uma forma única com sua personagem, trazendo a nós uma atuação de arrepiar, de se emocionar, uma atuação completamente maravilhosa.

A atriz utilizou-se da personalidade excêntrica de Carrie e da excelência do roteiro para compor sua personagem e sua forma de atuação, tornando esta diferente de tudo que a atriz já havia feito antes, tornando este o grande papel de sua carreira até o momento.

Menção Honrosa: Sandra Oh (Grey’s Anatomy), Katey Sagal (Sons of Anarchy) e Jessica Lange (American Horror Story)

Melhor Ator Drama: John Noble (Fringe)

Uma das mais acirradas competições. De um lado tínhamos um serial killer e do outro um brilhante, e maluco, cientista. Mas não fora desta vez que Dexter levara a melhor. Acontece que há anos que John Noble merece reconhecido pelo trabalho que está por desempenhar com o seu Walter Bishop em Fringe e há anos este vem sendo excluso das grandes premiações.

A peculiaridade com que Noble dá a vida a seus Dr. Bishop ajudam no crescimento e no desenvolvimento deste grande personagem, tornando este um personagem ainda mais adorado pela grande legião de fãs que Fringe possui.

Menção Honrosa: Michael C. Hall (Dexter), Robert Carlyle (Once Upon a Time) e Peter Dinklage (Game of Thrones)

Melhor Estréia TV Fechada: Homeland (Showtime)

Homeland chegou e abalou todas as estruturas da Fall Season. A série tinha uma premissa forte, tratava de temas não tão comuns e ainda discutia um tabu em território americano. A promessa de uma guerra, de cenas fortes, roteiro impecável e atuações marcantes fora cumprida com excelência, entregando-nos assim um dos melhores dramas da atualidade.

Sem mencionar os fantásticos personagens que a série nos apresentou, fora facíl se apegar a Carrie e Brody. A inteligência do roteiro também fora outro ponto positivo da série, sempre criando duas opiniões, diversas teorias e não tardando para nos entregar respostas.

Menção Honrosa: American Horror Story (FX)

Melhor Estréia TV Aberta: Once Upon a Time (ABC)

Ninguém estava à espera, ninguém realmente esperava que a maior promessa de bomba da ABC se tornaria uma série imperdível e contagiante. Mas fora isso e mais um pouco que Once Upon a Time se tornou, uma aventura imperdível alternada entre a realidade e a fantasia, personagens carismáticos e um roteiro capaz de amolecer o mais bruto dos corações.

A não fora só a critica que a magia da série conseguiu conquistar, Once Upon a Time é um dos programas mais vistos nas noites de domingo, o telespectador americano se encantou com a criatividade exposta pela série, que soube perfeitamente como recontar e como reescrever diversos contos infantis.

Menção Honrosa: Revenge (ABC)

Melhor Comédia: Community (NBC)

O que as premiações não vêem, nós, simples e mortais telespectadores, vemos. Community é, sem sombra de duvida, um marco nas comédias de sua geração. Uma comédia inteligentemente engraçada, personagens carismáticos e uma forma contagiante de nos contar a sua história.

E mesmo possuindo tantas qualidades e apresentar uma temporada incrível, Community ainda sofre de audiências fracas e constantes ameaças de cancelamento. Até quando teremos ótimas séries sendo menosprezadas apenas por não ser normais? Espero realmente que Community continue a fugir da normalidade, pois é assim que a série encontra o seu ápice.

Menção Honrosa: Modern Family (ABC) e Awkward (MTV)

Melhor Drama TV Aberta: Grey’s Anatomy (ABC)

E aqui será o local onde levaremos mais algumas pedradas. Mas não damos o braço a torcer. Depois de muitas discussões chegamos a conclusão de que Grey’s Anatomy fora a temporada que mais se destacou durante a temporada 2011/2012. Alguns podem até achar um absurdo, mas qual série após oito anos ainda consegue facilmente nos emocionar com tramas básicas? Esta temporada de Grey’s Anatomy fora excelente, foram poucos os momentos em que a qualidade da mesma diminuiu, manteve-se coerente em todos os momentos e soube manejar os momentos decisivos que a temporada necessitava.

Enfim, mesmo com uma partida completamente inesperada no último episódio, a série ainda conseguiu mostrar a sua força e a sua qualidade.

Menção Honrosa: The Good Wife (CBS), Fringe (FOX) e Nikita (The CW)

Melhor Drama TV Fechada: Game of Thrones

Fora uma árdua disputa, mas o épico da HBO certamente fez por merecer tal colocação. Game of Thrones significa para a história da televisão atual o que The Lord of The Rings significou para o cinema alguns anos atrás. Uma produção fantástica, cenários enormes, uma fotografia belíssima e um casting maravilhoso. Estes são apenas alguns dos atributos que esta grande série possui.

Nesta segunda temporada a série mostrou-se ainda mais confortável e absoluta. Mostrou-se ainda mais grandiosa e espetacular e mesmo com a inserção de inúmeros personagens, ainda soube conduzir sua trama sem precisar se arrastar. Enfim, uma série de qualidade rara que merece ser vista e revista.

Menção Honrosa: Homeland

E chagamos ao fim. Não fora uma tarefa fácil escolher apenas um entre tantas séries, mas buscamos observar pequenos detalhes e chegamos as conclusões que acompanharam acima. Mas e vocês, quem mais se destacou durante a Temporada 2011/12?

12 thoughts on “O Melhor da Temporada 2011/12

    • Sabia que esta categoria estaria por gerar alguma polêmicas… mas fora algo bem inusitado até mesmo para nós. Acontece que cada um dos colaboradores votaram em uma atriz diferente, confesso que votei na Lea mas meu repertório em comédia nãó tem relevância alguma (aassisto apenas quatro comédias), e esta conseguiu arrancar o voto de mais um. Sendo assim, por justiça, esta fora a única a ganhar dois votos, mas diversas outras atrizer tiveram os seus nomes citados.

      Atts

  1. Melhor actriz de comédia, Lea Michelle? Nem de perto… De resto concordo com praticamente tudo [2]

    E na menção de Melhor estreia de TV fechada, sem a menor dúvida, é Shameless US, sem mais !

    • Então… Fiquei um pouco decepcionado com a última temporada de Shamesless, fora uma temporada boa mas estava a espera de algo mais. E não houve chance para a série entre Game of Thrones e Homeland… Fora bem díficil conseguir chegar a uma solução entre estas duas.

      Atts

  2. BARRY! BARRY! BARRY! Tudo a reclamar com a Lea Michelle e nem repara quem em vez de tar BARNEY TA BARRY! Cumprimentos e cuidado porque uma personagem tao epica merece ter o seu nome correto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s