Community (3×20) – Digital Estate Planning


Ótimo, bonito, bem escrito, engraçado, e tudo em 8 bits.

Community segue com sua melhor seqüência de episódios, com mais uma aventura irretocável do grupo de estudos. Depois de passar por uma quantidade enorme de referencias a série ainda não havia tocado no meio audiovisual que teve maior avanço narrativo e tecnológico nas ultimas duas décadas: os games. A minha geração cresceu durante o avanço inicial dos games, assim as referencias dos jogos fazem parte do nosso imaginário tanto quanto referencias fílmicas e televisivas. Quem não conhece o Sonic? Quem nunca ajudou Mario a resgatar a princesa Peach ou ficou frustrado tentando virar Zelda? No fim, “Digital Estate Planning” acaba por ser uma homenagem divertida sobre o como essas referencias são  presentes.

Tudo começa quando Gilbert, tutor da fortuna dos Hawtrhorne, convoca Pierce e o resto do grupo para executar o ultimo desejo do patriarca da família.  Para conseguir a fortuna, Pierce e os outros tem de jogar um jogo em 8 bits e aquele que virar primeiro ganha o direito a toda  herança de Pierce.  A partir desse ponto somos levados ao universo fantástico dos antigos jogos de RPG primitivos em 2D.  Toda a abertura tem perfeita ambientação, tudo é feito com enorme esmero, desde a música à versão digitalizada dos personagens. A tela de mudança de fase veio direto de Super Mario Word, assim como as fases do castelo. Todas as telas de diálogo e menus de itens são ótimas.

Todo esse capricho visual não seria muito se o episódio não tivesse um ótimo roteiro que aproveita as potencialidades do meio que está inserido, só que o cuidado se estende também sobre toda a história dentro ou fora dos 8 bits. Todo crescendo entre o começo do jogo e o final foi ótimo. Giancarlo Esposito (O Gus de “Breaking Bad”) é ótimo tanto, live quando sua versão 8 bits. Por falar nisso, a revelação de que Gilbert é meio-irmão de Pierce rende uma ótima jornada de transformação para ambos.

O mais legal são os detalhes criveis e condizentes com a personalidade dos personagens que o episódio faz questão de inserir, como o fato de Britta errar a poção de força, Abed  ter se casado com a camponesa robótica do jogo, o discurso inspirador de Jeff. É fato que conhecemos os personagens o suficiente para que esses elementos funcionem e sejam criveis.

Resumindo, um episódio incrível de Community e um dos meus favoritos.

P.S: “Troy and Abed Shooting lava!”

P.S 2: Muito bom o “cool cool cool” versão bebê.

P.S 3: Ótima cena final de créditos!

8 thoughts on “Community (3×20) – Digital Estate Planning

  1. Episódio nostalgicamente genial… Lembrei-me das noites que passei em claro tentando desvendar todos os segredos de Chronno Trigger ou qualquer um dos Final Fantasy.

    Adoro quando Community faz referêcias a culturas que invadiram nossa infância e que por hoje são compeltamente esquecidas… Não é a toa que esta é uma das melhores comédias da atualidade.

    Atts

    • Deu vontade de pegar o meu PS2 e jogar o Final Fantasy V e VI😥

      Chrono Trigger é genial, acho que virei umas 3x e não consegui pegar todos os itens. Mas você sabe que tem uma curta de animação com Chrono Trigger que não tem interfere em nada a história do jogo.

      • Ah nem me fala… Sempre que tenho um tempinho extra, o que por sinal é raro, me pego jogando Chrono Trigger ou Final Fantasy Tactics. Ah como eu queria voltar a ser criança e a debulhar estes jogos novamente.

        Ao menos temos Community para nos lembrar destes ótimos momentos…

        Atts

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s