Revenge (1×21) – Grief


“They say grief occurs in five stages: first, there’s denial followed by anger then comes bargaining and depression. For most, the final stage of grief is acceptance but for me, grief is a life sentence without clemency. I will never accept and I will never forgive.”

O episódio anterior serviu para abrir as portas do passado, trazendo o legado de vingança para Amanda e a herança de um reinado sangrento para Daniel. Ambos, dentro de suas realidades, defendem a honra e o nome de suas famílias, estas personificadas na figura paterna, tanto de David quando de Conrad. Cada um deles como filho, encontra formas de limpar o nome daqueles que amam e mesmo que as escolhas de Daniel o transformem em cumplice de assassinato e corrupção, acaba neste aspecto se equiparando com sua noiva Emily Thorne aka Amanda Clarke, esta disposta até a tirar a vida do responsável direto pela morte de seu pai. Agora resta saber como irão reagir quando inevitavelmente seus caminhos e prioridades os afastarem um do outro, como já dera indicio em alguns momentos deste penúltimo episódio.

Emily percebe quão enforcado seu noivo está, principalmente quando avista durante uma de suas sessões paperview, Daniel numa conversa com o pai, clamando lealdade a ele como já havia declarado, porém com a promessa de que dali pra frente o Papa Grayson deveria ser 100% honesto e transparente com ele em tudo. Resta saber se o patriarca ainda sabe colocar em prática ato tão distante de seu baixo escalão, inclusive por falar em baixo escalão, Daniel garante que resolvera o assunto com Jack, afinal este é testemunha do assassinato de Tyler. Honrará mais uma vez seu nobre e azulado nome?

As tensões entre Emily e Daniel continuam, pois ela está desconfortável com a exposição repentina e a maneira com que ele juntamente com as idéias e apoio de Ashley ao utilizar do casamento uma maneira de melhorar a imagem do legado Grayson. É só relembrar como o primogênito evoluiu do rapaz disposto a sair da barra da saia da mãe pedindo emprego no bar local ao noivo apaixonado e cansado das pressões familiares que só queria fugir para Paris ao status atual de filho honrado disposto a limpar o rio de sangue deixado pela empresa de seu pai, ou seja, se antes achávamos que Daniel tinha um papel na trama como mero peão, tanto com seus pais, como para Emily,  o que até então era a realidade, este grande giro da personagem poderá trazer possibilidades futuras interessantes.

Daniel usa do famoso lema “Dinheiro compra qualquer coisa”, principalmente o silêncio e esta é a tática usada para que Jack não atrapalhe sua liberdade recém adquirida. Mesmo não sendo o assassino real de Tyler, seus pais foram responsáveis por mais uma queima de “arquivo” para inocentá-lo, algo que Jack espertamente já relacionou, afinal o casaco que incriminou Lee pertencia a ele. Agora mesmo com o discurso filantrópico e humanitário, será que o solitário bartender conseguirá ir contra seus princípios, sacando o gordo valor de 1 milhão de doletas?

O Big Brother dos Hamptons esquenta quando subitamente o policial McGowen, o não mais misterioso homem de cabelos brancos, aparece para visitar Conrad, tudo isto devido a sua preocupação  com o FBI, que resolvera reabrir o caso da Global Grayson, que diretamente o conecta ao assassinato e toda as tramoias contra David Clarke. Conrad garante que todas as grandes evidências e provas estão guardadas com ele, mas sabemos que mais iria acontecer entre eles.

“You don’t know what i am or what i’m capable of”

Mesmo preocupado com as ações seguintes de Emily, Nolan ainda parece chocar-se quando vê que Emily está realmente disposta a matar McGowen e isto fica evidente quando acende o fosforo na relação entre os assassinos de seu pai. Forjando um encontro entre ambos, Emily grava um vídeo dela e de Daniel dormindo, simulando que o próprio McGowen os vigiava, a fim de assegurar-se que nada aconteceria a ele. O vídeo é enviado anonimamente para Conrad, dando a ela a oportunidade perfeita para seguir o ex-policial e assim concluir mais uma etapa de seu plano, afinal o Grayson automaticamente vira uma fera com tamanha invasão de McGowen.

Victoria por outro lado tenta fingir certa preocupação com sua filha bastarda e a pedidos da mesma, concorda em participar de uma terapia familiar, o que a obrigará ficar cara a cara com o ex-marido e o filho que virou de vez contra ela, numa ácida e já característica mesa redonda dos Grayson. Depois de visitar o apartamento do marido e deparar-se com a ex-melhor amiga Lydia, Mamma Grayson resolve jogar suas cartas a mesa, revelando que a amante ainda está em tempo de virar-se para o lado certo e como o FBI lhe concedeu imunidade caso comprove-se que o ex-marido armou tudo, Lydia também poderia usufruir da mesma cortesia, claro se estiver disposta a colaborar.

Não consigo entender como, na etapa final da temporada, as personagens se sujeitam a erros tão primários e banais, sendo o maior deles o esconderijo de evidências cruciais. Victoria acha curioso o uso de um enorme quadro na sala de Cornad, quadro este comprado por ela logo no inicio do casamento. Valor sentimental pela obra ele não tem, ainda mais tratando-se de uma aquisição da mulher que mais abomina, então num momento Dumb + Dumb = Cornad Grayson, a Mamma rasga o quadro e atrás dele encontra uma pasta transparente grudada na parede, pasta na qual consta diversos documentos  sobre o “Caso David Clarke”.

 Se preparando para acompanhar a distância o encontro de Cornad e McGowen , Emily é surpreendida pela  visita de Daniel e Ashley, está que traz na manga uma apresentação dos preparativos do casamento. Após discutirem, Emily acaba não tendo escapatória a não ser aguentar até o final da reunião, enquanto isto manda Nolan acompanhar o encontro, mas ainda assim fica dispersa e distante, o que obviamente tira Daniel do sério, fazendo-os brigar novamente, este apelando para o fato dela não parecer consciente do peso e responsabilidade de seu nome, principalmente agora com a grande transformação que sofrera como o novo rosto da empresa.

Disponível para lidar com aquilo que queria, Emily entra em contato com Nolan pedindo que este mande o endereço da residência de McGowen. A conversa por sinal foi curta, onde Cornad sem rodeios, ameaça o ex-policial caso este tente algo novamente contra seu filho, nora ou qualquer membro de sua família, o que deixa o acusado espantado, pois sabemos que realmente não sabe sobre o que Grayson está falando.

Simultaneamente Emily se dirige ao endereço, porém quando toca e toca a campainha e ninguém atende, é surpreendida pela Tia Carole. Nolan intercedeu dando-lhe um endereço falso, tudo isto para evitar que sua Amanda Clarke vire efetivamente uma assassina fria e calculista, algo que a própria Carole tenta colocar em sua cabeça, insistindo que não era este o caminho que seu pai gostaria de vê-la seguindo. Chega então o segundo erro primário e banal, onde o riquinho disfarçado bate a porta da casa do homem de cabelos brancos e finge ser um técnico da tv a cabo, o que é obviamente é sua forma de colocar uma câmera escondida no local . O confronto dos dois é moderado, mas é mais do que óbvio que alguém tão vivido e cheio de artimanhas não iria cair no papo de um técnico que como num passe de mágica, descobriu problemas técnicos em sua casa. Entrando para o time de Cornad temos:  Dumb + Dumb = Nolan Ross.

Sinceramente não suporto a trama que envolve os Porter, seja os dramas de Jack com Amanda/Emily ou os dramas de Declan com Charlotte, que por sinal vai de mal a pior, caindo nas mãos de um traficante que ao meu ver vendeu a ela cocaína, caso meus olhos tenham realmente visto um pacote com pó branco. Falando na bastarda, não vejo outro desfecho para Charlotte a não ser seu suicídio ou algum grave acidente, pois somente assim seus pais e irmão irão perceber o buraco a qual ela se joga cada vez mais.

Mesmo com a suspensão de uma semana da escola, Victoria parece ainda não processar a gravidade do transtorno autodestrutivo de sua filha caçula e é o momento em família intermediado por seu conselheiro/terapeuta que a afunda ainda mais, pois os pais usam daquela reunião para se atracar. Conrad resolve expor na frente de Daniel, que a mãe roubara dele algo importante, algo que ele exige de volta e para a cara sinica de sua esposa, ela nem parece processar o que ela fala.

O luto intitulado no nome do episódio se trata do paralelo da partida de Sammy, o fiel cachorro que acompanhou Amanda por alguns anos de sua vida e como este preencheu todos os seguintes como um grande parceiro e companheiro para Jack. Com sinais evidentes de cansaço e velhice, já sabiamos que o cachorro que estava de bônus aqui na terra. Seu dono parte desesperadamente atrás dele e é quando Emily retorna para sua casa, indignada pela traição de Nolan, que se depara com o lindo e já nas últimas Sammy, deitado em sua sacada.

Toda a cena que antecede a morte do melhor amigo do homem é realmente tocante, mas só serve para desestruturar novamente Emily, fazendo-a perder o foco e controle da situação, afinal como Jack mesmo disse, Sammy era o fio que o ligava com Amanda e agora com sua partida definitiva, parece que perdera isto também, o que a deixa naturalmente aos prantos por nunca poder revelar a ele sua real identidade, pelo menos não agora.

Com ambos vulneráveis pelo morte de Sammy, alguém duvidaria que o primeiro beijo deles não fosse acontecer? E o pior disto, estas malditas casas de veraneio são todas rodeadas de vidro, ou seja, qualquer fresta  da cortina é possível visualizar o que acontece dentro da casa e claro que ninguém menos que Ashley estava do lado de fora para ver o acalorado beijo entre Jack e Emily.

O grande enrosco se dá ao final, numa típica reviravolta da trama, onde Victoria com segundas e terceiras intenções – após ser ameaçada pelo filho caso faça algo contra o pai – entrega a ele a tão desejada pasta, esta que poderia dar fim a tudo. Realmente não entendi a jogada da Mamma, afinal já não imaginaria que a primeira coisa que o filho faria seria ligar para o Pappa dizendo estar com a pasta em mãos? Será que ela usou de inteligência e manteve os originais com ela, deixando o filho acreditar que por medo de perdê-lo, entregaria tudo de bom grado?

“See the Light At the End ot the Tunel”

Tudo que vejo para o season final é escuridão. Conseguirá Emily superar o beijo de Jack voltando a focar-se em sua vingança; qual ação chantagista Ash tomara sabendo do que acontecera entre eles; como Daniel se portara em pose de informações que poderiam destruir seu pai e mesmo após se resolver com Emily, como reagirá com a suposta traição, aquela que tanto apostou já ter acontecido e pode pior agora que sua noiva está de olho em sua preciosa maleta confidencial.

E o melhor ou diria pior fica para o ultimo minuto, onde Nolan percebe algo errado no vídeo que deixara na casa de McGowen, sendo surpreendido pelo próprio, que o imobiliza em sua mansão, deixando-o inconsciente. Com quem o misterioso homem estava falando anteriormente, dizendo saber quem estava armando para jogar “eles” contra Conrad Grayson? Isto somente saberemos esta quarta-feira, no que promete ser um dos melhores season finale desta temporada 2011/2012.

E fechando da maneira que começara tudo, o próximo se passara na Noite de Ano Novo, ou seja, aguardem um episódio tão eletrizante quanto a festa “Ice & Fire” que marcara o sangrento noivado entre Emily e Daniel. Algo me diz que este “New Years Eve” também jorrara sangue de alguma das personagens mais próximas.

One thought on “Revenge (1×21) – Grief

  1. Achei o episódio um pouco cansativo, faltou um pouco de emoção no seu intermediário, esta chegou a nós apenas nos momentos finais e estes momentos realmente deu a entender que teremos uma das melhores Season Finales da temporada…

    Atts

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s