Grey’s Anatomy (8×22) – Let the Bad Times Roll


Depois de um óptimo episódio, confesso que o episódio desta semana ficou um pouco aquém das minhas expectativas. Kepner avisou que um em cada cinco chumba no exame, e se inicialmente tudo apontaria para que o escolhido fosse Alex Karev por falta de comparência, a verdade é que com o desenrolar do episódio acabamos por perceber verdadeiramente quem seria o escolhido, pelo que o suspense final era desnecessário. Um episódio menos emotivo e com menos motivos de interesse que o seu antecessor, contudo não deixou de ser um bom episódio.

Kepner

A pragmática, a que arranja protocolo para tudo, demonstra que é incapaz de desligar quando o assunto envolve emoções e espiritualidade, entrando num conflito interno entre o certo e o errado. Muitas vezes aquilo que consideramos certo pode não ser aquilo que nos faz mais feliz e se depois de tudo, Kepner descobriu afinal que o que tomou como errado durante tanto tempo é o alcançar da sua felicidade. É esse dilema que Kepner tem de enfrentar num dos momentos mais decisivos da sua vida como médica. Kepner demonstra mais uma vez a sua faceta tagarela em momentos de alto stress, acabando por se enterrar totalmente no exame, pelo que a reprovação não foi surpresa. Estou curiosa para saber como irá Kepner lidar com as suas opções e com as consequências das mesmas. Kepner e a sua espiritualidade podem ter sido um pouco exagerados, mas a verdade é que foram de acordo com a sua personalidade e de acordo com as suas atitudes, embora falar de Deus e Jesus num exame como este possa parecer algo descabido e sem sentido mesmo para uma personagem como Kepner.

Karev

Felizmente os meus piores receios não se confirmaram e Karev conseguiu chegar a tempo das restantes provas e conseguiu demonstrar o seu valor. Espero sinceramente que tenha aprendido a lição e que Shonda se tiver que arranjar um novo interesse amoroso para Karev que desta vez seja para valer e não uma repetição de casos passados, Karev também merece o final feliz. Adorei o momento de comemoração entre os quatro mas principalmente entre os três resistentes que se mantiveram desde o inicio.

Meredith

O exame é um espelho. E mesmo com vómitos e náuseas à mistura Meredith não desiste e prova de que fibra é feita. Adorei o momento em que Meredith não resiste e acaba por vomitar, virando-se para os examinadores nauseados que como médicos tem de aguentar vómitos e pedindo para não serem brandos com ela. No fim a felicidade é merecida, ainda para mais sabendo que também Cristina cumpriu a sua missão.

Cristina

Cristina começa tímida tentando responder da maneira que o seu examinador pudesse considerar mais correcta, contudo no fim finalmente mostra a sua raça e começa a discordar do examinador, fazendo frente ao dinossauro que acaba ironizando mas admirando a sua capacidade e coragem. Cristina arrasou no exame como seria de esperar, mesmo com todos os problemas que atravessa.

Avery

Começa mal o exame deixando-se desconcentrar pela presença da mãe na sala ao lado, mas após alguns minutos descontrolado, acaba por perder o receio de um possível repreendimento maternal após um falhanço e liberta-se, mostrando que por trás de um corpo esculpido e de um nome pomposo, Avery também tem mérito e merece o passe.

Webber e Catherine

Trabalham e vivem em cidades distantes, mas estes dois não perdem tempo e resolvem ajustar os cordelinhos para um novo encontro. Catherine é uma boa personagem e poderá muito bem ser o final feliz de Webber, que já está um pouco gasto na série, podia muito bem ser o final de um personagem que há muito perdeu o seu espaço na série, ganhando apenas alguns minutos de destaque na recta final com a história de Adele.

Lexie e Sloan

Finalmente Lexie ganha coragem e declara-se a Sloan que ponderava vir a ter um filho de Julie. Sinceramente já torci mais por este casal, actualmente gostava de ver o Sloan focado na sua relação com Avery, a qual nos proporcionou óptimos momentos. Será que Sloan com Lexie trará algo de bom para a série? Para já, eu gostava do Sloan com uma namorada praticamente ausente, mas ou muito me engano ou brevemente isso mudará. Afinal com a possibilidade dos casais principais ficarem desfeitos, Shonda tem de arranjar alternativas para as suas novelas amorosas.

Tirando isso o resto do que se passou no hospital passou-me ao lado. Estamos a caminhar para o fim, sabendo que Kepner reprovou o exame, mas ainda sem saber o destino final das restantes personagens. Fico feliz que contrariamente aos meus receios nenhum do trio maravilha ter sido reprovado. Um episódio que permitiu concluir as histórias do episódio passado e deixar ainda algumas dúvidas no ar para os dois episódios que ficam a faltar.

Artigo escrito por: Filipa Silva

One thought on “Grey’s Anatomy (8×22) – Let the Bad Times Roll

  1. Também tinha um pouco de expectativas relacionadas a este episódio, não foram todas cumprimidas, mas ainda assim achei este um bom episódio de Grey’s.

    Este episódio também serviu para confirmar que Avery e kepner sãoi os piores personagens da série. Sinceramente, não me importava com nenhum dos dois e com suas tramas banais apresentadas em uma hora tão critica.

    Torci por Karev. Sabia que este não seria reprovado, assim como sabia que Cristina e Mer não seriam. Ficou muito óbvio o fato de que Kepner seria a vitima, fiquei esperando eplo epidóio surpreender mas este não fizera.

    Finalmente algum desenvolviemnto entre Lexie e Sloan. A cara de Sloan estava ótima quando Lexie se declarou, que por sinal fora a cena mais emocionanate de todo o episódio.

    Que venha mais uma Season Finale da Tia Shonda!!!

    Atts

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s