Game of Thrones (2×05) The Ghost of Harrenhal


Esta semana decidi embarcar em um imenso desafio: escrever um review de Game of Thrones. Está mais do que claro que esta é uma das maiores produções televisas de todos os tempos, sua produção, seu elenco, tudo que se refere a estrutura por detrás das cameras é impecável. Seu roteiro é um dos mais complexos que já presenciei, demasiado números de personagens, demasiados nomes complicados. E ainda assim é um roteiro impecável. Enfim, fica fácil, após tudo que já fora escrito, dizer que a série está facilmente entre as melhores séries da atualidade, na minha humilde opinião, e digo isso sem precisar ler os livros que lhe deram origens.

Sim, meus caros, cometo o infeliz pecado de nunca ter lido a obra prima de Martin. Já tenho os dois primeiros volumes em meu pertence, mas ainda assim não tive tempo, e nem coragem, de começar a saboreá-los. Talvez seja este o fator pelo qual a série soa tão redondinha a meu ver, a vejo de acordo com os olhos de quem está presenciando tudo isso pela primeira vez, o que não deixa de ser um fato concreto. Não seria a mesma coisa caso já tivesse lido os livros que lhe deu origem, estaria eu ali procurando detalhes, procurando tropeços e falhas na história contada através da televisão. Mas não estou, estou apenas me deliciando com mais um bom episódio que esta série fora capaz de nos entregar.

The Ghost of Harrenhal movimenta boa parte das diversas tramas que estão por acontecer simultaneamente na série. A minha primeira reclamação se dá ao fato que não contamos com a presença de Robb neste episódio, sendo este um episódio que envolvera boa parte dos personagens, com exceção de Joffrey e Sansa, o sumiço dele fora muito sentido. Assim como esta por ser neste inicio de temporada, já que Robb não tivera muito destaque em nenhum dos demais episódios.

Desde a morte de Ned na temporada anterior, sinto que não há ninguém a salvo em Game of Thrones, principalmente aqueles que julgamos demasiadamente importantes para a história. Isso é um privilégio que apenas aqueles que não leram o livro conseguiram ter. E a morte de Renly, logo no inicio do episódio, fora responsável por passar-me novamente esta sensação. Gosto do fato de a série ser mais fantasiosa do que soou em seu inicio e quero ver mais este lado da série ser explorado. O surgimento de uma nova aliança, com Brienne e Cat, fora interessante e tenho a sensação de que esta terá muito lucros as personagens.

Quem mais faturou com a morte de Renly fora seu irmão, que além de evitar toda uma batalha ainda fora capaz de recrutar os vassalos deixados pelo seu falecido irmão. Estou muito curioso em saber qual será o desenvolvimento desta história ou o que é a criatura invocada por Meliassandre. Apenas sei que não é sábio para Stannis tentar confrontá-la, uma vez que praticamente já vendeu a sua alma a tal estranha religião.

Tyrion continua sendo um dos mais fantásticos personagens da série. Adoro a forma enigmática em que as intenções do personagem são construídas e toda a arte de manipulação que este exerce sobre várias pessoas. Estou em perguntando e imaginando qual o estrago capaz de ser feito pelo fogovivo, só sei que isto meio que equilibrou o tabuleiro, Stannis não tem mais a vantagem de possuir números maiores, Joffrey e Cersei tinham um truque na manga, truque que agora pertence à Tyrion.

Já a trama de Theon continua tendo indesejados momentos. Não porque o personagem é ruim ou sua trama é ruim, mas sim que em seus planos está invadir Winterfell e temo pelo futuro do pequeno Bran, que é um dos meus personagens favoritos da série. Os mistérios sobre os sonhos de Bran continuam e este já fora capaz de sonhar, mesmo que não fora capaz de reconhecer isto, com Winterfell sendo tomada pelo governante das Ilhas de Ferro. Porém tenho de destacar Theon, está sendo um prazer acompanhar este crescimento do personagem, o único problema é que sua trama está por se encaminhar em uma direção que irá afetar diretamente um dos meus personagens favoritos, por isso o seu fracasso é tão desejado de minha parte.

Aria se mostra ainda mais interessante neste episódio. A personagem é de longe a minha favorita entre todos e fico encantado com a proeza e maturidade com que esta fora escrita e está por ser desenvolvida. Fora muito interessante e ligação que esta tivera com um dos prisioneiros que libertaste em um dos episódios anteriores, sei que a personagem fará algo decisivo na temporada e estou muito curioso em saber qual papel esta desempenhará.

Daenerys também se encontra entre as minhas favoritas e fiquei agradecido pelo episódio já nos dar um pequeno desenvolvimento em relação a sua vontade de tomar o que lhe é seu por direito, ou seja, tomar o trono de ferro. A relação desta com Jorah continua crescente e em breve podemos contar com Daenerys sendo uma terceira força a desejar a queda do rei bastardo.

Já a falta de desenvolvimento pra lá da muralha, com o pessoal da Night’s Watch, está por me desagradar. Fiquei maravilhado com o destaque dado aos White Walkers no final da temporada anterior e ainda estou à espera de algumas respostas, resposta que esta inquietante viagem não está por nos trazer. Mas ao que tudo indica as coisas melhoraram em breve, uma vez que é prometido algum desenvolvimento para os próximos episódios.

Concluindo, Game of Thrones continua compondo sua temporada de uma forma em que nosso interesse seja totalmente voltado à série. Está por desenvolver calmamente todas as suas tramas, não se apressando e não perdendo tempo em coisas sem sentido, alguns podem ainda reclamar do desenvolvimento lerdos destas, porém quero que me citem uma série que está por desenvolver tantas histórias, sendo elas todas conectadas, desenvolvendo e introduzindo novos personagens a todo o tempo e que ainda seja capaz de desenvolver seus episódios de uma maneira mais dinâmica e mais voltada para a ação? Percebem como o trabalho que Game of Thrones vem por fazer não é fácil? E, na minha humilde opinião, a série está por fazer um trabalho de dar inveja e este episódio não fora uma exceção a regra.

Artigo escrito por: Well Fernandes

2 thoughts on “Game of Thrones (2×05) The Ghost of Harrenhal

  1. Finalmente encontrei vocês!

    Sobre os livros: eu acho melhor não ler até que a série acabe. Com a saga de Harry Potter, por exemplo, eu tive uma decepção muito grande. Até o Enigma do Príncipe, eu só havia visto os filmes. Decidi ler o Enigma do Príncipe e as Relíquias da Morte antes de saírem os filmes e tive uma baita decepção. Os Filmes não chegaram nem perto da qualidade dos livros. Depois dessa experiência, acho melhor só ler os livros após a conclusão dos filmes/séries, porque assim os livros vão me mostrar mais do universo que me tornei fã, e eu vou poder aproveitar a experiência televisiva/cinematográfica sem ficar procurando buracos no roteiro.

    Agora sobre o episódio: excelente, como de costume.

    Game of Thrones é muito constante. Vez ou outra eu leio um comentário negativo, do tipo “esperava mais, foi lento”, mas não concordo. Acho que a série tem um ritmo perfeito e se desenvolve muito bem para o número de enredos apresentados.

    Depois desse episódio, o tabuleiro de Westeros mudou bastante. Stannis se tornou um dos favoritos na disputa pelo trono; os Starks vão sofrer um golpe duro de onde não esperavam, o que pode enfraquecê-los bastante; Danny pode acabar ganhando um aliado importante depois da morte do Renly: os Tyrell (Não sei vocês, mas não vejo outra alternativa para Dany. Jorah disse que os aliados dela estão em Westeros, e a única casa grande que eu acho que pode apoiá-la é a Tyrell, já que o Tyrion já fez um pacto com Dorne; os Tyrell podem suspeitar que Cat tenha matado Renly, então não vão se aliar aos Starks; e com certeza não vão se aliar ao Stannis ao aos Lannisters; mas ainda assim tem um problema: a “ex-esposa” do Renly tem ambição de ser rainha, o que não poderia ser cumprido se a sua casa apoiasse Dany. Então eu pergunto: quem se aliará à Dany?)

    Esse é um ponto que talvez a série poderia dar mais destaque. É um pouco difícil acompanhar o andamento estratégico da guerra, se não mostrarem mais reuniões de batalha, como a que o vimos nesse episódio em Harrenhal. Mas também, não dá pra fazer tudo, né.

    Sobre o que acontece além da muralha: não estou tão curioso desde que falaram que vão enfrentar um humano normal, um ex-ranger. Estava mais interessado nos White Walkers. Mas tudo bem, isso pode esperar. Acho que boa parte da mitologia (dragões, white walkers) só será desenvolvida a partir da 3ª temporada. Essa temporada deve acabar com um cliffhanger nesse sentido.

    Outra coisa: essa temporada eles precisam mostrar alguma batalha épica. O nome do livro é A Clash of Kings, então, por mais que seja caro realizar uma sequência de guerra, é necessário. Faz parte do gênero Fantasia termos batalhas épicas.

    Espero que estejam guardando o dinheiro pra fazer essa sequência com os Dragões da Dany grandinhos, hehe.

    Até semana que vem, pessoal!
    \o

    • Que bom que nos encontraste… infelizmente não deu tempo de darmos um último adeus no Portal antes de este ser compeltamente enterrado, mas cá estamos em uma nova casa.

      Concordo plenamente, a sensação não é a mesma, em relação a HP eu li os livros antes do filme, e apesar de gostar dos filmes sempre fiquei com a sensação de que faltou algo. Com GoT estou em pensar em fazer a mesma coisa que fiz com Senhor dos Anéis, verei a série primeiro e só depois lerei os livros. Quero aproveitar cada pedacinho desta pérola da HBo sem ficar com a sensação de alo está por faltar.

      Foi como comentei ao fial da review. Não dá para criticar a forma com que a série conta a sua história e nem a lentidão dos episódio. São muitas histórias e muitos personagens, acredito que está por ser exemplart o trabalho feito pelos roteiristas da série.

      Sim, o tabuleiro deu uma bela modificada com a morte de Renly. Também estava por me pergunatr que iria ajudar Dany em Westeros, seria bem inteligente a colocá-la em parceria com os Tyrell, mas como tú mesmo disseste, a ex-esposa de Renly possui um alta ambição em ser a Grande rainha, o que podse dificultar uma aliança com Dany.

      Ainda não estou conseguindo entender a funçaõ da trama que está por ocorrer além da muralha. ME perguto se perdi algo em algum outro episódio ou não, a única coisa que consigo perceber é eles caminhando em direção ao desconhecido e caçando um tal de Rei além da muralha. Enfim, esta trama está muito desconectada com as demais.

      O lado fantasia da série me fascina, espero mesmo que o cliffhanger final da temporada seja algo neste quesito, me deixaria ainda mais ansioso para acompanhar a já encomendada terceira.

      Sim, é necessário uma batalha épica, pois estamos falando de fantasia e de guerra, e se não tivermos uma batalha épica para comtemplar as coisas ficaram um pouco sem sal. Espero mesmo que a HBO esteja por saber manejar o orçamento da série, guardando dinheiro para estes momentos.

      Enfim, como tú mesmo disseste, um excelente episódio.

      Atts

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s