Eureka (5×02) – The Real Thing


Seria difícil para The Real Thing superar o excelente episódio anterior da série, mas não foi. Não sei se este segundo episódio da última temporada de Eureka chega a ser melhor de que seu antecessor, porém a diferença é bem pouca, quase nula. Este episódio também está para provar que esta quinta temporada irá ser mesmo explosiva que nem fora prometido, fora um episódio cheio de ação, reviravoltas e acontecimentos inesperados.

Como fora revelado no final do episódio anterior, estaremos a conviver em dois diferentes mundos nesta temporada de Eureka, o mundo real e o mundo imaginário que está sendo manipulado por Beverly. O episódio soube manipular bem a dinâmica de ambos os mundos, não confundiu o telespectador e soube fazer uma ótima edição, mantendo assim o suspense em ambos os lados. Essa transação de mundo não traz nenhuma grande novidade, e tão pouco consegue sem complexa com a encontrada em Fringe ou até mesmo em Awake, mas ainda assim está por ser algo extremamente prazeroso de se acompanhar e está por nos deixar ansioso em relação ao que vem a seguir.

A série nos apresentou neste episódio como realmente ficaram as coisas após a desastrada partida da Astraeus. Gostei da forma em que a trama fora trabalhada, as cenas entre Jack e Kevin foram bem exploradas, assim como os demais personagens. A busca por peças para construir a máquina capaz de rastrear os registros magnéticos da nave trouxe aquele tom cômico característico da série. A descoberta do fato de que a Senadora Wen é uma traidora e é responsável pelo sumiço dos tripulantes da Astraeus fora surpreendente e muda de diversas formas o rumo da temporada.

Apesar dos poucos detalhes, podemos identificar aos poucos como a máquina está por trabalhar com Allison e Cia.. Achei interessante a forma com que tudo fora mostrado, um cenário mais claro e a destruição de sprites para compor a transição das tramas, mantendo assim o telespectador mais lúcido sobre qual história estava por acompanhar, sendo que seria difícil se perder devido aos personagens envolvidos em cada história. Mas enfim, a trama do dragão fora bacana e a sensibilidade do programa que está por envolver os tripulantes da Astraeus é uma dica de como tudo irá se desenvolver. A maior surpresa deste episódio fora a fatalidade que aconteceu ao final do mesmo, não esperava que fossassem nos despedir de Holly tão cedo, gostava da personagem e de sua química com Fargo.

Enfim, mais um episódio que traz um intenso cliffhanger e um conteúdo mais do que satisfatório. Estou muito contente em acompanhar o amadurecimento que a série está por demonstrar nesta temporada final, finalmente Eureka está crescendo e se auto-superando. Que o restante da temporada continue fantástico como esses dois episódios iniciais.

Artigo escrito por: Well Fernandes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s