Revenge (1×17) – Doubt


“Doubt is a diseae it infects the mind creating mistrust of people’s motives and of one’s own perceptions. Doubt has the ability to call into question everything you’ve ever believed about someone and reinforce the darkest suspicious  of our inner circles”

Depois de uma longa espera e de uma intensa reviravolta na trama com a prisão de Daniel, eis que Revenge finalmente retorna, porém venho a dizer que não cumpriu com as expectativas, alias arrisco a dizer que este fora um episódio fraco e com alguns lenga lengas, mas considerando o que pode nos trazer esta reta final, esta primeira temporada, se administrada da maneira correta, ainda poderá tirar o fôlego como fez em boa parte de seu trajeto.

Enquanto Daniel destoa sua beleza por trás da grades, vemos que Victoria faz tudo que é necessário para tirar seu primogênito de lá, mas é neste que fica mais claro até onde a Mamma Bitch Grayson está disposta a chegar para conseguir o que quer. Pressionada a ajudar o irmão, Charlotte é colocada frente a frente com a responsabilidade de ajudar a criar o retrato falado do delinquente que esteve na praia, ou seja, ajuda a identificar a pessoa que poderá livrar Daniel da prisão. Outra que não fica muito atrás com seus planos é Emily, porém esta mesmo se fazendo acreditar que não perderá o foco novamente, deixa evidente sua dúbia intenção em salvar Daniel e Jack.  Agora que Amanda está fora do quadro, pelo menos Takeda deu algum fim nela, seja qual este foi, a grande reviravolta se dá quando subitamente o retrato falado se transforma em Jack, o que faz pensar que nem a visão Raio X do Super-Man conseguiria identificar um rosto num momento tão escuro e conturbado como aquele, ainda mais quando o tal homem usava um capuz. Absurdos a parte, a bastarda dos Grayson entrega a faca e o queijo na mão de sua mãe, que agora fara de tudo para capturar Jack em sua ratoeira.

“I lost focus, won’t happen again”

Percebendo as reais intenções de sua possível sogra, Emily inverte o jogo, conseguindo Conrad como aliado, afinal como alguém acreditaria que o queridinho bartender dos Hamptons poderia ser o principal suspeito de um escandaloso assassinato. Eis então que um famoso nome surge em cena, aquele o qual teve sua casa incendiada a alguns episódios atrás, sim, ele mesmo, o jornalista de gravatas borboletinha Mr. Mason Treadwell. Usando seu fiel escudeiro para capturar o jornalista/escritor, Nolan procura o agora amargurado Mason, tentando instigá-lo a aceitar a oferta para cobrir a prisão de Daniel, dando atenção publica ao caso, mais indiretamente ajudando na investigação. Este cai facilmente na outra ratoeira, ganhando como presente um blog no qual atualizará diariamente.

Jack por outro lado, sem ao menos imaginar o que lhe aguarda, procura seu Rich Hacker Friend, pedindo para que este rastreie a conta que está no nome de Amanda no Canadá, pois não conseguirá descansar enquanto não descobrir se existe mesmo uma ligação entre sua amada, a morte de Tyler e claro, a prisão de Daniel. Usando isto como uma forma de mantê-lo longe das investigações, Emily estimula seu parceiro a jogar o ossinho longe para Jack continuar correndo atrás. E é neste momento que Nolan inverte a situação, incentivando Jack a realmente ir atrás de resposta no amigável país vizinho. Porém antes disto o pobre dono do bar recebe uma visita inusitada e cheia de intenções do mais sedento roedor de todos, Mr. Treadwell.

Antes do jornalista mostrar ao que realmente veio, Victoria põe mais uma vez suas garras pra fora, viajando a NYC para encontrar aquele mesmo sujeito que contratara para roubar as fitas de Treadwell que estavam implantadas nas coisas de Amanda Clarke, este que acabou se deparando com Jack em seu caminho, rendendo uma agressão física das grandes ao pobre rapaz. Sabendo que suas intenções por maiores que sejam nunca são honrosas, Emily espreita sua arqui-inimiga a distância, observando o encontro e pagamento de um serviço junto ao marginal. O real motivo deste encontro fica claro quando Daniel inocentemente toma seu banho e acaba surpreendido por dois trogloditas que o espancam até este fique inconsciente no chão.

Perdendo um pouco do foco da trama e unicamente tentando proporcionar um momento quente e sensual para a coroa enxuta Madelaine Stowe, a visita da Bitch Mamma a grande cidade serve para que esta reencontre um affair de seu passado. Seu reencontro com Dominik e seu sensual sotaque desvendam um pouco do passado de Victoria Harper, na época que ela era a solteirona desprovida de status e dinheiro.

O grande twist do episódio se dá quando Mason decidi procurar Jack, entregando a ele o porta retrato criado após o testemunho de Charlotte, porém a observá-los de longe está Declan, o Little Bro que disse estar disposto a tudo para proteger seu irmão, mesmo que isto renda seu namorico com Charlotte. Tirando totalmente a credibilidade do testemunho dela, Declan garante que a pequena Grayson não estava em juizo completo durante o ocorrido, afinal estava sob efeito de medicamentos, jogando por água abaixo a grande arma para livrar Daniel.

Falando nele, Daniel que fica num deplorável estado após o espancamento, consegue através do juiz a revogação de sua pena, afinal em caso de extrema agressão e risco de vida dentro da prisão, ainda mais considerando que é uma figura pública, ganha o direito a responder em liberdade condicional até o dia de seu julgamento, ou seja, usará a famosa tornozeleira que o prende dentro da mansão dos Grayson.

Emily dá continuidade a seu jogo, invadindo os aposentos de sua sogra, retirando as fitas das entrevistas de Treadwell de seu até então secreto cofre. O que ela fará com isto? Claro que a Lady V arma novamente a ratoeira e se passando por Amanda durante uma conversa num chat, revela a Mason que a verdadeira responsável por incendiar sua casa é aquela que tenta agora ajudar: Victoria Grayson. E como um presente com segundas intenções recoloca as fitas em sua escrivaninha.

Com Jack a partir para o Canadá, o advogado e os Grayson sem ninguém a acusar, Mason revoltado com todos seus novos motivos resolve bater de frente com a família ao escandalizar a verdade sobre o adulterado testemunho de Charlotte, expondo em seu blog a exclusiva entrevista de Declan Porter, no qual revela que a garota não estava em juízo completo para reconhecer alguém naquela noite. Isso que é guardar as costas do Big Bro, não é mesmo?

“My history loves to repeat itself”

Disposto a não repetir o mesmo erro que repetira no passado, Mason tira responsabilidade em culpar mais um inocente na teia inescrupulosa dos Grayson, ainda mais agora que sabe de mais um grande e escandaloso segredo. Tentando ainda manter seu status de Queen B, Victoria tenta a sua forma ameaçá-lo, afinal detem responsabilidade por sua assenção profissional, porém este que não tem mais nada a perder, Mason reverte as cartas a mesa, jogando na cara da Mamma que seu reinado está fadado e que não tem mais poder algum sobre ele.

Os dois grandes acontecimentos finais elevam um pouco a qualidade do episódio e um deles poderá abrir novamente o inevitável fogo cruzado entre Emily e Victoria. Antes disto, Emily disfarçada visita o bar no qual viu Victoria, se aproximando então do capanga que ela contratara para fazer seu trabalho sujo. Sabemos que a beleza e a lábia de Emily a levam a qualquer lugar, porém somente eu achei que foi muito fácil ela arrancar aquela confissão do cara? Ok, sabemos que quando se envolve álcool e um belo flerte no balcão de um bar muito pode acontecer, mas ainda assim foi fácil demais conseguir a confissão do criminoso, o que serve para mais uma cena Karate Kid, com ela derrubando-o surrealmente, este bem maior que ela por sinal. E é aí que vemos que seus motivos e principalmente sua jornada, ainda estão confusos e essa duplicidade dá o crédito aos homens de sua vida:

“This is for Jack……and this is for Daniel”

Victoria que agora não tem Jack a culpar e muito menos o apoio de Mason para criar um cenário diferente com a mídia, resolve inverter a mesa, confessando ao filho – este bem abatido por tudo que passou – que acha muito estranho que subitamente a arma do crime pertença a Emily, levantando claro suspeita para o envolvimento da moça, afinal ela teria todos os motivos para matar Tyler, considerando os conflitos e desentendimentos que eles sempre tiveram. E claro que o príncipe destronado revolta-se com a ousadia de sua mãe em acusar sua noiva, mas que mesmo que isto ocorra, nunca permitiria que algo acontecesse a ela, levando-o até a assumir o assassinato caso a Mamma tente tornar a – acredita ele – futura Ms. Emily Grayson na nova criminosa.

Até onde eles estarão dispostos a proteger um ao outro? Até quando Daniel mostrara-se cego de paixão ao ponto de não retomar suspeitas, estas que ele nutriu por segundos desde o ocorrido na praia. Como Victoria reagirá daqui pra frente sem nenhuma aliado ou álibi para livrar seu filho, a não ser que o seu secret lover tenha algum envolvimento, alias quão suspeito é este ressurgir neste momento de sua vida, não? E o que Jack procurara no Canadá, considerando que não encontrara nada no país, a não ser a cordialidade do seu povo, pelo menos é o que dizem, não é mesmo?

Artigo preparado por: Mary Barros

2 thoughts on “Revenge (1×17) – Doubt

  1. Nossa como estava com saudade de Revenge… Que bom que a série retornou e retornou apresentado um bom episódio.

    Unica coisa que não gostei fora do rapido romance de Victoria, o reto fora tudo muito bem planejado.

    Atts

    • Sim, agt tá tão acostumado com as loucas reviravoltas e situações de tirar o folego que alguns momentos foram a desejar, mas claro que sei que é pq BOMBA vem pela frente, como sempre!!!

      XOXO

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s