House (8×17) – We Need the Eggs


Uma coisa é certa em afirmar sobre esta última temporada de House: os telespectadores que aqui chegarão não irão mais desistir da série, irão ser fiéis e acompanhar até o último episódio. Porém não está por ser satisfatório acompanhar estes sofríveis últimos episódios da série, está por fazer quatro semanas que não possuímos algo de qualidade a acontecer na série, sendo que o ultimo episódio relativamente bom que House apresentara fora Chase e este fora o 12° episódio da temporada. A série não está por saber agradar aqueles que se permaneceram fiéis por tanto tempo, e sinto que isto está por ser uma falta de respeito com o seu telespectador.

We Need the Eggs fora mais um episódio onde a monotonia prevaleceu. Está por ser incrivelmente difícil encontrar algo no episódio que tenha me agradado, sinto que a série está por tentar amarrar suas pontas e procurar possíveis conclusões para seus personagens, porém a maneira errônea que a série está por seguir não está por agradar.

Este fora um episódio sobre relacionamentos. No caso semanal tivemos algo totalmente inspirado em A Garota Ideal (Lars and the Real Girl, 2007), uma excelente comédia estrelada por Ryan Gosling que conta a história de um rapaz e seu relacionamento com sua boneca inflável. Porém, ao contrário do filme, o paciente tem total consciência de sua realidade e mesmo assim a aceita. O caso poderia ter gerado inúmeras questões e inúmeros debates, mas a série se absteve em apresentar apenas o que era de mais monótono.

As inúmeras discussões sobre os relacionamentos e as “bonecas infláveis” que cada membro da House Team carrega sobre o ombro não agradou, poderia ter gerado vários momentos satisfatórios, mas não gerou, nem mesmos as ácidas deduções de House conseguiu surtir algum efeito. A tentativa da série em transformar Chase e Adams em um casal não está por funcionar e tão pouco nos interessamos pela vida amorosa dos demais personagens.

Não estou por querer acreditar no que este episódio nos mostrou ao final. House está se apaixonando por Dominika e talvez até termine a série com a personagem. Não quero acreditar que o roteiro está por nos trollar desta forma, Dominika entrou ontem na série, participou com um pequeno destaque de apenas dois episódios e, sem razão alguma, mostra-se como um novo interesse amoroso para House. Estou realmente decepcionado com as decisões absurdas que a série está por vim cometer nestes últimos episódios, primeiro tivemos o pai que não é pai, depois tivemos o filho que não é filho, e agora isso? Até quando a série irá nos torturar com episódios fracos até que esta realmente mostre que está em sua ultima temporada e que está em seus episódios finais? Não quero me lembrar de House com um gosto amargo, mas infelizmente é esta a lembrança que a série está por deixar.

Passamos mais uma semana, agora nos resta apenas cinco episódios para contemplar o final da série. Espero, realmente espero, que a série saiba aproveitar estes episódios finais e nos apresente algo que valha a pena, algo que compense esses últimos episódios que foram-nos apresentado. Está cada vez mais difícil acreditar que House terá um final digno do nome da série, mas ainda há esperança…

PS: Alguém viu o Foreman por aí?

Artigo escrito por: Well Fernandes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s