Awake (1×05) – Oregon


Esse foi, sem dúvida, o melhor episódio de Awake após o piloto. Isso se deve muito ao caso da semana que, ao contrário dos outros episódios, não só foi absolutamente central ao desenvolvimento da vida de Britten, como também o colocou como principal suspeito do caso devido aos seus palpites informados pela realidade alternativa e nos deu uma das melhores cenas da série.

Mas vamos começar com Hannah, já que este episódio deu um bem vindo tempo em Rex. Embora o foco do episódio tenha sido o caso, tivemos importantíssimos avanços com Hannah. Ela foi para Oregon para conferir a cidade para qual quer se mudar e Britten descobre um orçamento de uma empresa de mudanças em uma gaveta, fazendo com que Britten perceba que a vontade dela de se mudar é muito mais forte do que ele pensava. Isso leva a uma ótima sequência de cenas em que a relação de Britten e Hannah é profundamente analisada: quando o Dr. Lee fala do afastamento que a morte de Rex provocou entre os dois (e a relação de ambos já não era perfeita antes) acompanhada por uma montagem muito bem construída e quando Britten percebe que é melhor conversar com sua esposa sobre os problemas que tem com ela e não com um psicólogo, Hannah deixando bem claro que Britten é essencial em sua vida, pois é ele que a faz lembrar de Rex e não uma casa ou uma cidade.

Mesmo assim, achei muito interessante a possibilidade de haver um divórcio, pois isso basicamente terminaria com a justificativa de Britten para manter a sua situação inalterada. Mas parece que o que vamos ver primeiro é a mudança de Britten e Hannah para Oregon e os efeitos que resultarão disso na vida dupla de Britten. Acho que pela primeira vez os dois psicólogos concordaram em uma coisa: se ele se mudar, uma das realidades vai desaparecer pouco a pouco.

Agora, o caso dessa semana. Eu disse na review da season finale de Alcatraz que eu gosto muito de ver um criminoso inteligente e o jogo de gato e rato de torcer o cérebro com a polícia, então não é difícil entender porque fiquei vidrado nesse episódio. A qualidade do roteiro dessa parte do episódio se destaca em dois momentos: quando Britten se torna o principal suspeito de estar imitando o Gemini Killer, especialmente porque essa acusação não é jogada do nada, mas realmente faz sentido vendo os argumentos da agente do FBI (claro, se levarmos em conta que ela não sabe nada sobre a vida dupla de Britten e ele nem se presta para inventar uma mentira sobre como tira os seus palpites da cartola) e porque finalmente vimos uma consequência mais séria para a desconfiança que os paltites, quase sempre corretos, de Britten geram; no desenvolvimento do Gemini Killer e de todo o seu ato, que gira em torno do conceito de “dualidade”. Essa semelhança entre a situação de Britten e o Gemini é evidenciada pelo mesmo na perfeita cena final, em que ele revela para Britten que descobriu seu segredo e que há muitas semelhanças entre os dois. Além disso, é interessante que ele está viajando para Oregon (provavelmente indo atrás da agente do FBI), exatamente para onde Britten e Hannah vão se mudar no mundo vermelho. Será que isso significa alguma coisa? Será que eles vão encontrar a versão vermelha do Gemini em Oregon?

Enfim, esse episódio introduziu um possível “arqui-inimigo” de Britten que, com sua inteligência, é capaz de contrapor as dicas que Britten consegue na outra realidade. Além disso, a conversa final entre os dois abre a possibilidade de que o Gemini Killer também viva a mesma situação de Britten (embora eu acho isso improvável). Como será que tudo isso se encaixa com a trama de conspiração? Ou será que serão storylines separadas? Estou ansioso para os próximos episódios.

Pequenas observações:
* A relação entre Britten e Freeman é de extrema confiança, ele foi o único que não acreditou que Britten era realmente o culpado. Acho que essa confiança ainda vai ser central no futuro.
* Embora a possibilidade de Hannah e Britten mudarem de cidade na realidade vermelha seja muito interessante, eu acho que isso não vai acontecer, porque implicaria perder os personagens do Detetive Vega e do Dr. Lee, e não acho que a série os deixaria para trás (especialmente o Dr. Lee).
* Terceiro de cinco episódio que se foca muito mais no caso da realidade verde. Pista ou acaso?
* É uma pena que a audiência esteja tão baixa. Se Awake manter a qualidade que vem apresentando e, especialmente, nos dar algumas respostas até o final da temporada, eu não me incomodaria nem um pouco em ver a série renovada.

2 thoughts on “Awake (1×05) – Oregon

  1. Realmente este episódio foi muito bom… Principalmente o sensacional cliffhanger final que este nos trouxera…

    Enfim, Awake continua me agradando e espero que a série continua assim enqaunto durar… Que por sinal não será muito tempo…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s