The River (1×05) – Peaches


The River se enquadra facilmente na categoria de séries contraditórias. A quantidade de pessoas que gostaram da série e a quantidade de pessoas que odiaram a mesma possuem quase o mesmo número, e o mesmo pode-se dizer em ralação a este quinto episódio. Antes de conferir este li diversas criticas negativas ao mesmo, realmente comecei assistir esperando uma queda na qualidade ou algo realmente ruim que se sobressaísse. E estou esperando até agora para entender a razão pela qual houve tanta critica negativa em relação a este episódio, já que para mim fora o melhor da série até o momento.

O interessante em Peaches fora que este focou exatamente naquilo que estava por esperar: os membros da equipe de Emmet. Sempre, desde o começo da série, ficamos pregando que estávamos por acompanhar a jornada de uma família em busca de encontrar um ente desaparecido, a busca de um produtor em encontrar o apresentador de um dos seus mais famosos projetos. Enfim, nem mesmo Lena falava muito sobre o seu pai, até o momento.

Não fora algo inesperado, uma vez que no próprio piloto Lena falara que viera em busca do pai, mas esta decidiu concentrar mais sua energia na busca por Emett, talvez por acreditar que ambos não se separariam, que a força da amizade os manteriam juntos. E é por dar atenção a saudade paternal que Lena está por sentir que Jonas se torna mais próximo da garota, dando as intenções de que a série pretende também mostrar o desenvolvimento de alguns relacionamentos a bordo do Magnus, trazendo o clássico triangulo amoroso, uma vez que Lincoln também possui alguma espécie de relacionamento com a garota.

Se formos focar na busca por Emett, a trama não avançou ponteiro algum. O acontecimento a atrapalhar a aventura esta semana fora ainda mais interessante que os anteriores, mostrando assim um crescimento positivo para a série, e o clima de tensão esteve ainda mais evidente de que nos episódios anteriores. O estilo de direção usado provou-se mais uma vez ser mais do que útil para contar tal história, fica difícil imaginar The River sendo-nos apresentado de uma maneira mais habitual, acredito que desta forma a série perderia boa parte de charme.

As surpresas no episódio ocorreram quando descobrimos que Russ, pai de Lena, encontra-se preso no Exodus, o barco fantasma que oferece ajuda ao Magnus apenas para se livrarem de uma maldição que os açoitou. Maior surpresa ainda nos dá o final, mostrando que Russ também era vitima da maldição, ficando assim preso no Exodus por toda a eternidade, impossibilitado de seguir uma ultima jornada com sua filha.

Estou a me perguntar que tipo de pessoa era Emmet, Sério, estou a me perguntar que tipo de líder este era pois este arriscou a vida de todos os membros de sua equipe, pouco ligou para a sua própria, em busca de algo que apenas conhecia em teoria. Que tipo de homem este se tornou após sua ambição em conhecer todos os segredos do mundo o dominou? Tenho até medo de descobrir do que este ainda fora capaz de fazer com os outros membros de sua equipe.

Sempre critiquei este tipo de direção utilizada em The River pois acredito que esta pouco espaço dá para que um ator, ou atriz, se destaque e apresente uma atuação acima da média da série. Porém fui surpreendendo com a atuação certeira de Eloise Mumford, nas duas cenas onde foi necessária uma carga dramática maior da personagem ela se saíra extremamente bem, conseguindo assim conquistar-me com o seu drama.

Enfim, cada vez mais me encontro perdido no Amazônia que The River vem por projetar, e sinto realmente muito em saber que esta será uma viagem incrivelmente curta. A audiência da série não está por se estabilizar, ficou abaixo de Cougar Town esta semana e seu cancelamento e praticamente um evento concreto a se realizar. É, meus caros, infelizmente depender do telespectador americano é algo que nem sempre nos dá bons frutos.

Artigo originalmente publicado em Portal de Séries

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s