Person of Interest (1×15) – Blue Code


Sim, cá estou, um pouco atrasado, mas não me permitirei abandoná-los, mesmo que a semana esteja ainda mais lotada e complicada que o habitual, tudo culpa de um evento festivo intitulado Carnaval.

Person of Interest já provara ser capaz de nos apresentar episódios geniais porém cabe a nós lembrar-nos que a série é um procedual e, sendo assim, somos apresentados a alguns episódios, que apesar de serem bons, pouco evoluem os acontecimentos principais. Blue Code é um desses episódios, com exceção de uma pequena e promissora trama para Lionel, o resto pode ser facilmente deixado de lado pelo telespectador quando este já estiver por conferir o episódio que o suceder.

Começamos pelo Flashback de Reese. Sinceramente, ainda estou por tentar entender a utilidade que este trouxe, será que sua intenção era mostrar um lado mais pessoal e emocional do personagem? Ou será que era para mostrar como este sentia saudades de sua antiga vida? De qualquer forma fiquei mais curioso em saber o que aconteceu com Cara, sua antiga parceira, do que o desenvolvimento de sua relação amorosa com sua antiga namorada. Reese é um tipo de personagem que não precisa de um romance, ou de uma mulher em geral, para engrandecê-lo, todo o luto e o sofrimento que este já passara fora o suficiente para deixar uma marca evidente no personagem.

O CPF da semana fora interessante e soube manter um ritmo constante para o episódio. O destaque principal fora a forma com que Reese tentou salvar o policial que se encontrava infiltrado em uma quadrilha de contrabando, mas o que realmente chamou a atenção fora o fato de esta trama expor a CIA como uma das responsáveis pelos cartéis de drogas e contrabando que existem em território americano. Achei isto muito mais do que interessante, achei promissor e intrigante e desejo saber mais sobre tais atos obscuros sobre qual a agência de inteligência americana é responsável.

Já Lionel, na busca por tentar ajudar Reese, acaba por deparar-se com a morte eminente porém ainda assim consegue se salvar, com a ajuda de Reese. Agora teremos Lionel infiltrado na maior rede de corrupção policial da cidade e assim este estará um passo a frente dos crimes hediondos que Reese e Cia. terão que solucionar e evitar. Outra trama que demonstra um potencial sublime é o fato de agora temos Finch e Reese a ter ajudantes por toda a delegacia, temos Carter como detetive e Lionel a estar infiltrado nos esquemas de corrupção.

Enfim, um episódio que se mostrou bem promissor com suas tramas e realmente espero que estas sejam desenvolvidas no futuro. Só estou por sentir falta de Elias, já faz semanas que o nome do primeiro grande vilão da série nem foi citado e o descaso que o roteiro está por lhe dar não está por me agradar, este fora uma das melhores coisas que já fora apresentada a nós na série e a razão pela qual ainda estou por acompanhá-la. Bom, mas vamos ver o que será apresentado mais a seguir, basta dizer por agora que fora mais um bom episódio de POI e podemos concluir que esta já fora capaz de encontrar o seu próprio caminho em busca do sucesso.

Artigo originalmente publicado no Portal de Séries.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s