Grey’s Anatomy (8×14) – All You Need Is Love


Este review de Grey’s chega um pouco atrasado por isso peço as minhas desculpas. Mas vamos ao que interessa, Grey’s não fugiu à regra e também ela resolveu dedicar um episódio ao dia dos namorados. Podemos dividir as personagens nas que conseguiram alcançar o final feliz e naquelas que ainda tem de penar mais um pouco para alcançar a felicidade almejada. O casal McDreamy encontra-se no primeiro grupo, a vinda de Zola só veio contribuir mais para a química e felicidade entre o casal depois de este também ter atravessado momentos difíceis. Adorei as tentativas falhadas do casal em ter um momento a sós. Quem também faz parte dos leques dos felizes é Bailey, depois do divórcio e de algumas aventuras menos conseguidas parece que finalmente encontrou alguém que realmente a conhece. Confesso que a vida amorosa de Bailey nunca me interessou e foi talvez das histórias menos interessantes do episódio, espero que Shonda não decida apostar nesta nova versão de Bailey, a série e a personagem só tem a perder. Quem também anda nas nuvens é Callie e Arizona, que apesar de aparecerem pouco no episódio têm direito ao seu momento romântico. Mas se uns sorriem neste dia especial, há outros que desejam que o dia seja riscado do mapa ou as 24h passem a correr, uma dessas pessoas é Karev que depois do casamento atribulado com Izzie tem andado meio perdido quando o assunto é o amor, no entanto gostei bastante da sua intervenção no caso clínico das crianças apaixonadas.

Quem também teve um dia difícil foi Webber, ver a mulher desaparecer aos poucos e pouco é um fardo demasiadamente grande para carregar, Webber resolve então descarregar toda a desilusão em pleno bloco operatório. Lexie finalmente resolve tomar iniciativa e lutar pelo homem que ama, no entanto as coisas acabam por não correr como inicialmente esperado acabando a noite com Sloan, Avery, Sofia e Zola. Mas o grande interesse do episódio foi mesmo o desenvolvimento da história entre Cristina/Owen/Teddy. Owen e Cristina atravessam uma fase complicada, finalmente tiveram uma conversa algo explosiva mas sincera sobre as consequências do aborto, conversa essa adiada durante tempo em demasia, produzindo agora efeitos devastadores no casamento. Owen resolve tomar a iniciativa e sair de casa, Cristina acaba por ir contra os seus princípios e implorar a Owen para não a odiar. No entanto a mágoa é demasiado evidente e a vida dos pombinhos parece que ficará atribulada durante mais alguns episódios. Relativamente e Teddy e Owen, Owen encontra-se perdido, magoado e resolve procurar o ombro amigo de Teddy mas do outro lado apenas encontra fúria e mágoa, o melhor amigo dos outros tempos encontra-se furioso com a morte do marido e a mentira de Owen. Todos os momentos entre estes três foram simplesmente brilhantes. Relativamente aos casos clínicos foram interessantes e também eles deram outra cor ao dia dos namorados.

Melhor: O trio Owen/Cristina/Teddy.

O pior: A vida amorosa de Bailey.

Artigo inicialmente publicado em Portal de Séries.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s