Gossip Girl (5×13) – G.G.


A grande revelação da Gossip Girl, diversos twists românticos, centésimo episódio e o melhor da temporada até agora. Quem diria?

“Once Upon a Time, Princess B was a virgin queen, and her king was named Archibald. Who would have thought that in just five short years, she could turn that headband into a tiara, for real?”

SPOILERS DECISIVOS A SEGUIR:

Os roteiristas, criadores e argumentistas tiveram bastante trabalho criando esse episódio, que conseguiu ser mais maduro e criativo do que todos os outros da temporada. Começando pela sequência do musical, que foi bem instigante (apesar da Blake Lively não conseguir fazer um bom playback), contando com todos os homens importantes da vida da Blair e, no final, esta escolhendo finalmente o Dan. Não faço idéia de como o inconsciente da Serena sabia sobre os sentimentos de seus dois amigos, mas certamente previu o futuro. Não, também não acreditei quando Blair escolheu o Lonely Boy ao invés de seu Príncipe encantado e sua própria Fera domada, mas foi a decisão mais sábia a tomar.

Georgina não retornou fraca em sua aguardada aparição no casamento, tendo sido certamente a mais importante reviravolta deste centésimo episódio. Pensando em temporadas anteriores não sei se dá realmente para ela ser a Gossip Girl: como ela teria postado coisas no blog enquanto estava na “reabilitação cristã”? Considerei outros possíveis errinhos, mas acho que todos podem ser contornados se pensarmos que ela pode postar, pelo próprio celular, quase tudo. Enfim, essa reviravolta foi ótima, mas como ninguém esperava a revelação tão cedo se tornou aleatório demais. Além de um pouco previsível, já que sempre esperei que a G.G fosse Lily, Georgina ou Eric, por serem as únicas personagens secundárias com algum destaque nas tramas mas sempre tendo tempo off-screen para escrever um post aqui ou ali. Fiquei desapontado com essa revelação tão repentina, eu já estava até aceitando que nunca saberíamos quem era a Gossip Girl, e ser na minha cabeça para sempre a Kristen Bell (que dubla todas as narrações dela). Será que a partir de agora as narrações serão na voz da Georgina? Eca.

Mas e quanto ao Príncipe Encantado virando sapo? Tenho certeza que ninguém esperava isso de Louis, que sempre se mostrou mais fofo e carente do que qualquer outra personagem da série, mas depois de ter humilhado ele na frente de todo mundo Blair realmente esperava que tudo fosse voltar ao normal? Todo mundo tem seu limite, e o de Louis chegou. Demorou demais, na verdade, já que ele foi dispensado umas quarenta vezes desde sua primeira aparição na quarta temporada. Foi muito bom vê-lo sendo malvado dessa vez, sua atuação não soou tão forçada como foi no “The end of the Affair?” quando fez aquela aliança com o Chuck. Mas por que Blair aceitou a chantagem de Louis? Ele não tinha nenhuma vantagem sobre ela, e a noiva poderia ter simplesmente dito não e saído dali. Foi o maior erro do episódio, mas acho que isso não vai durar muito tempo, principalmente depois de ela ter fugido com Dan (certeza que alguém vai tirar foto deles e mandar para Georgina, aí todos vão saber), porém seria interessante vê-los numa relação somente profissional. E ela não estaria perdendo nada: Sua fama seria como sempre quis e, no final do dia, continuaria sendo uma princesa.

Preciso falar de Serena tendo sentimentos por Dan? É uma tentativa frustrante de retomar (NOVAMENTE) esse relacionamento e atrair fãs de volta, mas se Serena descobrir sobre Dan e Blair… Aí pode ficar levemente interessante. Sou fã daquela cena épica delas brigando na segunda temporada, com direito a jogada de calçados, puxada de cabelos e, no final, uma linda reconciliação, mas não sei se os roteiristas, que só conseguem fazer um episódio bom a cada dois séculos, vão conseguir recriar uma briga legal.

Pensando bem agora, “G.G.” só foi interessante por ter sido trabalhado totalmente ao redor do casamento da Blair. Se tivesse tido aquelas tramas paralelas de Nate, Lily e Serena, seria entediante como todos os anteriores. Queria que todos os episódios fossem como esse, e todas as más personagens fossem excluídas. Tenho certeza que ninguém sentiria a falta de Serena, Nate e Rufus. Até hoje espero que a banda da Taylor Momsen (Jenny) acabe para que ela possa voltar a ser uma regular na série, e Eric não vai voltar tão cedo, já que é importante em Revenge, mas era um personagem legal. “G.G.” conseguiu ser bom, mas será que os próximos episódios manterão o nível? Gossip Girl ainda tem salvação?

P.S.: Georgina sempre foi a Gossip Girl, ou a verdadeira entregou sua posição para ela por uns tempos? É, se eu fosse a própria garota da fofoca e precisasse de uma aposentadoria, certamente trocaria de lugar com a garota mais venenosa de New York…

P.S.2: Era realmente para a gente lembrar que aquela garota do buffet dando em cima do Nate é a verdadeira Charlie Rhodes? Só lendo pela internet fui perceber isso. Achei que ela seria só mais uma das milhões que Nate namora ao longo das cinco temporadas (e ele toma o cuidado de só escolher as importantes para o plot).

Artigo originalmente escrito por Caio Machado e publicado no Portal de Séries.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s