Desperade Housewives (8×12) – What`s the Good of Being Good


Mais um episódio com poucos avanços e duas histórias com potencial para grandes momentos terminadas cedo demais. Foi isto que nos ofereceram esta semana. Apesar de uma ligeira melhoria relativamente à semana passada, o episódio ainda deu vontade de bocejar em alguns momentos e a sensação que fica é que estes episódios são feitos porque a história principal não chega para ser explorada nos vinte e tal que cada temporada tem, e portanto nestes entretantos enche-se o tempo com outras coisas de menor interesse.

Tal como era esperado, a intervenção ridícula de Susan na semana passado trouxe consequências graves para as nossas donas de casa. Claudia visita Susan, furiosa, pensando que de o marido a traiu com ela e que vive em Wisteria lane actualmente. Claro que Susan nega a acusação e quando conta o sucedido a Gaby, esta diz que vai resolver a situação. E de facto resolve. Sem nunca contar a verdade sobre a morte de Alexandro, conta-lhe o seu passado, a forma como foi molestada pelo padrasto e acaba por dar ânimo à filha de Claudia que confessa também aquilo que sofreu nas mãos do monstro. E pronto, assim termina este arco que eu pensei que fosse render mais, não antes de Claudia ver a mancha de sangue na carpete de Gaby e perceber o que se passou com o marido. E apesar de deixar claro que não vai contar nada, é mais uma pessoa a par do segredo. As coisas estão a ficar muito apertadas e mais dia menos dia alguém vai dar com a língua nos dentes (e será a Susan de novo, certamente).

Bree decidiu mudar a sua vida e tornou-se uma Biatch. Agora sai todas as noites e traz um amigo novo para casa por cada noite. E nem a intervenção do padre (ou lá o que ele é) que sempre lhe deu bons conselhos, parece mudar a sua nova onde da vida. Com o álcool como melhor amigo, as coisas acabam mal quando numa festa da igreja Bree se encontra com um dos seus homens da noite e descobre que é casado. E pasme-se quem pense que Bree ficou chocada. Não, perante as acusações a mulher, Bree sorri e abandona a sala contente por ser considerada a nova pega da cidade. Algo de muito mal na cabeça desta mulher e não me parece que o futuro se avizinhe risonho.

Lynette, minha cara. Já percebemos que estás a sentir a falta de Tom. Já percebemos que és manipuladora, mandona, exigente, superior etc etc. Então, para quê, depois de tantos outros episódios a explorar este tema, voltamos a falar do mesmo. Pronto, desta vez tivemos Lynette a tentar arranjar-se com um novo amor, o cabeleireiro de Renne, mas o que aconteceu já se esperava. Lynette não conseguiu ficar calada, deu opiniões que não devia, ofendeu e no fim percebeu que errou. Uff Lynette, estás a chegar lá. Tarde, mas estás…

A história de Ben também rendeu pouco. Depois de ter descoberto através de Mike que Renne poderá ser a solução para os seus problemas financeiros, Ben pede-a em casamento, deixando-a muito feliz e levando-a a fazer juras de amor. Perante esta reacção, Ben fica sensível e mostrando que afinal até tem bom fundo. Renne é que não fica muito contente. Pudera, ouvir da boca da pessoa que amamos que quer casar connosco só por causa do nosso dinheiro é mau. Perante isto, Ben aceita o dinheiro clandestino e recebe uma ameaça bem clara: se não cumprir os prazos param devolução de dinheiro, tanto ele como Renne irão pagar caro.

O pior – A história não está a andar e isso está a tornar-se chato. Para onde foi o professor pintor de Susan? E o perseguidor de Bree?

O melhor – As cenas emotivas de Gaby, Claudia e Filha. A percepção e ainda assim aceitação da morte de Alexandro por parte de Claudia.

Artigo originalmente escrito por Rui Alvites e publicado no Portal de Séries.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s