Shameless (2×02) – Summer Lovin


Sim, meus caros, sei que tardei um pouco para trazer-vos a minha analise sobre o mais recente episódio da série, esta era para ser entregue na quinta, porém deixei para conferi-la na sexta e já enrolei um dia nisso. Quando o conferi, reparei que o resultado estava muito aquém do que a série merece e lá se foi uma review inteira para a lixeira. E cá estou, proliferando algumas palavras soltas na tentativa de representar a minha opinião sobre este episódio da forma mais clara possível.

Vou ser bem direto, já enrolei demais com informações desnecessárias no parágrafo acima, e já dizer o que achei deste episódio. Não consegui senti-lo direito e apesar de ter adorado diversos momentos cheguei a conclusão que este fora o episódio mais fraco da série e era tudo o que não esperava nesta reta inicial da temporada. Summer Lovin prolongou e acrescentou um pouco mais de acontecimentos nas tramas apresentadas durante o episódio anterior, porém este ainda não as aprofundou e pouco as desenvolveu, mas também serviu para criar uma nova e engraçada trama para Frank.

Um problema que encontrei com Shameless na temporada de estréia era o fato de que era muito difícil dizer quais seriam as tramas que se desenvolveram e quais seriam as tramas que apenas figuraram em certos episódios. Shameless muitas vezes me lembra uma série procedual pois é capaz de apresentar tramas únicas que serão desenvolvidas apenas naquele episódio e as esquecer pelo resto da temporada, mas não se enganem, não vejo isto como algo negativo, aliás é bem interessante ver o que família Gallagher apronta separadamente semana após semana, mas complica um pouco ao tentar desvendarmos o que terá futuro ou não no decorrer da série.

Porém Summer Lovin deixou-nos bem atento sobre quais serão as tramas que esse inicio de temporada irá focar, dando-nos pequenas dicas sobre o que poderá vir a seguir nos próximos episódios. O episódio novamente se diversificou e deu um destaque merecido para os personagens da série, novamente tendo Frank como destaque principal.

Novamente temos o episódio a começar com Sheila e o gradual aumento da sua capacidade de superar sua doença, será estas dicas sobre o que a personagem poderá apresentar no decorrer da temporada? Todos nós sabemos que é uma luta superar algo que nos deixa aterrorizados e nem sempre somos capazes de superar tais coisas inteiramente, sabemos perfeitamente que quando o medo retorna este se apresenta ainda mais poderoso e real, será isso que a temporada tem planejado para Sheila? Uma temporada cheia de esperanças que são completamente destruídas ao final?

E o fato de Sheila encontrar-se cada vez mais próxima de superar a sua doença está por deixar Frank maluco com a periculosidade que este se encontra em perder a mordomia e o conforto da casa de Sheila e ele parte em busca de um novo abrigo, uma nova maneira de sugar a sanidade, ou insanidade, de alguém. A trama deste com sua nova amiga fora um pouco monótona, salva por algumas cenas, porém mostra um pouquinho de potencial e tenho a certeza que a série saberá aproveitar cada possível característica que esta trama apresenta.

Já a trama central de Fiona fora a que mais se estagnou durante o episódio, a sua trama com Jasmine pouco se desenvolveu e apenas temos eventos nulos neste departamento. Já quando se trata de cuidar do resto de seus irmãos e não de sua vida amorosa, Fiona sempre se mostra uma poderosa personagem mas esta sucumbiu as vontades de Debbie e tem de lidar com as loucuras aprontadas por Frank. Não sou de ler spoilers, preferencialmente gosto de ver as coisas acontecerem e não ler sobre elas, então não sei dizer se Justin Chatwin voltará a interpretar Steve na série mas confesso que estou por sentir falta do personagem e de seu relacionamento com Fiona.

Ian e Lip mostraram pequenos desenvolvimentos, ambos nos preparando para o que a temporada apresentará para os personagens. Com Lip temos a sua relação com Karen a ser desenvolvida, a amizade colorida que os personagens nutrem deste o episódio piloto da série conseguira sobreviver ao fato de que Karen transara com Frank, mas será esta forte suficiente para sobreviver enquanto Lip possui a certeza de que Karen está apaixonada pelo seu novo namorado e que está completamente apaixonado por ela? Esse amor não declarado de Lip parece o afetar bastante, estou curioso para saber se este irá ou não se declarar para Karen.

Já Ian tem o seu merecido reencontro com Mickey e até lhe arranjou um emprego na loja em que trabalha. Por vezes tendo a entender que a relação de Ian e Mickey se desenvolverá da mesma forma que a de Karen e Lip, um apaixonado e o outro a negar-se da existência de tal sentimento. O que realmente demonstra potencial para Ian é a sua tentativa de se ingressar no exército, estou muito ansioso para ver tal acontecimento ocorrer na trama do personagem e tenho a certeza de que este será responsável por diversos ótimos momentos.

O que tornou este episódio especial foram os pequenos detalhes que este apresentara, sendo alguns tendo até um pequeno destaque e outras por ser o cúmulo do absurdo. Acredito que apenas Glee e Shameless são as séries atuais capazes de serem estúpidas o suficiente para nos trazer tramas praticamente impossíveis e mesmo assim nos fazer deliciarmos com estas, sendo que a segunda faz isso de uma maneira inteligentemente superior à Glee. Foi muito emocionante rever a nossa querida Aunt Ginger a expor sua personalidade única nas pequenas cenas que esta protagonizara, me lembrara o quanto me deliciei com o episódio em que esta fora apresentada na temporada anterior. Depois temos Liam e a sua excitação descontrolada, um assuntou que gerou um belo debate no café da manhã dos Gallaghers, e um assunto totalmente engraçado, em especial as cenas em que Liam estava por se masturbar. Depois temos a inesperada nova hospede dos Gallaghers, uma grávida chinesa que está por fugir da democracia de seu país. É nesses pequenos detalhes que Shameless se mostra uma série única e quando a trama principal do episódio não está a toda polpa, estes conseguem ser ainda mais engraçados e interessantes.

E fora isso que ocorreu esta semana, um episódio bom que apesar de estar aquém dos outros episódios da série, ainda se mostra interessante, divertido e com um cômico humor negro. E que venha mais uma grande semana na vida desta que é uma das famílias mais disfuncionais que a televisão já nos apresentara, cá eu estarei para comentar na próxima semana e vocês cá estarão para lê-lo?

Artigo originalmente publicado no Portal de Séries.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s