Nikita (2×11) – Pale Fire


Nikita. Ah Nikita… Tudo o que eu estava à espera para este retorno era um episódio bom, como vários que você já apresenta ao decorrer de sua trajetória. Isso fora tudo o que desejei, um episódio bom para mostrar a aqueles que um dia te julgarem sem lhe conhecer, sem conhecer toda a sua capacidade, toda a inteligência de seu roteiro e toda a maturidade que há em ti. Apenas um episódio bom, seria isso pedir demais? Seria pedir demais que uma das melhores da televisão aberta americana apresentasse um bom episódio em seu retorno após um solitário mês de ausência?

Sim, seria pedir demais. Aliás, julgo dizer que ao desejar um episódio bom de Nikita, você está por desejar o impossível, principalmente quando se trata de um retorno. Nikita não fora capaz de nos apresentar um episódio bom, ela fora capaz de nos apresentar mais um episódio ÓTIMO. Será que alguém chegou a duvidar que este episódio fosse, no mínimo, muito bom? Nikita é uma das poucas séries da atualidade que nos transpassa confiança, confiança em seu roteiro e na qualidade de seus episódios e não fora neste que esta nos decepcionou.

Já disse acima, porém não vejo nenhum problema em repetir novamente: Pale Fire é um ótimo episódio. É um episódio preciso, consistente, emocionante e surpreendente, ou seja, contém todos os elementos que os melhores episódios de Nikita já nos apresentaram. Apesar de ter um foco disperso em três tramas, em nenhum momento perdemos o interesse em alguma delas e em nenhum momento somos capazes de perder o interesse com o que está a acontecer na telinha. Este pode ser considerado mais um fantástico episódio que Nikita fora capaz de nos apresentar e cada vez eu sinto-me ainda mais orgulhoso e honrado por estar a representar esta série aqui no Portal, é uma série que nos dá prazer em escrever e em acompanhar.

Pale Fire was the first time Nikita ever disobey orders. She rescue Alex that night. Her first strike against Division and the first step of your journey right into this cage. You send Nikita on that mission and sealed you own faith.

Quando acreditamos que estamos por saber de todos os fatos, de todos os acontecimentos, é que Nikita aparece com mais verdades e novas descobertas. Pale Fire fora a missão responsável por tudo que está a acontecer atualmente na vida de Percy, Amanda, Nikita, Alex, Michael e dos membros da Oversight, uma única missão que fora responsável pelo destino de tantas vidas, sendo algumas delas inocente e outras culpadas. A missão cujo objetivo era assassinar toda a família Udinov nunca chegou a ocorrer com o sucesso que aparentava, fora uma missão falha que ditou o futuro daqueles que a ela estavam envolvidos. Ditou o futuro e fez acontecer a guerra que estamos por presenciar.

Pale Fire pode ter sido responsável por ditar a glória e a ruína de muitas pessoas, porém esta falha missão afetou Alex mais do que qualquer outra pessoa que ali estava por se envolver. Alex perderá sua família, conseguiu sobreviver mas sempre desejou ter morrido naquele dia, as provações que passou durante a adolescência, o jogo de mentiras que travou com a Division e com Nikita e o ódio que esta estava por sentir no decorrer dos últimos meses e o sentimento de vingança que a estava corroendo foram as conseqüências que esta obteve por manter-se viva todo esse tempo. A vida nunca fora fácil para Alex, as conseqüências dos eventos que deram origem a Pale Fire e dos acontecimentos que esta trouxe permanece como um fantasma em sua vida e, infelizmente, a tendência é piorar.

Eu confesso que acreditei. Acreditei na inocência de Katya e poderia jurar que esta era apenas mais uma das vitimas dos planos de Serguei. De alguma forma eu não estava completamente errôneo em acreditar na sinceridade da matriarca da família Udinov, porém ainda havia histórias a ser contada e eventos a acontecer. Fora surpreende a forma como descobrimos um pouco da verdade por trás da traição de Serguei, este já se envolvia com Katya antes mesmo da morte do pai de Alex, porém esta desconhecia a sua traição, desconhecia o fato de que este fora responsável pelo ataque que sua família sofrera. Achei bem interessante o fato de que a história contada por Yuri em um dos episódios anteriores seja a história que Serguei acreditava ser a verdade.

Uma hipótese está a habitar e inquietar a minha mente desde o fim do episódio: será Serguei pai de Alex? Sei que é uma hipótese longínqua, porém não acredito que posso descartar esta mais recente teoria tão facilmente, todas as respostas apontam para esta pergunta e os acontecimentos que o esclarecimento da suposta paternidade de Alex possa vim a causar me interessam. Também estou por me perguntar como é que Alex sustenta tanta dor. Toda a vez que a personagem tenta se livrar de algo que a fere internamente, esta apenas arruma mais espinhos para se ferir e a traição de sua mãe apenas lhe traz ainda mais sofrimento.

Porém desta vez esta contará com Nikita para lhe ajudar superar tais momentos. Fora extremamente gratificante observar surgir novamente a dinâmica entre as personagens e apesar de eu ter adorado cada momento que essas lutaram bravamente juntas contra os capangas da Gogol, nada fora melhor do que a pequena cena ao final, uma pequena cena onde verdadeiras palavras são ditas e verdadeiros sentimentos são expostos. Nikita não é a parceira de Alex, nunca chegou a ser. Nikita não é apenas uma amiga de Alex, já passamos desta fase. Nikita é a mãe que Alex nunca teve, e não haverá brigas, mentiras ou manipulações que conseguiram separar definitivamente essas duas, e nem mesmo destruir o sentimento que uma nutre pela outra.

Mas vamos nos concentrar agora em outros acontecimentos, vamos comentar as aventuras de Michael e Owen em busca dos Guardians. Bom, além de esta gerar uma das cenas de luta mais belas da série, está também fora responsável por nos entregar dicas do que estaremos prestes a acompanhar, e já posso adiantar que muita coisa boa estará por vir. A dinâmica entre os personagens fora boa, gostei também dos pequenos diálogos que os personagens travaram porém esta fora uma trama que centrou mais para a ação e não decepcionou quando tratou deste assunto. Ao final descobrimos qual o plano de Percy ao unir os guardiões e sua possível fuga da Division carrega a promessa de nos trazer um dos momentos mais magníficos da série, agora resta esperarmos para ver se tal irá realmente acontecer.

Adorei cada diálogo, cada frase dita no embate entre Percy e Ryan. Não estava por esperar o retorno de Ryan para este episódio porém a falta de informações sobre o personagem e o que se sucederá com o mesmo já estava por me causar anseios e o roteiro me surpreendeu quando este aparecera no episódio, e me surpreendera mais ainda quando este teve um dos melhores momentos do episódio em seus diálogos com Percy. Não fora um diálogo tão revelador, porém a maneira como as frases foram utilizadas e a tensão que a cena estava por trazer fora algo muito gratificante.

Não fora hoje o dia em que Alex resgatara sua mãe. Não fora hoje em dia em que Nikita recuperou a Black Box que está sob o poder de Ari e Serguei. Porém fora hoje o dia em que Nikita apresentara mais um grande episódio, um episódio ágil que soube trazer ao seu telespectador ação, drama, emoção, suspense e surpresas. Não fora hoje o dia em que Nikita trouxe aquele bom episódio que desejei, porém ela nos apresentou um ótimo episódio, e podemos dizer que eu prefiro muito mais esses.

You once told me that Division was a second chance, one opportunity to be a new person, make a difference. This mission… this is how I’ll proof myself what kind of person I’ve become.

Artigo originalmente publicado no Portal de Séries.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s