Desperate Housewives (8×09) – Putting It Together


Ora bem, Desperate Housewives começa a dar uns ares de despedida aos seus episódios e eu começo já a ficar nostálgico a pensar que depois de 8 anos de pura diversão e prazer televisivo, a minha série favorita está a chegar ao fim e a transformar a sua última temporada em óptimos e possivelmente inesquecíveis momentos de televisão. Este episódio foi do mais agitado que temos visto nos últimos tempos, com várias histórias a serem desenvolvidas ao mesmo tempo, decisões importantes a serem tomadas, mais um mistério para somar aos muitos que já vamos tendo e um cliffhanger que, apesar de não criar muitas dúvidas sobre o seu desfecho, sempre dá para nos deixar com aquela sensação de ansiedade para o regresso em Janeiro.

Bree bateu no fundo. De facto esta temporada tem sido A temporada de Bree e esta tem roubado a cena em quase todos os episódios. Neste não foi excepção. Desesperada e sozinha depois de ter sido abandonada pelas amigas, Bree tenta em vão reconquistar as duas amizades mas em vão. E, como vimos no episódio anterior, acaba por se esconder de novo na bebida. Os momentos com as “novas” amigas no bar pode ter sido hilariante, mas só mostra o quanto Bree se sente sozinha e desemparada nesta fase, sem o apoio de ninguém. A vingança de Chuck não vem ajudar em nada, e mesmo que Bree lhe implore que deixe as migas em paz em troca da sua prisão, Chuck diz-lhe que quer vê-la assim a sofrer, para perceber o quanto ela o magoou. Desta forma, Bree entrega-se ao desepero, aluga um quarto numa pensão e num bonito momento que permitiu o regresso de Mary Alice aos ecrãs, vemos a ruiva a ponderar cometer suicídio para terminar com a sua sina de sofrimento. Claro que não aconteceu nada e é este o cliffhanger que fica para nos prender até Janeiro. E claro que Bree não se vai suicidar, não tão cedo na temporada, mas não deixa de ser uma boa aposta da série e se soar bastante realista, dado a fase que esta atravessa.

Lynette é uma pessoa muito egoísta. A personagem é querida pelo público e há razões para isso, mas o que aconteceu neste episódio só me faz apoiar ainda mais a decisão de Tom. Encostada à parede pelos inquéritos de Chuck, Lynette decide contar a Tom tudo o que aconteceu e o segredo que esconde, para o caso de ser presa o ex-marido estar preparado para tomar conta dos filhos. O problema é que decide fazer isto no exacto dia e momento em que Tom se prepara para partir com a namorada para uma viagem em paris. Não admira que esta fique furiosa e não perceba a situação, partindo sozinha enquanto Tom fica para trás, contrafeito e furioso com Lynette. Claro que Lynette tem razão no que fez, pensando na segurança dos filhos, mas não deixa de ser um acto cobarde arrastar Tom consigo para os problemas interferindo com a sua felicidade. Este casal dificilmente termina a temporada junto.

Susan é colocada também em maus lençóis. Quando é inquirida por Chuck, mostra-se extremamente nervosa e claramente suspeita, e ela própria percebe isso, entrando num ciclo de paranóia pensando que Chuck percebeu tudo e será ela a responsável pela prisão de todos os intervenientes. E é por isso que, quando pede dinheiro adiantado pelos quadros que vendeu e lhe é feita uma proposta irrecusável para viver da pintura em Nova York pondera claramente a hipótese para fugir de Wisteria Lane, onde de resto nada a prende neste momento. Mike discorda completamente e o assunto fica em stand bi, mas não me admirava se Susan terminasse a temporada numa situação deste género, rica e famosa em Nova York com a família.

Gaby também fica em maus lençóis com Chuck. No inquérito se mostrar confiante e mentir sobre o facto de conhecer Alejandro, dizendo que nunca viu o homem e que o problema alcoólico de Carlos não tem nada a ver com nenhum segredo, simplesmente Carlos Traiu-a e enverdou pela bebida para se punir. Chuck não acredita e diz que vai falar com ele, e Gaby é obrigada a visitar o centro de desintoxicação onde Carlos está para lhe explicar a mentira que este este tem de dizer a Chuck caso este aparece por ali. Carlos fica furioso mas aceita. Mais tarde Chuck visita Gaby e confronta-a com a pior das notícias: descobriu que Alexandro era o padrasto dela e que como tal, se ela mentiu acerca de o conhecer, é porque tem algo a esconder. É claro que Gaby fica sem palavras e Chuck informa-a que deverá comparecer na delegacia no dia seguinte porque abrirão um caso só para ela.

Renne também fez uma perninha neste episódio, mas sem grande relevância. Simplesmente fica com ciúmes quando percebe que Ben e Bree estão muito próximos, tem um diálogo divertidíssimo com Mrs McCluskey e uma ou outra Tirada genial. Nada de relevante, infelizmente.

Pois é, as coisas parecem estar complicadíssimas para as nossas quatro amigas, mas algo acontece para salvar a situação: Chuck é atropelado, e supostamente, morto (isto não se confirmou). E sabendo nós que Mike não quer que Susan saia de Wisteria Lane, Carlos fica incontactável e desaparece da clínica, Tom está furiosos com Lynette e sabe a verdade sobre o caso e até Ben está solidário com Bree perante o seu sofrimento, é mais ou menos óbvio que um dos “maridos” de Wisteria Lane cometeu o crime. Mais uma morte (potencial), mais um mistério e mais uma horda de suspeitos, desta vez na ala feminina na série. Uma óptima joaga da série, que poderá acarretar apenas um problema: certamente que durante uns episódios nos vamos afastar do mistério principal para nos centrarmos neste. Mas isto são só suposições. Agora temos uma pequena pausa de natal e resta-nos só esperar ansiosamente pelo regresso para a segunda parte desta explosiva temporada final.

O melhor – Um novo mistério, novos suspeitos, infinitas possibilidades futuras…

O pior – Saudades dos episódios-evento. O crime foi demasiado parecido com o cometido por Orson na segunda temporada. Espero que não queira dizer nada….

Artigo originalmente escrito por Rui Alvites e publicado no Portal de Séries.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s