Hart of Dixie (1×09) – The Pirate & The Practice


Esta semana fiquei um pouco mais satisfeita com o episódio de Hart of Dixie, voltou a apresentar-nos um episódio leve e com alguma comédia à mistura. No entanto continuo a achar que cortaram drasticamente as cenas cómicas e interessantes entre Zoe e Wade, isto não significa que queira os dois juntos brevemente pois acho que o interessante é a picardia que existe entre os dois e a química é inegável. Mas se por um lado Wade e Zoe tem tido cada vez menos tempo de antena juntos, outras personagens ganharam respeito e alguma admiração até então pouco evidentes, e falo claro de Lemon, que começou como uma personagem irritante, cujos minutos de antena eram puro sofrimento para mim, e se transformou numa personagem mais consistente, compreendida, suportável e melhor interpretada pela actriz, principalmente nestes dois últimos episódios.

Um dos aspectos que se pode apontar à série para além da queda na qualidade nos anteriores episódios é a falta de desenvolvimento e evolução na história das personagens, constroem a festa do episódio, o caso médico e as coisas andam em torno disso mesmo, há pouca evolução na narrativa. Esperemos que isso mude no futuro, pois no futuro iremos exigir isso e espero sinceramente que a série esteja à altura. Neste episódio tivemos mais uma festa o Thanksgiving, mas desta vez especial como tudo em Bluebell, afinal a tradição manda todos comemorarem vestidos de piratas. No entanto apesar das comemorações, Zoe tem outros planos, ir para a cidade que nunca dorme. Mas os planos sofrem algumas mudanças quando Zoe descobre que a vitória que pensava que tinha alcançado dos 30% não passa apenas de uma ilusão, tendo de arregaçar as mangas e lutar pela clínica. Após algumas peripécias Zoe lá consegue recuperar os doentes roubados e garantir definitivamente os 30%.

Quem resolve visitar novamente Bluebell neste episódio foram os pais de George, determina convencer o filho e a nora a mudarem-se. O que mais gostei nesta história foi mesmo Lemon, é interessante ver como a personagem cresceu, a actriz que começou tímida está agora a tudo o vapor e a sua personagem ganhou admiração da minha parte, adorei a lição que deu aos pais de George. Para além disso tivemos ainda um Wade demasiado atrapalhado para admitir os sentimentos que nutre por Zoe, confesso que apesar de me ter rido em algumas partes, gosto mais do Wade engatatão e menos lamechas. Um episódio melhor que os antecessores e que nos faz ter esperanças para que a série termine em grande este ano de 2011.

Aspectos positivos:

– A evolução de Lemon.
– Adorei a ironia de Lemon com os sogras, muito me ri.

Aspectos negativos:

– Um Wade um pouco mais lamechas, gosto mais da versão rebelde.

Artigo originalmente publicado em Portal de Séries

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s