Hart of Dixie (1×07) – The Crush & The Crossbow


Todos os que seguem as minhas reviews aqui sabem que sou grande fã de Wade e Zoe e acho que na interacção entre os dois está o ponto forte da série. Pois bem neste episódio essa interacção foi demasiado pequena, resultando num episódio sem parte cómica e algo parado. E muito sinceramente não gostei da direcção que deram ao episódio. Wade casado, really? George e Zoe? Bom confesso que mesmo não gostando de ver Lavon e Lemon, confesso que até me diverti com os dois neste episódio, principalmente quando Lemon resolve desmascarar Delia Ann Lee. O episódio foi demasiado virado para os possíveis desenvolvimentos amorosos e isso acabou por resultar num episódio demasiado lamechas e sem a piada característica de Hart of Dixie. Depois de receber uma indirecta da mãe de que a sua vida encontra-se parada, sem evoluir, Zoe resolve tomar uma atitude e tentar a sua sorte e apostar na vida social em Bluebell. E eis que como por milagre aparece um veterinário bonito e disponível que convida Zoe Hart para jantar.

E aí descobrimos uma nova faceta de Zoe, algo insegura e incerta da sua capacidade de vingar no mundo do amor. Zoe que acaba por se acobardar e deixar o Judson pendurado no restaurante. É então que Zoe decide que talvez não esteja preparada para sair com alguém e resolve sair sozinha para assistir a um filme de Woody Allen. E mais uma coincidência acontece quando se depara com George. Enfim apesar de não gostar da ideia que tentaram criar com este encontro, acabou por não ser tão chato quanto previa inicialmente. Mas desta atracção entre George e Zoe já todos sabíamos, a surpresa do episódio ficou reservada para a chegada da esposa de Wade. Ah pois é, o solteirão mais desejado de Bluebell afinal é casado. Esperava ver um pouco mais de desilusão em Zoe, mas parece que neste episódio os roteiristas tentaram virar novamente o filme para o lado de George. Mesmo longe de Zoe, a essência de Wade permanece igual e conseguiu ainda arrancar-me algumas risadas. Depois de algumas indecisões, que culminaram com uma besta apontada a si e uma fecha na perna de George, Wade volta ao grupo dos solteiros.

Mas antes Tayson deixa-lhe um conselho, seguir em frente pois uma rapariga como Zoe nunca ficará como um rapaz como Wade, embora possa existir alguma verdade nisso, uma vez que em termos de gostos, Zoe e Wade são como a água e o azeite, se os roteiristas forem suficientemente inteligentes jamais irão afastar este dois, nem que seja nesta relação amor-ódio que mantém. E nesta semana os grandes eventos regressaram a Bluebell com a corrida das tartarugas, sim quando pensamos que não poderá haver mais nenhum evento que nos surpreenda, eis que chega a famosa e aclamada corrida de tartarugas, que por sinal tem sempre o mesmo vencedor. Depois de Lemon, só mesmo Ann Lee para me tirar do sério, e neste episódio adorei o seu volta-face. No fim vemos uma Lemon e Lavon próximos e uma declaração do mesmo, interrompida pelo incidente de George. Resumindo um episódio mais fraco de Hart of Dixie centrado nas diferentes possibilidades amorosas, que esperemos que não seja para repetir brevemente, na parte cómica da série está o seu ponto alto e quanto mais longe ficar das lamechices melhor. Um episódio cheio de coincidências algo forçadas e aparecimentos algo inesperados que em nada contribuíram para a qualidade do episódio. Esperemos que Hart of Dixie se volte novamente para a comédia e deixe os romantismos de lado, certamente a qualidade irá subir.

Artigo originalmente publicado em Portal de Séries.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s