Grey’s Anatomy (8×09) – Dark Was the Night


Primeiramente pedir desculpas por algum atraso no review, mas esta semana tive de férias fora de Portugal. Pois é amigos, Grey’s Anatomy despediu-se deste ano e agora vamos ter de esperar umas longas semanitas, mas podemos dizer que a despedida não podia ser mais emotiva e intensa, à maneira típica de Shonda Rhimes. Este foi um episódio com vários focos de drama. No episódio passado ficou evidente que este episódio seria marcado por drama principalmente para Teddy e Henry. Muitos acusaram Henry de ser o novo Denny Duquette, e a verdade é que o destino foi comum aos dois. Mas o drama não ficou reservado apenas para Teddy e Henry, também Meredith e Derek tinham um dia importante pela frente, a audição com o juiz que iria decidir o futuro de Zola. E as coisas voltam a não correr bem para o casal, com o futuro de Zola a não se cruzar novamente com Meredith e Derek. Gostei bastante da conversa entre Derek e Cristina, depois de demorar algum tempo a perdoar Meredith pela perda de Zola, Derek revela agora um receio, o de o feitiço se virar contra o feiticeiro.

Mas uma Cristina ciente da personalidade de Meredith acabou por acalmar  um Derek algo apreensivo. Mas se as coisas não pareciam correr de feição a Derek, o pior ainda estaria para vir com a vida de Meredith a ser colocada em perigo. Meredith e Karev partem para buscar uma bebé recém-nascida e traze-la em segurança para o Seatlhe Grace, mas as coisas não correm como planeado e vêem a vida de ambos ser colocada em perigo, uma explosão lança o pânico em Seatle Grace e principalmente em Derek que fica sem notícias de Meredith. Mas aparentemente tanto Meredith como Karev estão bem, tendo agora que atravessar um longo caminho em busca de nova ajuda e enfrentar um cenário devastador. Gostei bastante da conversa algo insensata mas encorajadora de Karev que se sente culpado pela perda de Zola. Mas Avery e Callie também estão num foco de drama causado por um possível erro médico de Avery e uma falha grave de supervisão por parte de Callie que agora tenta perceber o erro e lidar com a família da doente.

Mas o centro do episódio foi mesmo Henry, e como muitos temiam acabou por virar o segundo Denny Duquette, depois de as coisas começarem a correr bem a nível amoroso e de saúde, Henry tem uma recaída e tem de ser operado com urgência, Teddy resolve escolher Cristina como melhor opção, escondendo da mesma a identidade do paciente. Henry acaba por não resistir, e será interessante ver agora a reacção de Teddy. Gostei bastante da conversa entre Owen e Webber, ambos estiveram muito bem neste episódio. Outro dos pontos altos do episódio foi quando Webber tenta o impossível, vemos uma Lexie desesperada e uma Cristina algo tranquila sem perceber todo o drama envolvente. Quando descobre a identidade do doente, também Cristina entra em desespero, num momento muito bem conseguido, e por vezes não é necessário palavras. Um episódio bastante emotivo que abre portas a um regresso e entrada em 2012 grandioso, com mais drama e bons episódios.

Aspectos positivos:

– O momento em que Henry morre e Cristina descobre a verdade.
– Conversa sincera entre Cristina e Derek.
– Conversa entre Owen e Webber.

Aspectos negativos:

– Alguma falta de preocupação por parte de Avery quando descobre o possível erro.

Artigo inicialmente publicado em Portal de Séries.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s